As obras do artista Muti Randolph em São Paulo

De 17 a 31 de maio, o Largo da Batata será palco para o artista digital Muti Randolph, que criou a instalação tridimensional +++ (leia-se mais ao cubo) – uma escultura em LED que vai despertar a curiosidade dos transeuntes, instigando a contemplação e a conscientização para a redução de acidentes de trânsito.

O local possui um dos principais terminais de ônibus da cidade de São Paulo, abriga estação de metrô e bicicletário, e está situado na Avenida Faria Lima, que  possui diversas faixas para comportar o intenso fluxo de carros. Esse cruzamento de diferentes agentes de trânsito na região inspirou a curadoria do festival a promover uma instalação artística de grande impacto visual.

Muti Randolph- foto Bia Ferrer

Outro ponto da cidade que já está sendo preenchido por arte digital é a Av. Paulista (na Galeria de Arte Digital instalada na fachada do Centro Cultural Fiesp). Sob o tema mobilidade urbana, a curadoria do SP_Urban selecionou três obras que proporcionam reflexão sobre os propósitos do Maio Amarelo. Estas criações e seus criadores são: Transite!” (Coletivo Coletores), “Transtópico” (Letícia RMS) e “Color Frequency 0.68” (Ligia Alonso).

A Arte Digital é uma linguagem atual, intuitiva que estimula o engajamento do público massivo com questões de relevância social de maneira lúdica e divertida, além de promover a ocupação dos espaços públicos.

Serviço SP_Urban Digital Festival x Maio Amarelo:

Onde: Largo da Batata
Dias: 17 a 31 de maio
Horário: 16h às 06h
Instalação audiovisual: “+++” (Muti Randolph)
Evento no facebook:
https://www.facebook.com/events/147126952795208/

Onde: Galeria de Arte Digital do Centro Cultural Fiesp (Av. Paulista 1.313)
Dias: até 25 de maio
Horário: das 19h às 06h
Obras Visuais: “Transite!” (Coletivo Coletores) – “Transtópico” (Letícia RMS) – “Color Frequency 0,68” (Ligia Alonso)
Evento no facebook:
https://www.facebook.com/events/795648210636573/

Paulo Varella1487 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password