5 dicas de grandes artistas para que a sua arte seja reconhecida

Artista noruegano Lars Aukrust

19Como um artista, não é suficiente produzir arte: você precisa promover sua arte. Sua vontade pode até ser criar e deixar sua marca no mundo, mas isso não faz com que sua arte seja reconhecida. Assegurar que seu trabalho alcance o público certo e potenciais compradores é crucial para o sucesso. Se você não se esforçar nisso, ninguém será capaz de te dizer o quanto gosta do seu trabalho – ou até comprá-lo. Então vão algumas sugestões que podem ajudar a promover sua arte:

1- Criar um contexto ao conjunto de obras: Dica de Pablo Picasso

  • O visual é o que mais chama atenção num conjunto de obras de arte, mas cada imagem deve ser acompanhada por um texto cativante e sucinto, contando uma história por trás do trabalho.
  • Se você quer chamar a atenção de potenciais compradores, inclua uma forte biografia. Não tenha medo de compartilhar sua história, sua bagagem, como sua arte foi desenvolvida, o que mais te inspira, o que você espera que sua arte acrescente ao mundo. E é isso que torna suas obras únicas e autênticas, essa aura que valoriza sua arte.

Veja algumas das fases pelas quais Pablo Picasso passou por exemplo:

  • Na fase Azul (1901-1904), o artista dá uma atenção especial aos marginalizados pela sociedade, o tema é sempre a pobreza ou a morte. Os personagens são envolvidos por uma aura de solidão e desespero, havendo uma sensação de depressão nas pinturas. Era época de dificuldades econômicas para o artista e seu amigo Carlos Casagenas havia se suicidado.
  • Na Fase Rosa (1905-1907), as suas obras ganham uma conotação lírica e é um retorno do artista à alegria da vida.
  • Picasso desenvolve o cubismo com influência do artista Cézanne. Em 1937, no auge da Guerra Civil Espanhola ( 1936-1939), pinta Guernica, que já pertence ao Expressionismo e mostra a violência e o massacre sofridos pela população da cidade de Guernica.
900x423
Blind Begger and Boy | Girl in Chemise
900X332 guernica
Guernica

Fonte.

2- Ser um participante ativo de organizações de arte: Dica de Andy Warhol

  • Construir uma robusta rede de contatos no mundo da arte é um dos meios mais efetivos para promover seu trabalho.
  • No nível profissional, tornar-se um participante ativo de organizações de arte, desde exposições até eventos locais, fornece uma oportunidade única para conhecer outros artistas de sua área, além de fazer presença e começar a ser reconhecido por artistas locais.
  • Sempre é bom estar acompanhado com seus cartões de visita ou flyers nesses eventos.

A exemplo disso, Andy Warhol era o queridinho das rodinhas de socialites e frequentador até do submundo de Nova York.

  • Sendo amigo de drag queens que viviam por lá, realizou filmes experimentais e se tornou uma das figuras mais conhecidas no cinema underground ao retratar “personagens reais”.
  • Ele trabalhou para a Vogue, Harper’s Bazaar, the New Yorker,
  • conheceu Marcel Duchamp quando estava expondo suas pinturas de Elizabeth Taylor e Elvis Presley,
  • colocou em uma de suas cápsulas do tempo um saco cheio de paletas usadas dadas por Salvador Dali,
  • apareceu em um comercial de Coca Diet na TV.
  • Ele estava em todo lugar, até nas páginas policiais envolvido em algum escândalo (não recomendamos).
Self Portrait | Picking Nose
Self Portrait | Picking Nose

Fonte.

3- Entrar em competições de arte: Dica de Robert Rauschenberg

  • Você pode até não ser do tipo competitivo, mas entrar em competições de arte pode ser também uma ótima forma de se expor e atingir outros artistas.
  • Mesmo que não ganhe a competição, qualquer feedback que receber pode se tornar em novas ideias e fazer com que você cresça como um artista.

Nas competições, Robert Rauschenberg fez com que os Estados Unidos se tornassem o centro artístico mundial.

  • Robert Rauschenberg conheceu pessoas da vanguarda artística como Merce Cunnningham, John Cage, Morris Kantor, Jasper Johns e desde então passou a se destacar e ganhar notoriedade pelo tipo de materiais usados e por seus métodos de trabalho.
  • Foi o primeiro norte-americano a receber o Grande Prêmio de Pintura na Bienal de Veneza, atingindo, assim, um dos momentos altos de sua carreira e quando os Estados Unidos “substituíram” Paris como centro do contexto artístico mundial.
  • Ganhou também um prêmio Grammy pela criação da capa de uma edição especial do disco “Speaking in Tongues” do grupo Talking Heads,
  • e oito de seus quadros produzidos foram classificados pela revista New Yorker como “os mais fortes, os mais líricos que o artista produziu em muitos anos”.
Odalisca | Retroactivo I
Odalisca | Retroactivo I

Fonte.

4- Compartilhar a sua arte na internet: Dica de Banksy

  • Começar a compartilhar sua arte na internet é indispensável.
  • As pessoas gastam uma enorme quantidade de tempo em redes sociais, e se você criar presença no Facebook com a sua arte, será muito mais fácil das pessoas compartilharem e falarem sobre. Isso também se aplica ao Instagram, Pinterest, Tumblr e Blog por exemplo.
  • Se você criar um nova arte frequentemente, então terá muito assunto a adicionar. Pode postar cada trabalho criado e falar sobre o processo de criação, ou que significa para você, ou se há uma história por trás. Pode escrever sobre exposições ou shows que tenha ido ou fornecer tutoriais e dicas de como você cria sua arte. Pode até falar sobre sua filosofia de arte e seus influenciadores.
  • Qualquer coisa que você ache que será interessante para as pessoas que gostam da sua arte será válida para postar.

Banner Photoarts 01

Com trabalhos de cunho social e político, e o desprezo pelo governo que rotula grafite como vandalismo, Banksy expõe sua arte em locais públicos do mundo todo.

  • Em 2013 ele esteve em Nova York e realizou uma série de trabalhos pelas ruas da cidade, e todas as suas intervenções foram divulgadas em um site e acabaram atraindo a atenção de moradores e turistas.
  • O mesmo aconteceu com a exposição ‘Better out than in’, cativando um grande público, a quem oferecia a cada dia uma nova obra de arte nas ruas, que eram fotografadas e divulgadas em seu site oficial e através de conta no Instagram.
  • Sua intenção é popularizar ainda mais a arte e, mesmo assim, talvez seja o artista anônimo mais conhecido do mundo.
  • Eleito personalidade do ano na Internet durante os Webby Awards, o britânico, que nunca foi formalmente identificado e vive recluso, foi honrado com o prêmio por uma exposição pelas ruas de Nova York, mas não apareceu.
  • Surgiu até um evento no Facebook promovendo um encontro para conhecer Banksy, chamado ‘Banksy’ Meet and Greet, ganhando um substancial interesse generalizado como brincadeira na internet.

Fonte.

Snorting Cooper | KKK
Snorting Cooper | KKK

5- Deixar um bom comentário:  Dica da equipe do Arteref

  • Se você ver uma arte que tenha gostado pela internet, por que não deixar um bom comentário? Essa pode ser uma chance de o artista ver seu comentário, entrar no seu perfil e conhecer seu trabalho.
  • Mas tenha cuidado em não comentar “Muito bonito!” em cada imagem do site de um artista, senão será reportado como spam. Seja natural, amigável e sincero, em último caso pelo menos você fará com que alguém fique feliz deixando um comentário agradável.
  • Apesar do título, não somos um grande artista, mas representamos grandes artistas!

Fonte.

E você? O que ajudou para que sua arte fosse mais reconhecida? Compartilhe sua experiência conosco deixando um comentário abaixo!

Veja também:

7 regras para um artista alcançar o sucesso!

 

Equipe Editorial2194 Posts

Os artigos assinados pela equipe editorial representam um conjunto de colaboradores que vão desde os editores da revista até os assessores de imprensa que sugeriram as pautas.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password