11 fatos estranhos sobre Pablo Picasso

1. O nome completo de Picasso tem 23 palavras

Picasso foi batizado Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno María de los Remedios Cipriano de Santísima Trinidad Mártir Patricio Clito Ruíz y Picasso ( UFAA!!!). Ele recebeu o nome de vários santos e parentes. O “Picasso” é realmente de sua mãe, Maria Picasso y Lopez. Seu pai é chamado de José Ruiz Blasco. Normalmente Picasso deveria ser então Pablo Blasco (um verdadeiro trava línguas)

2. Quando ele nasceu, a parteira pensou que ele estava morto

Picasso teve um parto tão difícil e era um bebê tão fraco que, quando ele nasceu, a parteira pensou que ele tinha morrido, então ela o deixou em uma mesa para cuidar de sua mãe. Foi seu tio, um médico chamado Don Salvador, que o salvou.

Os médicos na época costumavam fumar charutos grandes, e meu tio não era exceção. Quando ele me viu deitado lá, ele soprou fumaça na minha cara. Para isso, imediatamente reagi com uma careta enfurecida ”
– Pablo Picasso

3. Primeira Palavra de Picasso: Lápis

É como se Picasso nascesse um artista: sua primeira palavra era “piz”, sem escrever a palavra espanhola para “lápis”. Seu pai Ruiz, um artista e professor de arte, deu-lhe uma educação formal na arte a partir dos 7 anos de idade. Aos 13 anos, Ruiz prometeu desistir da pintura ao sentir que Pablo o havia superado.

4. Primeiro desenho de Pablo

Com a idade de 9 anos, Picasso completou sua primeira pintura: Le picador, um homem andando de cavalo em uma tourada.

Sua primeira pintura principal, um trabalho “acadêmico” é a Primeira Comunhão, com um retrato de seu pai, mãe e irmã mais nova ajoelhada diante de um altar. Picasso tinha 15 anos quando ele terminou.

5. Picasso era um estudante terrível

Sem dúvida, Picasso foi brilhante: artisticamente, ele estava anos à frente de seus colegas de classe que eram todos cinco a seis anos maiores que ele. Mas Picasso irritou-se por ser informado sobre o que fazer e ele foi muitas vezes de castigo:

Por ser um estudante ruim, fui jogado no “calabouço” – uma sala com paredes caiadas e um banco para se sentar. Eu gostava de lá, porque levava um bloco de esboço e desenhava incessantemente … Eu preferia ficar lá para poder desenhar sem parar ”
– Pablo Picasso

6. Primeiro trabalho de Picasso

Picasso assinou seu primeiro contrato em Paris com o comerciante de arte Pere Menach, que concordou em pagar 150 francos por mês (cerca de US $ 750 hoje).

7. Picasso roubou a Mona Lisa?

Na verdade não, mas em 1911, quando a famosa pintura Mona Lisa de Leonardo da Vinci foi roubada do Louvre, a polícia pegou o amigo de Picasso, o poeta Guillaume Apollinaire. Apollinaire indicou Picasso como um suspeito, então a polícia o chamou para  um interrogatório. Ambos foram liberados mais tarde.

8. Cubismo: cheio de pequenos cubos

Em 1909, Picasso e o artista francês Georges Braque co-fundaram um movimento de arte conhecido como cubismo. Na verdade, foi um crítico de arte francês Louis Vauxcelles que primeiro chamou de “Bizarre cubiques” ou cubismo, depois de notar que as pinturas de Picasso e Braque estavam “cheias de pequenos cubos”.

9. Picasso foi amigo íntimo de Marc Chagall

Picasso e Chagall, dois dos maiores pintores do século passado, eram amigos … Leia toda a história.

10. Picasso afirmou que “Paul Cézanne era meu único mestre”.

Em 1943, Pablo Picasso declarou ao fotógrafo George Brassaï que o artista Paul Cézanne era “meu único mestre”. Leia toda a história

11. Onde Picasso está enterrado?

Picasso foi enterrado no terreno de um castelo que ele comprou por capricho em 1958 na vila de Vauvenargues, no sul da França.


Pequenos grupos de visitantes agora podem ver o seu lugar de descanso final. O túmulo é coberto com sua escultura de 1933, Femme au vase.

Picasso disse ter comprado a propriedade depois de descobrir que estava nas encostas do Mont Sainte-Victoire, que foi pintado mais de 30 vezes por Paul Cézanne, o artista impressionista. “Acabei de comprar as montanhas de Cézanne”, disse ele a seu agente.

 

Uma obra de Picasso que você precisa conhecer:

Les Demoiselles d’Avignon

Esta pintura, Les Demoiselles d’Avignon, foi pintada em 1907 e é o exemplo mais famoso da pintura cubista. Nesta pintura, Picasso abandonou toda a forma conhecida e a representação da arte tradicional. Ele usou a distorção do corpo feminino e das formas geométricas de forma inovadora, o que desafia a expectativa de que as pinturas ofereçam representações idealizadas da beleza feminina. Também mostra a influência da arte africana em Picasso.

Esta pintura é um grande trabalho e levou nove meses para completar. Isso demonstra o verdadeiro gênio e novidade da paixão de Picasso. Ele criou centenas de esboços e estudos para se preparar para o trabalho final. Alguns críticos argumentam que a pintura foi uma reação ao Le bonheur de vivre de Henri Matisse e Blue Nude.

Sua semelhança com The Large Bathers de Paul Cezanne, a Estátua Oviri de Gauguin e a Abertura do Quinto Selo de El Greco foram amplamente faladas por críticas posteriores. Quando exibiu pela primeira vez em 1916, a pintura foi considerada imoral. Após nove anos de criação da pintura, Picasso sempre se referiu a ela como Le Bordel d’Avignon, mas o crítico de arte Andre Salmon, que gerenciou sua primeira exposição, renomeou-se de Les Demoiselles d’Avignon para reduzir o seu ultrajante efeito sobre a sociedade em geral. . Picasso nunca gostou do título de Salmon, e como um compromisso teria preferido as chicas de Avignon.

Fonte: pablopicasso.org

Paulo Varella1519 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password