Recaptulando a entrevista com Nelson Cimino e Roberto Amorim na Casa Cor 2016

Inspiração na arte e cultura brasileira

Um espaço onde a brasilidade foi o destaque. No Hall Biblioteca, Nelson Cimino e Roberto Amorim puderam expor parte do acervo pessoal de bons colecionadores de arte que são, sobretudo da arte brasileira do período de 40, 50 e 60. “Somos aficionados por arte. Nos concentramos em arte modernista, arte concreta brasileira e arte tribal do Xingu que conversa muito bem com arte concreta pela geometria, etc”, revelam

Para criar o ambiente, eles partiram do princípio de deixar as pessoas à vontade. “Você começa a criar uma identidade pro lugar e ele começa a ter alma. Isso é fundamental para que as pessoas se identifiquem, se sintam acolhidas”. Uma raridade fez parte do Hall: um livro de Oswald de Andrade que, na verdade, é um diário escrito a mão, com desenhos de todos os amigos que frequentavam esse local. Que passou por lá percebeu a forte influência no Brasil da década de 40, onde, para eles, foi um momento de muito glamour no país, quando se valorizava muito as artes e a cultura em geral.

Veja também:

Entrevista com Michel Safatle na Casa Cor 2016

 

Equipe Editorial2224 Posts

Os artigos assinados pela equipe editorial representam um conjunto de colaboradores que vão desde os editores da revista até os assessores de imprensa que sugeriram as pautas.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password