Os projetos de Camila Benegas e Paula Motta

Como surgiu a “Casa 2 Arquitetos”? Como você (Camila Benegas) e a Paula Motta se juntaram?

Eu trabalhei para a Fernanda Marques por cinco anos e a Paula por sete, a gente se conheceu lá. Nós trabalhamos em áreas complementares, eu fazia a corporação de projeto e a Paula a implementação. Quando surgiu um projeto para a Paula ela me perguntou se podíamos fazer juntas e deu super certo, então resolvemos abrir o escritório. Já faz três anos que temos a “Casa 2 Arquitetos”.

No site de vocês tem alguns projetos como o “Faça você mesmo” e “Casa decor”. Como surgiu essa ideia e porque vocês resolveram fazer?

A gente sentiu essa necessidade de vários tipos de projetos. Não é todo mundo que tem dinheiro para contratar e fazer acompanhamento da obra.

No projeto “Faça você mesmo” entregamos um manual bem detalhado para a pessoa poder ir fazendo aos poucos sozinha. Então ela fica mais confortável para fazer como quiser, conforme tenha dinheiro.

No projeto Decor transformamos um ambiente. Nós vamos na casa da pessoa e colocamos objetos em consignação, como tapete, quadro, plantas… Quando a pessoa chega fica chocada, pois não precisou de obras, só mexemos na decoração.

Temos a opção normal, que é a Sob Medida, onde fazemos o projeto e acompanhamento para entregar a obra no final, mas a gente também adora fazer os outros. Sentimos falta disso no mercado, conseguimos atender mais pessoas.

E quais são as principais dicas do projeto faça você mesmo? Que você acha que as pessoas mais gostam e funciona mais.

É super legal mudar a cor de uma parede, mudar uma iluminação. Damos muitas referências de quadros e decoração, por que isso que vai transformar o ambiente. O foco é na decoração, pois o cliente não fará obras. Se você tem várias referências fica mais fácil se sentir seguro para realizar sozinho. Não precisa também ter uma lógica, damos dicas da pessoa ir montando e experimentando. É legal comprar mobília solta, pois se você mudar pode levar e arranjar novamente.

Quais são as referências que influenciam mais o estilo de vocês?

Acho que a gente não tem um estilo. Nossos projetos não tem sempre a mesma cara, pois o principal é o gosto do cliente. Mas por exemplo, na minha casa eu tenho um estilo mais industrial. Adoro também ambientes neutros, com pontos de cor.

Qual é o projeto que marcou mais vocês? O mais desafiador.

Acredito que o nosso primeiro projeto. Foi muito legal por que era um apartamento grande de um casal mais velho que tinham três filhos. Foi um desafio porque os clientes queriam algo que era muito diferente do nosso estilo pessoal. No final conseguimos usar móveis clássicos super bonitos e adoramos fazer tudo.

Outro projeto que nos marcou foi um recente de um apartamento pequeno. O cliente era super legal e com o gosto muito parecido com o nosso. Colocamos cimento queimado no forro, iluminação que a gente gosta e ficou uma graça. Ampliou muito o apartamento, ele era bem pequeno. Ficou com outra cara, super iluminado e confortável.

É mais desafiador fazer um de 200m² ou um de 30m²?

Acho que o maior desafio de fazer menor é por tudo que o cliente quer. O cliente vem com muita expectativa por cima de um projeto pequeno. Você precisa encaixar muitas idéias e necessidades. Mas os projetos grandes também são desafiadores por que você precisa dar personalidade a todos os espaços.

Como vocês inserem uma obra de arte no projeto?

Mas vamos desde Urban Arts até galerias de arte, mas depende muito do cliente. Tivemos um projeto que o cliente amava arte, então ele direcionou a gente para o que ele gosta e fomos atrás.

Buscamos sempre colocar fotografia, pintura, fazer uma mistura na composição. Nós gostamos muito de artistas clássicos e mais geométricos, por exemplo Barsotti. Pois são clássicas e modernas ao mesmo tempo, servem para qualquer ambiente.

Às vezes pegamos algum objeto da pessoa, que foi de família por exemplo, e colocamos dentro de uma peça de acrílico, logo aquilo se torna um objeto de arte… Até ajuda na questão do orçamento, por que não custa quase nada e fica lindo.

Vocês tem algum projeto que idealizam fazer?

Gostaríamos de fazer um bar ou um café. Sempre que eu vou viajar eu vejo esses lugares e penso que dá pra fazer muitas coisas. Além de ser um lugar que as pessoas gostam muito de ir. Nos EUA existem muitos bares diferentes e sinto falta disso no Brasil.

Você pode encontrar mais informações no site e acompanhar o trabalho das arquitetas pelo facebook ou instagram @casa2arquitetos.

Paulo Varella1220 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password