Exposição abrakadabra reúne trabalhos com arte sonora experimental na Galeria Jaqueline Martins

Loreto Martinez Troncoso

Quem são os artistas? A mostra reúne trabalhos dos brasileiros Mario Ramiro, Bruno Palazzo e Raquel Stolf, além dos estrangeiros Fina Miralles, Marisa Pons, Kina Marull, Loreto Martinez Troncoso, Stuart Brisley e Milan Grygar.

O que terá na exposição? A mostra gira em torno de trabalhos que relacionam as ondas sonoras e seu vínculo a uma questão mágica.

Sobre o espaço: A galeria foi fundada em abril de 2011 por Jaqueline Martins e tem seu foco principal na representação de grupos de artistas contemporâneos com investigações nos mais variados suportes; O espaço reafirma seu compromisso com o desenvolvimento promovendo aproximações entre diferentes artistas e gerações. Também já tendo participado de feiras internacionais, a galeria representa e expõe artistas de grande importância para o panorama contemporâneo.

Abertura: Dia 6 de novembro, 18 horas. 

Quando? De 06 de novembro de 2014 a 24 de janeiro de 2015.

Milan Grygar

Milan Grygar

A mostra recebe curadoria de Claudio Rodriguez Ponga e busca explorar, partindo do termo babilônico abracadabra (palavra mística a qual acreditavam ser a cura de doenças), a relação do som com algo mais sobrenatural e místico. Com a sua imaterialidade, o som se manifesta de forma impalpável e intangível diante de nós, se tornando, por vezes, algo que está além da razão.

“O som”, conforme David Toop, “é uma assombração, um fantasma, uma presença cuja localização no espaço é ambígua, ao mesmo tempo que sua existência no tempo é transitória (…). Em tais contextos, o som muitas vezes funciona como uma metáfora para a revelação mística, a instabilidade (…), a falta de forma, o sobrenatural (…), o desconhecido, o inconsciente e o extra-humano”.

Milan Grygar 2

Milan Grygar

Para tratar do assunto, a galeria traz artistas que já realizam pesquisas na área e, partindo delas, constroem produtos artísticos. Seja se manifestando através do som em si ou de algo relacionado à performance ou outros meios, a linguagem sonora é explorada como algo sobrenatural na mostra e abre caminho para novas criações com este meio.

Fina Miralles. Paraules al arbre-PM8

Fina Miralles

Paulo Varella1160 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password