MAR à Tona no Rio

Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

MAR à Tona no Rio

setembro 23

O Museu de Arte do Rio – MAR, sob a gestão do Instituto Odeon, será o palco de mais uma edição do programa MAR à tona, criado para abrigar diferentes manifestações culturais da cidade e promover a divulgação da diversidade do Rio de Janeiro. Ao longo de todo o dia acontecerá a feira de comidas e artesanato com Associação MAWON de Refugiados, na qual os visitantes poderão vivenciar e experimentar as diferentes culturas, além de uma vasta programação que envolve apresentações de música, dança e bate-papo.

Das 14h às 16h, uma roda de conversa colocará em pauta os usos culturais da rua através de diferentes pontos narrativos. O encontro vai reunir os refugiados congolês Yves Abdalah Makangua – estudante de Engenharia Química que vive no Brasil desde 2010 – e o haitiano Robert Montinard – produtor cultural e músico que mudou de seu país de origem após o terremoto que devastou a ilha em 2010 – ao produtor e ativista cultural nas organizações das Rodas de Rimas e Batalhas de MC’s, Dom Negrone, e o arquiteto Pedro Riveira, que faz parte de uma rede global de laboratórios para pensar o futuro das cidades da GSAPP Columbia University. O debate vai discutir a ocupação da cidade do Rio de diferentes modos com feiras e atividades em espaços públicos – relação que nem sempre é livre de conflitos.

Para animar os pilotis do museu, das 10h às 12h os DJs Bob Selassie e Bibo embalarão os visitantes com um vasto repertório de músicas latinas, caribenhas, brasileiras e africanas. Às 12h haverá apresentação do grupo Congo Folklorico. Às 13h, a banda Comodoro assume o palco em uma apresentação com cerca de uma hora de duração. Às 16h a programação musical retorna com a banda Fábrica Nômade Sonora e, para terminar o dia, a dupla Chico Chico e João Mantuano se apresentam a partir das 17h.

Programação

 

10h às 18h – Feira da DiVerCidade com a Associação Mawon

Apoio : Chega Junto

10h às 11h – DJ Bob Selassie (set de músicas latinas, caribenhas e africanas)

11h às 12h – Dj Bibo (set de músicas brasileiras)

12h às 13h – Congo Folklorico (Artistas do Congo)

13h às 14h – Comodoro

14h às 16h – Conversa: Espaço Público e os possíveis usos da cidade

16h às 17h – Fábrica Nômade Sonora

17h às 18h – Chico Chico e João Mantuano

Palestrantes convidados do MAR à tona:

Yves Abdalah Makangua

Jovem refugiado congolês que vive no Brasil desde 2010, estudante de Engenharia Química, humorista, professor de dança, é integrante da Associação Mawon que promove diversidade, conexão e integração dos imigrantes na sociedade brasileira através da cultura e gastronomia.

Robert Montinard

Produtor cultural, Musico, Fundador do Mawon Haitiano que veio para o Brasil logo depois do terremoto em 2010. Promove a integração, diversidade, conexão e mobilidade dos migrantes pelo mundo sem fronteira.​

Dom Negrone

Mestre de cerimônias de eventos de Arte Urbana por todo o Rio de Janeiro, é um dos produtores e ativistas culturais nas organizações das Rodas de Rimas e Batalhas de MC’s.
Pedro Rivera

Arquiteto com mestrado em urbanismo pelo PROURB. Sócio do escritório Rua Arquitetos e diretor do Studio-X Rio, que faz parte de uma rede global de laboratórios para pensar o futuro das cidades da GSAPP Columbia University.

Mediação

Gabriel Moreno

Produtor Cultural, mestrando na pós-graduação em Cultura e Territorialidades da Universidade Federal Fluminense e Bacharel em História com ênfase em História da Cultura Contemporânea pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente trabalha na Produção do Museu de Arte do Rio. Vem desenvolvendo conteúdos e pesquisas no campo das Culturas Urbanas da cidade do Rio de Janeiro. ​

Sobre a Feira

Uma verdadeira exaltação à pluralidade cultural, a feira reúne gastronomia, música e cultura de diferentes migrantes que escolheram o Brasil como casa. A programação conta ainda com um enriquecedor debate sobre migração com a presença de Yves Abdalah Makangua, Robert Montinard, Dom Negrone e Pedro Rivera. Na parte musical, a banda brasileira, Fábrica Nômade Sonora, a dança folclórica do Congo e o DJ haitiano Bob Selassie marcam presença. A Feira da Diversidade, além de entreter, tem o objetivo de conectar pessoas, idiomas e culturas.

Sobre Mawon

A “marronage” foi um movimento que entrou para a história do Haiti, por ser a primeira mobilização coletiva da revolta pela Liberdade (14 e 15/08/1791), que começou com a fuga dos escravos.  Inspirada por essa força, em 2017 nasceu a MAWON, uma organização que defende a construção de um mundo sem fronteiras.  As ações promovem a mobilidade humana, a diversidade cultural, as conexões entre os povos e a integração. A MAWON tem como objetivo promover os direitos e a integração dos migrantes em situação de vulnerabilidade na sociedade de acolhimento através de uma abordagem e de uma articulação baseadas na educação, na cultura e na arte.

O Museu de Arte do Rio – MAR

O MAR é um espaço dedicado à arte e à cultura visual. Ocupa dois prédios na praça Mauá: um de estilo eclético, que abriga o Pavilhão de Exposições; outro em estilo modernista, onde funciona a Escola do Olhar. O projeto arquitetônico une as duas construções com uma cobertura fluida de concreto, que remete a uma onda – marca registrada do museu –, e uma rampa, por onde os visitantes chegam aos espaços expositivos.

Uma iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o MAR tem atividades que envolvem coleta, registro, pesquisa, preservação e devolução à comunidade de bens culturais. Espaço proativo de apoio à educação e à cultura, o museu já nasceu com uma escola – a Escola do Olhar –, cuja proposta museológica é inovadora: propiciar o desenvolvimento de um programa educativo de referência para ações no Brasil e no exterior, conjugando arte e educação a partir do programa curatorial que norteia a instituição. O MAR é gerido pelo Instituto Odeon, uma organização social da Cultura, selecionada pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro por edital público. O museu tem o Grupo Globo como mantenedor, o BNDES como patrocinador da Reserva Técnica, e aRepsol como apoiadora de exposição.

Escola do Olhar tem o Sistema Fecomercio RJ, por meio do Sesc, como parceiro institucional, e conta com o Banco Votorantim e a Prodiel como apoiadores. A Brookfield apoia as visitas educativas. O programa MAR na Academia tem apoio da Dataprev e da Amil One Health via Lei Municipal de Incentivo à Cultura, e da Aliansce via Lei Rouanet.

O MAR conta também com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, e realização do Ministério da Cultura e do Governo Federal do Brasil por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone (55 21) 3031-2741 ou acesse o site www.museudeartedorio.org.br.  Endereço: Praça Mauá, 5 – Centro.

Detalhes

Data:
setembro 23

Local

Museu de Arte do Rio
Praça Mauá, 5
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
+ Google Map
Telefone:
21 3031-2741
Website:
www.museudeartedorio.org.br.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password