A Seleta Crômica e Objetos de Tony Camargo/RJ

O Museu Oscar Niemeyer (MON) apresenta ao público “Seleta Crômica e Objetos”, exposição panorâmica que contempla 20 anos de produção do artista paranaense Tony Camargo. A abertura da mostra acontece em 27 de março, terça-feira, às 19h, na sala 2, e reúne pinturas, desenhos, fotografias, vídeos e objetos. “Seleta Crômica e Objetos” é acompanhada de catálogo com textos inéditos de Paulo Herkenhoff, Artur Freitas e Arthur do Carmo.

 

A produção de Tony Camargo sintetiza importantes questões poéticas da arte brasileira produzida a partir dos anos 2000. Conjugando o rigor visual da tradição construtiva com ações performáticas e o humor do gosto popular, o artista trabalha o confronto de sistemas poéticos aparentemente opostos, explorando os limites do espaço e da linguagem pictórica.

 

A cor é o elemento fundamental que alinha uma produção diversa e questiona, entre outros temas, as articulações entre a linguagem controlada das imagens comerciais e a irracionalidade do sujeito no caos mundano. Para o artista, suas fotos e vídeos pertencem a uma atmosfera poética que surge do embate entre o rigor plástico de suas pinturas geométricas de origem construtiva e o caos criativo de suas performances personalistas, diretamente conectadas à imprevisibilidade da vida. O resultado é uma profunda investigação sobre a espacialidade do mundo real.

 

A diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika, destaca a singularidade da produção que compõe a mostra. “Manipulando formas e cores, Tony Camargo cria uma estética própria, reconhecível nas diferentes linguagens que explora. O Museu Oscar Niemeyer abriga em seu acervo grandes nomes da arte paranaense, e recebe com satisfação o trabalho deste artista contemporâneo do Paraná”.

PF400,-2015,Verniz poliuretano,pasta acrílica e laca nitrocelulose sobre impressão inkjet em tela aplicada sobre poliestireno, 125 x 107 x 5 cm

A exposição “Seleta Crômica e Objetos”  integra o projeto “Pintura Esférica” realizado por meio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba e com incentivo do Banco do Brasil. O projeto contempla uma série de atividades durante o período expositivo, entre elas a mesa-redonda com as artistas Vera Chaves Barcellos e Jac Leirner programada para o mês de maio.

 

Trajetória em 137, 2001 Madeira,Tecido, Aço, e Bolas de Bilhar, 75x130x140cm

Tony Camargo

Nascido em 1979 no município de Paula Freitas, no Paraná, Tony Camargo concluiu o curso de Artes Visuais na Universidade Federal do Paraná em 2001. Ao longo de 20 anos tem produzido uma obra complexa e diversa, contemplando pinturas, desenhos, fotografias, vídeos e objetos. Participou de mostras coletivas como a X Bienal do Mercosul (Porto Alegre, 2015); PR/BR, no Museu Oscar Niemeyer (Curitiba, 2012); e Nova Arte Nova, no Centro Cultural Banco do Brasil (Rio de Janeiro e São Paulo, 2008 e 2009). Entre suas exposições individuais, destacam-se Novas Planopinturas, na Galeria SIM (Curitiba, 2016); Fotomódulos e Desenhos, na Galeria Casa Triângulo (São Paulo, 2010); e Fotomódulos, no Paço das Artes (São Paulo, 2008). Recebeu o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea (2012), o Prêmio Rumos Itaú Cultural (2006) e foi nominado para o Prêmio Pipa (2010, 2011 e 2017). Tem peças em coleções como o Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu Oscar Niemeyer e Museu de Arte do Rio.

(http://www.tonycamargo.net) |

Serviço

“Seleta Crômica e Objetos”, de Tony Camargo

Abertura: 27 de março de 2018, às 19h

Período de visitação: 28 de março a 1° de julho de 2018

 

Museu Oscar Niemeyer

Centro Cívico: Rua Marechal Hermes, 999, Curitiba/PR

Tel.: (41) 3350-4400

Terça a domingo, das 10h às 18h

Ingressos: R$ 20 e R$ 10

Quarta Gratuita, das 10h às 18h

www.museuoscarniemeyer.org.br

Paulo Varella1489 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password