O “Sertão Expandido” de Kboco no museu Afro/SP

Conhecido por sua relação com o graffiti, artista goiânio apresenta em SP obras tridimencionais que dialogam com assemblages e o acervo da instituição.

Com curadoria de Maria Hirszman, a mostra reúne cerca de 10 trabalhos inéditos entre pinturas, desenhos, assemblages e intervenções em site specific.

“Não se trata de uma mera filiação à instalação como forma expressiva, mas de uma intencionalidade clara de fusão entre as questões pictóricas com a necessidade de se expandir para além do espaço bidimensional, incorporando elementos da paisagem, usando a arquitetura como estopim e suporte para ações transformadoras do espaço social”, afirma Hirszman.

“Sertão Expandido” encerra um hiato de cinco anos desde a última exposição do artista, e apresenta o resultado da transição que o levou de volta ao seu estado de origem, Goiás, onde nasceu em 1978, após morar em cidades como Porto Alegre, Olinda e São Paulo.

A decisão do artista em instalar seu estúdio no município de Cavalcante, no coração da Chapada dos Veadeiros, nas palavras do próprio Kboco, “carrega em si a busca pela arte enquanto produção de conhecimento e não apenas como produção mercadológica. O aprofundamento que essa mudança gera diz respeito ao sertão enquanto possibilidade de aperfeiçoamento e expansão da linguagem”.

Entre os destaques da mostra estão as assemblages – colagens feitas em pedaços de madeira encontradas nas andanças do artista. “Essas obras são feitas com madeiras que eu recolho ao acaso e que cruzam meu caminho numa espécie de arqueologia do cotidiano, então eu as ajeito no meu studio já com uma certa diagramacao, mas a montagem final da obra acontece no próprio museu”.

“Sertão Expandido” é resultado do projeto de fomento à arte pelo Fundo de Cultura de Goiás, e contará ainda com catálogo e vídeo do processo criativo do artista.

Emanoel Araujo, diretor-curador do Museu Afro Brasil, comenta: “Kboco é o barroco do grafismo. Tão barroco que às suas figuras e ao seu emaranhado de grafismos ele ainda acrescenta pequenas formas de folha de ouro, e tudo isso reluzindo de um requintado lavis e de uma requintada transparência. Por certo, Kboco se inspira nas volutas de grades de ferro ou na superposição de um laboratório de tubos de cristal imaginário”.
“O sertão é do tamanho da gente”, Guimarães Rosa.

 

Serviço:
Abertura da exposição “Sertão Expandido”, de Kboco
Data: 23 de junho de 2018
Das 11 às 17 horas
Período da Exposição: de 23 de junho a 25 de agosto
Local: Museu Afro Brasil – Avenida Pedro Álvares Cabral, Portão 10, s/n – Parque Ibirapuera, São Paulo

 

Paulo Varella1473 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password