“Passe a mão” na Mercedes Viegas/RJ

A galeria Mercedes Viegas abre no próximo dia 20 de junho a exposição Passe a Mão, que reúne trabalhos em papel de dezessete artistas: Anna Maria Maiolino, Antonio Bokel, Antonio Dias, Antonio Manuel, Artur Barrio, Elisa Bracher, Frida Baranek, Gustavo Speridião, Julio Villani, Leon Ferrari, Leonilson, Luiz d’Orey, Marcia Thompson, Marco Veloso, Raymundo Colares, Regina de Paula, Robert Kelly e Tunga. Os trabalhos apresentados variam entre colagens, desenhos, gravuras, esculturas e livros e ficarão expostos até o dia 14 de julho. O nome da exposição remete ao título do livro de Artur Barrio, criado com o propósito de ir passando de mão em mão até chegar, danificado, ao seu estado real.

191

Passe a Mão traz uma indagação sobre o risco de publicação que cerca o encontro entre a mão e o papel, material base de todos os trabalhos selecionados para esta exposição com obras do acervo da galeria. Seja na ingenuidade de alguns rabiscos ou na intimidade do diário, o papel vive vacilando entre o rascunho e a carta enviada, até sua decomposição. Mas esta zona incerta persiste o passar de mãos e, assim, tem seu ponto final abortado inúmeras vezes. Como Artur Barrio disse em seu livro: “o trabalho estará terminado após o branco tornar-se não branco — do passar a mão…”.

 

Na exposição, o papel que cede sinaliza receptividade e vida. Vemos meias-luas surgindo de contratos imobiliários do século 19, a gravidade descendo a tinta sobre palavras agora ilegíveis. Desde que continue terreno fértil para novas ressonâncias, o trabalho apenas passa.

 

 

EXPOSIÇÃO: “Passe a mão”

ABERTURA: quarta, 20 de junho de 2018, às 19h

PERÍODO DA EXPOSIÇÃO:  de 20 de junho a 14 de julho de 2018

ONDE: Mercedes Viegas Arte Contemporânea – Rua João Borges, 86 – Gávea, Rio de Janeiro. tel: (21) 2294-4305

HORÁRIO: De segunda a sexta, das 11h às 19h. Sábados: 15h às 19h

Paulo Varella1519 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password