O número de estrangeiros no sambódromo quase dobra em dois anos

Dados da StubHub revelam que a participação de estrangeiros nos sambódromos cresceu de 29% para 54% nos últimos dois anos e que foliões de 17 países diferentes já garantiram lugar no Carnaval 2018

Ano % vendas para brasileiros % vendas para estrangeiros
2016 71% 29%
2017 55% 45%
2018 46% 54%

 

O crescimento de vendas para estrangeiros nos últimos dois anos comprova que o Carnaval brasileiro é cada vez mais uma referência mundial. O interesse cresceu sobretudo entre chilenos, franceses e americanos”, afirma Daniela Marques, gerente de Comunicação da StubHub no Brasil.

Meu carnaval 10 de Bete Marques (cortesia: Photoarts Gallery)

Nos últimos dois anos, a participação de chilenos nas vendas quadruplicou, crescendo de 2% para 9%. A de norte-americanos triplicou (de 2% para 6%) e a de franceses dobrou (de 4% para 8%). Os principais compradores estrangeiros do Carnaval brasileiro, contudo, são os argentinos, que representam 12% das vendas.

Os desfiles no Sambódromo do Rio de Janeiro representam 84% das vendas de 2018, enquanto os de São Paulo, os 16% restantes. O domingo é o dia mais popular, concentrando 42% dos ingressos vendidos.

Curiosidades sobre o Carnaval

meu carnaval 6 de Bete Marques (Cortesia: Photoarts Gallery)

 O Carnaval brasileiro teve origem no século XVIII e nasceu de uma mistura entre o Carnaval português e rituais africanos, trazidos para o país pelos escravos. O evento é celebrado em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Florianópolis, Recife, Olinda e São Luís do Paraitinga. Hoje, o Carnaval do Rio de Janeiro é o mais conhecido do mundo, reunindo 12 escolas de samba a cada ano, cada uma com até 4 mil participantes.

 

Paulo Varella1398 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password