Entenda porque “Atravessar (-se)” do artista Rodrigo Edelstein

  • rodrigo-edelsteinRodrigo Edelstein
  • rodrigo-edelsteinRodrigo Edelstein
  • rodrigo-edelsteinRodrigo Edelstein
  • rodrigo-edelsteinRodrigo Edelstein
  • rodrigo-edelsteinRodrigo Edelstein
  • rodrigo-edelsteinRodrigo Edelstein

Quem é o artista?
Rodrigo Edelstein 
é reconhecido pelo seu trabalho como designer de mobiliário marcado pelo uso de aço, com peças de estilo industrial e se estabelece no universo das artes plásticas subvertendo a criação, com o mesmo conceito.

O que terá na mostra?
28 obras entre pinturas, esculturas e instalações.

Onde vai ser?
Galeria Vila Nova

É um bom programa?
Sim, a Galeria Vila Nova representa artistas em ascensão do Brasil e de outros países. Através de intensa pesquisa e de uma curadoria detalhista, a galeria exibe uma grande variedade de arte conceitualmente significativa e visualmente estimulante.

Quando?
Abertura no dia 13 de setembro a 5 de novembro de 2016

As 21 caricaturas mais geniais das pessoas famosas
Depravação e sexo em ilustrações obscenas e peculiares.

Um momento, um instante, o questionamento que alimenta e inspira

Em sua nova série, o artista plástico Rodrigo Edelstein ressalta a necessidade do ser humano de seguir em frente mesmo sem uma percepção formal e lúcida do novo momento

Galeria VilaNova apresenta a exposição Atravessar (-se)do artista plástico Rodrigo Edelstein. A palavra é utilizada como uma referência à necessidade ambivalente de abandonar para seguir em frente, de tentar se colocar no lugar do outro e se questionar. Usando uma grande variedade de técnicas mistas sobre diferentes superfícies, alguns papéis, aço carbono, fios de ouro e objetos de demolição, ele expõe 28 obras entre pinturas, esculturas e instalações com curadoria de Bianca Boeckel.

Rodrigo utilizou como componente adicional à mostra o fato de o espaço da galeria estar em reforma como um componente adicional de transitoriedade, conceito pontuado na temática de Atravessar (-se). Segundo o artista, seu trabalho acontece em um momento presente e estático, um momento de constatação e tomada de consciência, mesmo que uma consciência fugaz. “Se desse momento em diante se passarão alguns segundos ou décadas para um novo momento de ação, isso agora, não é uma questão para mim. É importante o momento presente, o surgimento de uma percepção no exato momento em que ela emerge, seja pessoal ou coletiva”, reflete o artista. Em seu trabalho, o surgimento de uma ideia ou percepção é sensorial e mesmo que rapidamente se transforme em elaboração racional, emocional ou estética, ela surge, ou pelo menos ele se propõe a tentar mostrar esse momento, ainda mal-acabado, turvo, como se houvesse uma espécie de névoa entre o que ele percebe e o objeto dessa percepção.

É como se houvesse um diálogo entre duas pessoas ou duas situações expostas no momento em que elas estão estáticas e se dão conta de que como está já não funciona mais, mas ainda não há um movimento de transição por meio de palavras ou símbolos. Sobre seu estilo e temáticas em seu processo criativo, diz: “Você pode continuar fazendo a mesma pergunta até achar uma resposta satisfatória e então seguir em frente ou talvez você demore um pouco mais ou mesmo não encontre essa resposta e continue com a mesma pergunta”.

SERVIÇO
Exposição: Atravessar (-se)
Artista: Rodrigo Edelstein
Curadoria: Bianca Boeckel
Abertura: 13 de setembro de 2016, terça-feira, às 19h
Período:
14 de setembro a 5 de novembro de 2016
Local: Galeria VilaNova – http://www.galeriavilanova.com.br
Rua Domingos Leme, 73 – Vila Nova Conceição – São Paulo, SP
Tel.: (11) 2691-1190
Horário: Terça-feira a sábado, das 12h às 18h

Veja também:

TARJA-PRETA? A censura com emojis da vida real

Equipe Editorial2224 Posts

<p>Os artigos assinados pela equipe editorial representam um conjunto de colaboradores que vão desde os editores da revista até os assessores de imprensa que sugeriram as pautas.</p>

1 Comment

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password