Entre o real e o fictício

História da carochinha, 2012

Qual a exposição? “Alguma coisa atravessa pelos poros”, individual de Andréa Facchini com curadoria de Marisa Flórido.

Quem é a artista? Nascida no interior de Minas, Andréa Facchini vive e trabalha em Niterói (RJ). Graduada em Comunicação Visual pela UFRJ, a artista também é licenciada em Artes e realizou cursos na EAV Parque Lage. Com uma grande lista de exposições coletivas, a artista também participou de individuais como no Centro Cultural dos Correios e na Galeria Thomas Cohn, além de ter sido selecionada em salões, ter recebido prêmios e ter sido representada em grandes feiras.

O que terá a mostra? Expondo principalmente pintura, a artista também exibirá desenhos, vídeo e escultura, tudo integrando sua recente produção.

Sobre o espaço: Inaugurada em 1982 e tendo se configurado como uma importante instituição cultural do Rio, a Galeria de Arte UFF sofreu reformas e foi recentemente reinaugurada (2014). Investindo na cultura brasileira, a galeria tem como foco a produção contemporânea.

Abertura: 12 de março, quinta-feira, das 19 às 21h.

Período expositivo: De 13 de março a 19 de abril de 2015.

img1 (1)

Um pouco sempre vaza pelos poros, 2013 (Díptico)

Com uma técnica admirável, a artista cria pinturas que, nesta exposição, se colocam entre o real e o fictício.

Também habitando um misto de lembrança e invenção, as pinturas são por isso ambíguas e deixam as questões para serem digeridas pelo interlocutor.

img2

Em estado de floresta, 2012 (Díptico)

““O mais profundo é a pele”. A célebre frase de Paul Valéry não descreveria melhor as telas de Andréa Facchini: não há como se inscrever na epiderme do mundo sem esse roçar de peles, sem enfrentar seu atrito, suas falhas e dobras, suas contenções e extravasamentos. A pele-tela é o limite que separaria mundos, o raso e o profundo, a ilusão e a semelhança, o transparente e o opaco, o visível e o invisível, a confissão e o segredo, a janela-espelho e o plano.” Assim começa o texto da curadora Marisa Flórido.

img3 (1)

Flor de pele, raiz de cabelo (auto-retrato barroco até a alma), 2014
 

Paulo Varella1352 Posts

Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password