Por que “Paisagem nas Américas”?

Pinacoteca organiza Simpósio Internacional 

Evento gratuito acontece dias 23 e 24 de maio na Luz. É necessário inscrição prévia

A Pinacoteca de São Paulo, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, e o Departamento de História da Arte da UNIFESP organizam dias 23 e 24 de maio o simpósio “Paisagem nas Américas”, no auditório do edifício da Luz. O evento faz parte da programação da exposição de mesmo nome, em cartaz até 29 de maio.

Paisagem_23_ABR_2016_IM

Vários estudiosos da pintura de paisagem no continente, vindos da América do Norte e do Sul, todos autores de textos publicados no catálogo da mostra, estarão reunidos nesses dois dias na Pinacoteca para debater os temas centrais da exposição. Tópicos como “Paisagem e identidade”, “Paisagem e História Natural”, “Fronteiras e Territórios” e “Modernidade e Paisagem” serão abordados, sempre favorecendo a multiplicidade de interpretações. Na ocasião, também haverá mesa dedicada à formação de coleções e à curadoria de exposições de Arte das Américas.

Paisagem_16_ABR_2016_IM

“O simpósio será uma oportunidade para estudiosos, educadores, estudantes e o público em geral de participar de um intercâmbio de ideias e de pontos de vista sobre um amplo aspecto de assuntos conectados e inspirados pela paisagem do continente americano”, disse Valéria Piccoli, curadora-chefe da Pinacoteca e uma das responsáveis pela mostra.

Paisagem_30_ABR_2016_IM

Para participar basta enviar um e-mail para pinacotecasp@pinacoteca.org.br. A inscrição é gratuita. É possível garantir vaga para os dois dias (23 e 24 de maio) ou só para um deles. Mais informações no (11) 3335-4990. Haverá tradução simultânea.

Veja também:

Pinacoteca abre exposição só com obras de artistas negros
Paisagem_18_ABR_2016_IM

Para mais informações sobre a exposição clique aqui.

 

PROGRAMAÇÃO

23/5 | Segunda-feira Atividades
10h – 10h15 Abertura
10h15 – 11h15 Paisagem e Identidade

 

Katherine Manthorne (Centro de Pós-Graduação da City University, Nova York)

Doutora pela Columbia University, seus interesses de pesquisa são os entrecruzamentos entre a arte norte-americana e latino-americana no período entre 1750 e 1950, com ênfase na pintura de paisagem de artistas viajantes. É autora de Tropical Renaissance. North American Artists Exploring Latin America, 1839-1879 (1989) e Traveler Artists: Landscapes of Latin America from the Patricia Phelps de Cisneros Collection (2016).

 

Claudia Mattos Angolese (Instituto de Artes, UNICAMP)

Doutora em História da Arte pela Universidade Livre de Berlim, desenvolve pesquisas nos seguintes temas: história da arte do século XVIII, Winckelmann, arte do século XIX no Brasil, arte moderna brasileira, Lasar Segall, vanguardas européias, expressionismo alemão. É atualmente Presidente do Comitê Brasileiro de História da Arte.

 

11h30 – 12h30 Conversas na exposição
12h30 – 14h Almoço
14h – 15h15 Painel 1: Paisagem e História Natural

 

Pablo Diener (Departamento de História, Universidade Federal do Mato Grosso)

Doutor em História da Arte pela Universidade de Zurique, concentra suas pesquisas nas expedições artísticas e científicas pelas Américas nos séculos XVIII e XIX. É autor do catálogo completo da obra de Johann Moritz Rugendas e de estudos monográficos sobre Alexandre von Humboldt.

 

Leticia Squeff (Departamento de História da Arte, UNIFESP)

Doutora pela Universidade de São Paulo, é autora de O Brasil nas letras de um pintor (2004), Uma galeria para o Império (2012) e vários artigos sobre a arte brasileira e sul-americana do final do século XIX e início do século XX.

 

Elaine Dias (Departamento de História da Arte, UNIFESP)

Doutora pela Universidade de São Paulo, é autora de vários artigos sobre a arte francesa e sobre a Academia de Belas Artes no Brasil no século XIX, bem como do livro Paisagem e Academia: Félix-Émile Taunay e o Brasil (2009).

 

15h30-16h30 Painel 2: Fronteiras e Territórios

 

Roberto Amigo (Historiador da arte e curador independente)

Foi Curador-chefe do Museo Nacional de Bellas Artes de Buenos Aires. Realiza pesquisas sobre arte na América do Sul nos séculos XIX e XX. Foi curador de exposições como Las armas de la pintura. La Nación en construcción (Buenos Aires, 2008) e Territorios de Estado. Paisaje y cartografía. Chile, siglo XIX (Santiago, 2009). Foi também editor do catálogo do Bicentenário do Museo Nacional de Bellas Artes de Buenos Aires.

 

Anna Hudson (York University, Toronto)

Historiadora de arte, curadora, escritora e educadora especialista em arte e cultura visual canadenses e indígenas da York University, Toronto. Atualmente dirige um projeto de bolsa de estudos em parceria com a Social Sciences and Humanities Research Council of Canada intitulada Mobilizing Inuit Cultural Heritage: A Multi-Media/Multi-Platform Re-Engagement of Voice in Visual Art and Performance

 

24/5 – Terça-feira Atividades
10h – 11h Arte nas Américas. Coleções, museus e curadoria

 

Gabriel Pérez-Barreiro (Colección Patricia Phelps de Cisneros, Nova York)

Doutor em Latin American Art History pela University of Essex, Inglaterra, foi Diretor de Artes Visuais da The Americas Society (Nova York), Curador de Arte Latinoamericana do Blanton Museum of Art da University of Texas (Austin) e Curador Chefe da 6a Bienal do Mercosul (Porto Alegre).

 

Georgiana Uhlyarik (Art Gallery of Ontario, Toronto)

Curadora associada de Arte Canadiense de la Art Gallery of Ontario, Toronto. É co-curadora da exposição Paisagem nas Américas.

 

11h15 – 12h30 Conversas na exposição
12h30 – 14h Almoço
14h – 15h Painel 3: Modernidade e Paisagem

 

Jason Weems (University of California, Riverside)

Professor adjunto de História da Arte, é autor do livro Barnstorming the Prairies: How Aerial Vision Shaped the Midwest (2015) e numerosos artigos sobre a representação visual de paisagens nas Américas.

 

Alexandra Kennedy (Faculdad de Arquitectura y Urbanismo, Universidad de Cuenca)

Doutora em História (Pontifícia Universidad Católica de Ecuador) e mestre em História da Arte Latinoamericana (Tulane University, Nova Orleans), concentra suas pesquisas na arte e arquitetura colonial e republicada do Equador e países andinos. Entre suas diversas publicações estão: Rafael Troya. El Pintor de los Andes Ecuatorianos (1999) e Escenarios para una patria. Paisajismo ecuatoriano 1850-1930 (2008).

 

15h15 – 15h30 Encerramento

Veja também:

Nuno Ramos apresenta pinturas inéditas de grandes proporções na Estação Pinacoteca

 

Equipe Editorial2195 Posts

Os artigos assinados pela equipe editorial representam um conjunto de colaboradores que vão desde os editores da revista até os assessores de imprensa que sugeriram as pautas.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password