25 Fotos inacreditáveis de seres marítimos jamais vistos

  • 02aa4748016595.56081fbf1b96202aa4748016595.56081fbf1b962
  • 4abdb148016615.56081f78bd6af4abdb148016615.56081f78bd6af
  • 4bb61948016619.56081f78e9f224bb61948016619.56081f78e9f22
  • 4de57415109599.5628d0938c8604de57415109599.5628d0938c860
  • 6b32ff15109599.5628d03a332d06b32ff15109599.5628d03a332d0
  • 8b0e5848016593.56081fbedde6f8b0e5848016593.56081fbedde6f
  • 28d80f27716079.56051434e2cef28d80f27716079.56051434e2cef
  • 29f20815109599.5628d09e0a80e29f20815109599.5628d09e0a80e
  • 97ebfa27716089.56051435cc1fa97ebfa27716089.56051435cc1fa
  • 150fa827716055.56051434c1435150fa827716055.56051434c1435
  • 747e2d15109599.5628d015012ea747e2d15109599.5628d015012ea
  • 9432e427716091.5605158def9279432e427716091.5605158def927
  • 09502e27716047.560514616f8ca09502e27716047.560514616f8ca
  • 84809a15109599.5628d164026e084809a15109599.5628d164026e0
  • 12914215109599.5628d0152245612914215109599.5628d01522456
  • 67464127716061.560514d6bc62a67464127716061.560514d6bc62a
  • a269b015109599.5628d0938b18aa269b015109599.5628d0938b18a
  • bc9fcd48016601.56081e34b4e18bc9fcd48016601.56081e34b4e18
  • bfa8dd11041225.56030f5e97645bfa8dd11041225.56030f5e97645
  • c2a78115109599.5628d1948fda4c2a78115109599.5628d1948fda4
  • c7cac815109599.5628d194c564fc7cac815109599.5628d194c564f
  • c564ac11041217.56030fa434d0dc564ac11041217.56030fa434d0d
  • c7515c15109599.5628d0152dbb6c7515c15109599.5628d0152dbb6
  • d60db415109599.5628d0ff57fdfd60db415109599.5628d0ff57fdf
  • e659cc15109599.5628d16403ac5e659cc15109599.5628d16403ac5

Alexander Semenov é um zoólogo e fotógrafo especializado em biologia marinha de animais invertebrados. Atualmente trabalha na Estação Biológica do Mar Branco do Estado Moscow University Lomonosov como chefe da equipe de mergulhadores fornecendo a gestão de todos os tipos de trabalhos subaquáticos. Fotógrafo subaquático profissional e sua especialização é a fotografia macro no ambiente natural. Isso torna possível observar animais, que não podem ser estudados adequadamente em condições de laboratório, como organismos planctônicos de corpo mole ou formas fixas, que vivem no fundo do mar. O tamanho mínimo de objetos observáveis é 2mm. Muitas vezes, um só não conseguimos identifica-los a olho nu debaixo de água, mas é possível observá-los em um visor da câmera e mais tarde aumentamos a tela com ampliação máxima. com a ajuda da fotografia digital moderna e equipamentos de vídeo ele consegue uma grande resolução e nitidez, tornando-se uma ferramenta científica muito útil.

Veja mais fotos no Behance de Semenov.

 

Veja também:

O Segredo da beleza imortal: Intelligent Beauty

 

Gabriel Cardozo113 Posts

Se aventurando no mundo da arte, ama filmes de terror antigos e acredita no poder da comunicação. E que a arte é como um cubo mágico com suas cores e formas... Conseguir alinha-las é seu principal objetivo para que tudo faça sentido.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password