Curiosidades

5 motivos porque o Cristo Redentor é um ícone mundial

E 12 curiosidades sobre a construção que você provavelmente não sabia

Por Paulo Varella - abril 10, 2019
3854 0
Pinterest LinkedIn

Situada no alto do morro do Corcovado a estátua do Cristo Redentor é uma das mais icônica no mundo. Ela é não só o símbolo do Rio de Janeiro mas do Brasil aos olhos dos estrangeiros.

Em 2007, a estátua do Cristo Redentor foi nomeada uma das 7 novas Maravilhas do Mundo – batendo a Estátua da Liberdade no porto de Nova York, que foi apenas uma das 21 finalistas. A estátua brasileira não é tão antiga e é menor do que Lady Liberty, mas sua presença é difundida – o Cristo Redentor é onipresente no Rio de Janeiro, enquanto a estátua da liberdade termina sendo esquecida nas ruas de Nova York.

Quais são as 7 novas Maravilhas do Mundo

  1. Coliseu de Roma. Coliseu (Roma, Itália).
  2. Chichén Itzá Templo de Kukulcán, Chichén Itzá, México.
  3. Machu Picchu. Machi Picchu, Peru.
  4. Cristo Redentor, Rio de Janeiro, Brasil.
  5. Grande Muralha da China. Trecho da Grande Muralha da China.
  6. Ruínas de Petra. Câmara do Tesouro, nas Ruínas de Petra.
  7. Taj Mahal, Índia.

O Cristo Redentor tem apenas 38 metros de altura (incluindo pedestal). A estátua, incluindo a pequena capela dentro do pedestal, levou cinco anos para ser construída, sendo inaugurada em 12 de outubro de 1931, portanto nem é uma estátua muito antiga. Então, por que nos importamos tanto com ela? Há pelo menos cinco boas razões.

Proporção e Escala


Cristo tem a forma do homem, projetada com proporções humanas, mas de tamanho super-humano ou de super-homem. De longe, a estátua é uma cruz no céu. De perto, o tamanho da estátua domina a forma humana. Essa dualidade de proporção é intrigante e humilhante para a alma humana. Os antigos gregos conheciam o poder da proporção e escala no design. Leonardo da Vinci pode ter popularizado a “geometria sagrada” da figura do Homem Vetruviano, com braços estendidos dentro de círculos e quadrados, mas foi o arquiteto Marcus Vitruvius (81 aC – 15 dC) quem percebeu e documentou as proporções da forma humana. de volta antes do nascimento de Jesus Cristo.

homem-vitruviano
O Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci é um desenho famoso que acompanhava as notas feitas pelo artista por volta do ano 1490 num dos seus diários. Descreve uma figura masculina nua separada e simultaneamente em duas posições sobrepostas com os braços inscritos num círculo e num quadrado.

O simbolismo ligado à cruz latina cristã é profundo, mas seu design simples remonta à Grécia antiga.

Estética

A estátua evoca beleza em design e materiais. Os braços estendidos criam a figura sagrada da cruz latina – uma proporção equilibrada que não apenas agrada ao olho humano, mas que também suscita forte emoção como iconografia cristã. Os materiais de construção usados ​​para fazer a estátua do Cristo Redentor são de cor clara, refletindo prontamente a luz do sol, da lua e dos holofotes circundantes. Mesmo se você não pudesse ver os detalhes esculturais, a imagem de uma cruz branca está sempre lá. A estátua tem um estilo modernista “art deco“, no entanto, é tão acessível e convidativo como qualquer figura religiosa do Renascimento.

Engenharia e Preservação

Construir uma estrutura grande, mas de aparência delicada, no topo de uma montanha íngreme foi uma realização semelhante à engenharia dos arranha-céus históricos que estavam sendo construídos em Chicago e Nova York durante o mesmo período de tempo.

A construção real não começou até 1926, com a construção do pedestal e da capela. Andaimes foram erguidos em cima dessa base. Trabalhadores foram transportados por trilhos até a montanha para montar a malha de aço que reforçaria o concreto.

Para a estátua do Cristo Redentor, cada mão tem 3,2 metros de comprimento. Milhares peças triangulares de pedra-sabão foram incrustadas no concreto reforçado com aço. O Cristo Redentor enfrentou os elementos, incluindo vários relâmpagos, desde que foi concluído em 1931.

cristo e o para raios

Simbolismo

A estatuária arquitetônica frequentemente tem uma função simbólica. As estátuas são frequentemente usadas como uma expressão de crença ou o que é valorizado por uma corporação ou grupo de pessoas.

As estátuas também foram usadas para simbolizar a vida e o trabalho de uma pessoa como acontece com o Cristo Redentor – o sinal da a cruz está para sempre presente no topo de uma montanha, a lembrança de uma crucificação, o reflexo da luz de Deus, a face humana forte, amorosa e perdoadora de Deus, e a bênção de uma comunidade por uma divindade sempre presente.

Detalhe do olho do Cristo Redentor e as peças triangulares de pedra sabão. Foto: Wilton Junior/AE

Para os cristãos, a estátua de Jesus Cristo pode ser mais que um símbolo. A estátua do Cristo Redentor anuncia ao mundo que o Rio de Janeiro é uma cidade cristã.

Arquitetura como proteção e colaboração

Olhando para o propósito dessa estátua como faríamos com qualquer outra estrutura. Por que ela está lá? Como outros edifícios, o posicionamento é um aspecto importante. A estátua do Cristo Redentor tornou-se um protetor simbólico das pessoas. Como Jesus Cristo, a estátua protege o ambiente urbano, como um teto sobre sua cabeça. O Cristo Redentor é tão importante quanto qualquer abrigo. O Cristo Redentor protege a alma.

Fatos sobre o Cristo Redentor

Cristo Redentor é uma estátua art déco que retrata Jesus Cristo, localizada no topo do morro do Corcovado, a 709 metros acima do nível do mar, no Parque Nacional da Tijuca, com vista para a maior parte da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Em 2012 a UNESCO considerou o Cristo Redentor como parte da paisagem do Rio de Janeiro incluída na lista de Patrimônios da Humanidade.

O monumento foi concebido pelo engenheiro brasileiro Heitor da Silva Costa e construído em colaboração com o escultor francês Paul Landowski e com o engenheiro compatriota Albert Caquot, entre 1922 e 1931. Foi inaugurada no dia 12 de outubro de 1931, dia de Nossa Senhora Aparecida e fica no bairro de Santa Teresa.

Símbolo do cristianismo brasileiro, a estátua se tornou um ícone do Rio de Janeiro e do Brasil. Em 2011, em uma pesquisa de opinião pela internet, o Cristo Redentor foi considerado por 23,5 % de 1 734 executivos de todos os países da região como o maior símbolo da América Latina.

O Cristo Redentor é feito de concreto armado e pedra-sabão. Tem trinta metros de altura, sem contar os oito metros do pedestal, e seus braços se esticam por 28 metros de largura.  

Cristo-rei-Swiebodzin
A estátua de Cristo Rei é um monumento na localidade de Świebodzin, na Polônia. A estátua é maior representação escultural de Jesus Cristo do mundo, sendo mais alta que o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

A estátua pesa 1145 toneladas e é a terceira maior escultura de Cristo no mundo, menor apenas que a Estátua de Cristo Rei de Świebodzi na Polônia (a maior escultura de Cristo no mundo) e a de Cristo de la Concordia na Bolívia (a segunda maior escultura de Cristo no mundo).

Técnico trabalha no braço do monumento. RJ, 31/03/2010. Foto: Wilton Junior/AE

12 Curiosidades sobre o Cristo Redentor

  1. A cabeça e as mãos foram esculpidas na França pelo escultor francês Paul Landowski. A obra demorou 9 anos para ficar pronta, o projeto foi alterado e o globo terrestre que ficaria em suas mãos eliminado devido a inúmeras críticas.                                       
  2. O coração bem no meio do peito  mede 1,30 metro.
  3. obra demorou cinco anos para ficar pronta. O custo de R$ 9,5 milhões (atualizados para hoje) foi bancado por doações da população. Já a Estátua da Liberdade, estima ter custado R$ 228 milhões (atualizados)
  4. Dimensões: o Cristo pesa 635 toneladas tem 38 metros altura (oito de pedestal), contato a sua base, o que equivale a um prédio de cerca de 13 andares. Sua cabeça pesa 30 toneladas e o pé mede 1,35m, se usasse sandálias, seria do tamanho 530.
  5. O monumento é uma das atrações mais visitadas do Brasil, com cerca de um milhão de visitantes por ano. Já a cidade de aparecida recebe 12 milhões de pessoas e a Torre Eiffel sete milhões de visitantes.
  6. Pequenos detalhes. Embora não possam ser vistos de baixo, o Cristo está de pés descalços que aparecem sob o manto. O braço esquerdo é 40 cm menor que o direito. Outro detalhe que não é fácil de ver, na cabeça foi colocada uma espécie uma coroa de espinhos que realmente atua como pára-raios, que segue pelos braços e a estátua já foi atingida várias vezes por raios, algumas com danos.
  7. Estrada de Ferro do Corcovado é uma das formas de visita, leva mais de 600 mil pessoas a cada ano. Ela foi construída antes do Cristo e usada para transportar partes e material da escultura. Pode-se subir de van ou a pé. No final tem acesso de escada rolante e é pedido o ingresso para acesso.
  8. Interior é oco, exceto as mãos, no seu interior  há uma escada metálica estreita que permite alcançar as quatro saídas nos braço e na parte superior da cabeça. Para ter acesso tem que se colocar uma escada até o pedestal. A entrada da escultura está debaixo do braço direito.
  9. Dentro da escultura, na altura do coração, o engenheiro mestre de obras Heitor Levy e o engenheiro fiscal Pedro Fernandes Viana colocaram um frasco de vidro, contendo um pergaminho com a árvore genealógica como demonstração de fé e gratidão. Levy era judeu e se converteu durante as obras ao escapar vivo de um acidente de carro.
  10. Por estar no alto do Corcovado, o Monumento foi projetado para resistir a ventos de até 250km/h, equivalente a um furacão de categoria 5.
  11. O Cristo Redentor tem dono! É de propriedade da Curia Metropolitana do Rio de Janeiro e para usar sua imagem em filmes ou publicidade é necessário recolher taxas. Entre os visitantes ilustres estão: Papa João Paulo II, Dalai Lama, Princesa Diana, Príncipe Charles e o ex-presidente dos EUA, Barack Obama, com sua família.
  12. O Cristo tem uma escultura similar que foi construída em Portugal, junto à foz do Rio Tejo, na margem sul, na cidade de Almada. É o Santuário Nacional de Cristo Rei e foi inaugurado em 1959, após 10 anos de construção.

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de