Preá Rentes

brasileiro, 1956
Preá Rentes

Preá Rentes é brasileiro, nascido em 1956. A marca registrada de Preá Rentes são as suas moscas filosóficas. Elas têm sido usadas como tema ou como elemento secundário nas suas pinturas, simbolizando a nossa condição humana ou algum aspecto particular desta condição.

A ideia do tema “moscas” está relacionada ao fato de que nós vivemos em um planeta muito pequeno, em um sistema solar pequeno, entre bilhões de estrelas. Se usarmos a perspectiva deste imenso universo, humanos – assim como moscas – são muito, muito, muito pequenos. E muito, muito, muito sem importância…

Todo o nosso drama e todas as nossas realizações e alegrias são simplesmente superestimadas sob esta perspectiva. Nós somos realmente nada sob este ponto de vista. Nós somos moscas. Algumas maiores, algumas menores, mas apenas moscas. As mais raras são “moscas brancas”, as menos importantes são “moscas mortas”, e por aí vai…

Por outro lado, cada ser humano, assim como cada mosca, é por si só um universo. Cada um tem a sua própria personalidade, compreendendo um amplo espectro de emoções e sentimentos, muitos prazeres e um bocado enorme de dor…

Para expressar essa singularidade eu desenho individualmente cada mosca em meus trabalhos. Cada uma delas é única, mesmo em alguns trabalhos com centenas delas. Eu também brinco com a ideia (surrealista) de que as moscas estão desenvolvendo a sua própria revolução cognitiva. Assim, em alguns casos, elas aparecem criando a sua própria estrutura organizacional, sua religião e seus rituais. Isso me diverte e as relaciona a nós, permitindo metáforas e simbolismos. Basicamente isso é o que eu venho tentando representar, com algum humor, em meus trabalhos.

Nenhum artigo sobre esse artista no momento.