Como comprar arte nas redes sociais?

0
533

Dicas para Comprar Arte Online

Mais e mais pessoas estão comprando arte on-line, não apenas de sites de artistas e lojas on-line, mas nas mídias sociais como Instagram e Facebook. Você pode achar muita coisa apenas através da pesquisa do perfil on-line de um artista e da sua arte. Na verdade, tanta informação está agora disponível on-line que você pode adquirir uma coleção completa sem ter que pisar em uma galeria ou conhecer o artista pessoalmente. Independentemente do nível de envolvimento pessoal que você deseja ter, aqui vão algumas diretrizes úteis para pesquisar e comprar arte on-line:

Pesquise, localize e analise o máximo possível de informações sobre artistas cujo trabalho você está interessado. Além do site do artista é importante conhecer as páginas das mídias sociais (Instagram, Facebook, LinkedIn, Twitter, etc.), lojas ou galerias online, sites de terceiros que mencionam o artista e suas obras e assim por diante.

Se você estiver nos estágios preliminares da pesquisa, poderá fazer pesquisas básicas de imagens no Google tanto por assuntos específicos quanto por tipos de arte nos quais você tem interesse. O Facebook e o Instagram também têm suas próprias opções de pesquisa. A pesquisa no Facebook é semelhante à pesquisa no Google. No Instagram, no entanto, você estará procurando mais por hashtags que correspondam aos seus desejos, a fim de localizar e navegar por seleções relevantes de arte.

Depois de ter uma lista de nomes de artistas, visitar os sites pessoais geralmente é a melhor maneira de começar. Lá você normalmente pode encontrar informações como a poética do artista, seus detalhes biográficos, currículo de exposições e mostras, seleções de sua arte, especialidades, descrições ou explicações de sua arte, quais materiais ou mídias ele usa, informações de contato e muito mais. Alguns sites de artistas também fornecem detalhes sobre preços, como comprar, como eles entregam suas obras de arte, e outros detalhes relevantes, como se você pode devolver a arte dentro de um determinado período de tempo se você não estiver totalmente satisfeito. Quanto mais dados você conseguir reunir antes de entrar em contato, melhor. Ter uma boa idéia do que você está metendo antes de entrar é sempre recomendável.

As partes mais importantes do site de qualquer artista são o currículo, a galeria e seu portfólio. O currículo dá uma boa idéia de quão ativo o artista é e quão sério ele é sobre sua arte. Veja se ele participa regularmente de shows e exposições ou se há lacunas  em que o artista não pareceu estar ativo. Consistência e shows regulares ou atividades são geralmente o que você quer ver em um bom currículo sólido.

É importante entender que existe um número enorme feiras espalhadas pelo mundo que basicamente alugam espaços para os artista colocarem suas obras e não existe qualquer tipo de curadoria. Estas feiras terminam sendo usadas no curriculum do artista mas não possuem qualquer tipo de importância para retificar a qualidade do trabalho. Fique atento ao olhar para o curriculum de cada artista e tentar descobrir se estas feiras estão lá.  Mas quais são estas feiras? Neste ponto você vai precisar consultar um melhor entendedor de arte.

Quanto a galeria de um artista ou portfólio de arte, olhe para todo o trabalho e não apenas um pouco. Tenha uma noção da gama de habilidades do artista. Veja como ele organiza e apresenta sua arte. Está organizado de maneira que faz sentido? Geralmente, você deseja ver a arte separada e categorizada em grupos específicos ou séries que são semelhantes em tema, ideia, conceito, assunto ou outros critérios relacionados. O que você não quer ver é uma apresentação desordenada ou desconexa, em que você não consegue descobrir o que está olhando ou qual o foco do artista.

Em ambos os sites e páginas de mídia social, verifique quando a arte foi feita (ou pergunte ao artista sobre datas se nenhuma data for postada). Veja se o artista está ativo ou a arte no site é mais antiga. Tal como acontece com o currículo, você quer ver um histórico consistente de produção, sinais de que o artista está regularmente produzindo e postando novos trabalhos, e que não há lacunas significativas entre períodos produtivos.

Se todo o trabalho no site for mais antigo, por exemplo, pode ser razoável supor que o artista produz apenas uma pequena quantidade de trabalho. Basicamente, artistas produtivos tendem a ser mais sérios sobre suas carreiras do que artistas que abordam a criação de arte de forma mais casual ou periódica.

Procure explicações básicas ou descrições da arte. Sites que fornecem orientação são sempre preferíveis. Você quer ter uma noção do que está olhando, do que se trata, do que é importante para o artista, uma ideia de suas capacidades, especialidades ou intenções. O que quer que seja, você quer ver seleções que sejam extensas o suficiente para lhe dar uma compreensão visual de onde o artista está vindo, bem como de como ele está progredindo e evoluindo com sua arte.

Páginas com imagens claras, coerentes e bem organizadas, ou galerias de arte com texto introdutório básico são quase sempre preferíveis às confusas com pouca ou nenhuma explicação. Em outras palavras, você quer um artista que pareça saber o que está fazendo e para onde está indo, em vez de um que ainda esteja tentando entender as coisas.

 

Outro componente crítico da presença on-line de um artista é seu perfil de mídia social e, de fato, muitas vezes ele pode fornecer informações mais úteis do que no próprio website. Por um lado, você pode ter uma boa idéia de quão consciente um artista é sobre fazer arte e ser um artista. Você pode dizer isso visualizando postagens diárias e galerias de imagens em sites como o Facebook ou feeds de imagens no Instagram. Não se esqueça de olhar as postagens dos anos anteriores para ver quanto tempo ele está fazendo isto; O que está acontecendo agora pode parecer ótimo, mas você também precisa ver o que aconteceu no passado para formar uma imagem mais completa.

Procure consistência nas postagens; isso é sempre melhor que postagens aleatórias não relacionadas. Uma narrativa ou história bem definida que seja fácil de entender e seguir é quase sempre preferível a uma progressão confusa de postagens.

Veja como o artista descreve sua arte. Textos interessantes ou envolventes ou explicações de arte, mesmo breves, mostram que o artista está em contato com o que estão fazendo, que há um foco, propósito e direção para sua arte. Explicações como “Meu novo estilo de trabalho” ou um monte de hashtags gerais adicionam pouco ou nada à compreensão geral do espectador sobre o trabalho, e podem ser indicações de que o artista não está muito claro sobre onde vai com a arte deles.

Veja quantos seguidores um artista tem. Sua base de fãs é local, regional, nacional e internacional? Como eles interagem com seus fãs? O que os seguidores pensam da arte? Que tipos de comentários as pessoas deixam em suas páginas? O artista participa ativamente e responde ao seu público? Se você está pensando em comprar arte, você, pelo menos, quer um artista que parece acessível e disposto a participar de uma conversa.

Veja como um artista é ativo. Eles mostram ou exibem sua arte regularmente? Eles estão envolvidos na comunidade artística? Eles vendem regularmente? Os compradores estão satisfeitos com sua arte? O artista postar imagens de compradores com sua arte ou de arte recém-adquirida em exibição em casas ou escritórios do proprietário? Respostas a estas e outras questões semelhantes são críticas para tomar decisões finais sobre se deve ou não comprar.

Além do site de um artista e das páginas de mídia social, você também quer ver quem mais está percebendo. Alguém está escrevendo sobre eles? Existem comentários, artigos, entrevistas ou cobertura de programas em sites de arte ou blogs? As pessoas falam sobre sua arte? Coberturas como essas podem fornecer informações reais sobre onde um artista está no momento e o que pode estar disponível para o futuro.

Tenha em mente através de tudo isso que você pode comprar o que quiser por qualquer motivo que você queira, mas saber algo sobre o que você quer comprar e de quem você quer comprar é sempre preferível a uma abordagem mais casual. e esperando pelo melhor.

Pesquisando, fazendo contato e conhecendo um artista on-line pode ser mais divertido e gratificante. No caminho para tomar essas decisões finais sobre se deve ou não comprar, certifique-se de que todas as comunicações com o artista decorram sem problemas do começo ao fim e que você entenda exatamente o que está recebendo. Certifique-se de entender completamente como você esta pagando. É assim que você maximiza os resultados positivos ao comprar arte on-line.

Caso você esteja interessado, faço consultoria e aconselhamento a compradores e colecionadores de arte em todos os assuntos envolvendo, compra ou venda de arte. Se você quiser marcar uma hora ou tiver alguma dúvida fale comigo, ligue para 011 4612-6019 ou envie um e-mail para paulo@arteref.com.br.

Artigo anterior“Passe a mão” na Mercedes Viegas/RJ
Próximo artigoConheça a Incubadora de Negócios Criativos e Culturais
Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here