Em cartaz, Rêverie, novo solo da bailarina e coreógrafa Morena Nascimento

0
1593
Fotografia - Vitor Vieira

Quem é a artista? Morena Nascimento é bailarina e coreógrafa. Graduou-se em artes corporais no ano de 2001 pela UNICAMP e desde então realizou diversos trabalhos, tendo sido integrante do Tanztheater Wuppertal Pina Baush (companhia a qual continua contribuindo como bailarina convidada), além de ter atuado no filme em homange a Pina. Morena também foi professora colaboradora da UNICAMP no período de agosto de 2010 a junho de 2011, além de ter recebido diversos prêmios, como o prêmio Klauss Vianna de Dança (recebido pela Funarte no ano de 2010).

O que terá no espetáculo? Criação conjunta da bailarina com Carolina Bianchi, o espetáculo é carregado de um tom surrealista para expressar sonhos e fantasias, além de possuir dramaturgia cortante, textos densos, projeções e músicas de Timber Timbre, Ray Connif, Rodrigo Amarante, Dominique A, Joan Baez e Os Tincoãs.

Sobre os espaços: Primeiramente o espetáculo ficará em cartaz na Galeria Olido, espaço já referência em apresentações cênicas e corporais contemporâneas, em seguida o solo de Morena segue para o Teatro Cacilda Becker, também local de referência em mostras do gênero.

Quando? De 14 a 24 de agosto na Galeria Olido – Sala Paisandu; De 29 a 31 de agosto no Teatro Cacilda Becker.

Rêverie - Biel Machado 3 baixaFotografia Biel Machado

O portal poucas vezes publica sobre dança, teatro ou outras manifestações artísticas (que não as artes plásticas), mas a potência que tais manifestações possuem são inúmeras. Neste espetáculo, por exemplo, Morena se utiliza de um figurino inspirado na Alemanha pós-guerra e traz uma atmosfera de sonhos e tensões com o uso de projetores os quais disparam focos coloridos de luz, além de blackout que revelam e escondem, fotografias sobrepostas e fotomontagens.

Com todo este jogo técnico, a dança explora um patamar de estados de espírito. O título da obra sintetiza pontos importantes da criação: Rêverie é uma palavra francesa que remete a um significado de devaneio, significado que foi explorado exaustivamente pelas artistas que idealizaram o projeto (a escolha da palavra no francês se deu pelo fato de ela trazer uma sonoridade menos agressiva que em outros idiomas).

O conteúdo dramático do espetáculo é preenchido com músicas (ora suaves, ora vibrantes), esfera a qual é paixão de Morena e Carolina, tendo o playlist funcionado como termômetro para a criação do espetáculo, além de ter sido atuante como estímulo sonoro para a bailarina.

Rêverie - Biel Machado 2 baixa

Fotografia Biel Machado

O ponto de partida para Rêverie foi a observação do trabalho de fotomontagens/colagens da fotógrafa alemã Grete Stern (Sueños), dentro disso a dança não se engancha em algo específico, tendo uma estética que possibilita a exibição de figuras surreais e imagens reproduzidas pelos projetores.

Morena diz que nunca fez cursos de teatro ou de canto, e o resultado de seu último trabalho é uma obra homogênea, que reproduz muita força criativa em todos os momentos. Junto a essas foças criativas, existe na obra um tanto de silêncio, um tanto de textos (em inglês, francês, espanhos, alemão e português) e canções. “Não nos preocupamos em traduzir. Não entender todas as frases também faz parte do espetáculo e dá a chance do público buscar reinterpretações para esses momentos”, explica Morena.

image004 cópia

Os ingressos são gratuitos e serão distribuídos uma hora antes do espetáculo.

 

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here