Artes Plásticas

Galeria Bergamin apresenta trabalhos do grupo que trabalhou no ateliê Casa Sete

Por Paulo Varella - outubro 28, 2014
2631 0
Pinterest LinkedIn
Nuno Ramos - Sem Titulo, 1997

Quem são os artistas? Rodrigo Andrade, Carlito Carvalhosa, Fábio Miguez, Paulo Monteiro e Nuno Ramos, todos artistas de grande importância no panorama das artes visuais.

O que terá na exposição? Serão 20 obras produzidas no período em que os artistas trabalharam juntos no ateliê.

Sobre o espaço:  Sem elenco fixo e com o objetivo de atender a arte e disseminar cultura , em São Paulo, a Galeria Bergamin, dos sócios Antonia Bergamin e Thiago Gomide, abriu sua primeira exposição em agosto de 2013 (já com grandes nomes como Adriana Varejão, Hélio Oiticica, Nelson Leirner e Waltercio Caldas). Com foco em arte do período pós-guerra, o espaço pretende se tornar referência também em prestação de consultoria para a criação de novas coleções ou aprimorar as já existente.

Quando? De 27 de outubro a 13 de dezembro.

1 (3)

Fábio Miguez - Sem título, 1994

Não tendo sido um coletivo, mas sim um grupo de amigos que se juntou para trabalhar junto (entre 1982 e 1985), os artistas compartilharam o espaço (Uma casa de número 7 em São Paulo) e dividiram inquietações estéticas. Tendo recebido curadoria de Tiago Mesquita, buscou-se unir trabalhos que traziam semelhanças na produção dos participantes do ateliê. “A ideia é mostrar obras que definiram a trajetória individual de cada membro do grupo e estabelecer as linhas de diálogo que permaneceram”, explica Tiago.

No texto da exposição, o curador diz: “Os trabalhos tomaram caminhos muito distintos, porém a indefinição, a recusa em tornar objetos e espaços evidentes na descrição visual parece persistir no trabalho de cada um desses artistas”

Usando materiais de baixo custo (como tinta industrial e papel kraft), o grupo foi intitulado, de acordo com Lorenzo Mammi, como os que trouxeram o neoexpressionismo para o país e, reunídos no ateliê, produziram trabalhos de grande dimensão. Hoje tendo produções muito distintas, essa parte da história é lembrada na exposição e mostradas como um ponto de união.

Rodrigo Andrade Sem título, 1997 Óleo sobre tela

Comentários

Please enter your comment!
Please enter your name here