Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Artista visual Néle Azevedo celebra a condição humana

junho 28

A produção das mil esculturas é feita através dos moldes e congeladores
A artista visual mineira Néle Azevedo apresenta a instalação/performance “Estado de Suspensão” na próxima sexta-feira, dia 28 de junho de 2019, às 18h,em frente ao Theatro Municipal de São Paulo, na Praça Ramos de Azevedo, região central.
“Estado de Suspensão” é uma instalação efêmera, que leva o público a uma jornada imersiva. Mais de 1000 figuras de gelo serão suspensas em diferentes alturas em uma estrutura metálica. Durante cerca de uma hora, elas irão lentamente e dramaticamente desaparecer.
As figuras são antropomórficas e alongadas [feminina e masculina]. As esculturas serão dramaticamente iluminadas, acentuando o gotejamento, rachaduras e quebra do gelo. Elas se fundem suspensas por fios e o som do derretimento é amplificado por microfones instalados em alguns vasilhames, como panelas, baldes e vasilhas de metal. O desenho de luz fica a cargo de Mirella Bandi e o som, de Dino Vicente.
Celebração do efêmero A instalação/performance alude a um estado provisório, a uma suspensão do corpo em relação ao chão, a um estado de estar em algum lugar sem realmente estar lá. Enquanto derretem, evidenciam não apenas a fragilidade e o efêmero, mas também um estado provisório de passagem, de transição, do intermediário. A temporalidade das figuras de gelo suspensas recorda nossa condição humana tanto do ponto de vista da subjetividade quanto do coletivo. Pelo derretimento dos corpos e pela expansão do som, a obra traz à tona os conflitos entre a temporalidade humana e a temporalidade expressa pelo ritmo da vida contemporânea:  questões do corpo, da existência, da subjetividade e do espaço.
Sobre a artista
Néle Azevedo nasceu em 1950, em Santos Dumont-MG. Vive e trabalha em São Paulo/SP. É mestre em Artes visuais pela UNESP, em 2003, e Bacharel em Artes Plásticas pela Faculdade Santa Marcelina, em 1997. Interessada em investigar as relações entre o corpo humano e a cidade, Néle Azevedo iniciou, em 2005, uma série de ações no espaço urbano com a obra “Monumento Mínimo”, esculturas em gelo postas a derreter no espaço público. Sempre contextualizando a ação efêmera ao local, a artista percorreu dezenas de cidades no Brasil e no exterior, como a França, Portugal, Alemanha, Itália, Alemanha, Noruega, Peru, Chile, Inglaterra, Dinamarca e Estados Unidos, entre outras. www.neleazevedo.com.br/monumento-minimo
As imagens da intervenção urbana criada por Néle Azevedo foram registradas por TVs, jornais e pelo público em geral e tornaram-se mundialmente conhecidas. Desse modo, o “Monumento Mínimo” alcançou um papel importante na história da arte urbana contemporânea, sendo incluído em diversas publicações internacionais. www.neleazevedo.com.br/publicacoes-publications
SERVIÇO RÁPIDO Estado de suspensão / Suspended State de Néle Azevedo o quê: instalação/performance quando: 28 de junho de 2019 [sexta-feira], 18h onde: em frente ao Theatro Municipal de São Paulo
praça ramos de azevedo, s/n
república – são paulo – sp
quanto: grátis
redes sociais FB: /nele.azevedo insta: @nelezevedo 
 
 
créditos
Roberto Assem / Divulgação
“Composição para esculturas e um corpo” no Bienal do Sesc de Campinas, 2017
Manoela Rabnovich / Divulgação
Processo de trabalho de instalação/performance “Estado de Suspensão”, 2019
Arte de Joana Amador sobre foto de Everton Campanha Serrano 
Flyer

Detalhes

Data:
junho 28
Evento Tags:
, ,