Exposições

Frida Kahlo e as mulheres surrealistas do México

Por Paulo Varella - outubro 6, 2015
6752 2
Pinterest LinkedIn

Qual a exposição? “Frida Kahlo – conexões entre mulheres surrealistas no México”, com curadoria de Teresa Arcq.

Quem é a artista? Frida Kahlo nasceu em 1907, na Cidade do México, na famosa “Casa Azul”, antiga residência de seus pais que abriga atualmente o Museu Frida Kahlo. A pintora é considerada uma das maiores artistas do século 20 e hoje é um dos símbolos do poder feminino.

O que terá a mostra? A exposição irá exibir obras de Frida Kahlo e de outras artistas, como Maria Izquierdo, Remedios Varo e Lenora Carrington. Ao todo são cerca de 100 obras de 16 artistas surrealistas mexicanas.

Sobre o espaço: O Instituto Tomie Ohtake tem como proposta apresentar as novas tendências da arte nacional e internacional, além daquelas que são referências nos últimos 50 anos, coincidindo com o período de trabalho da artista plástica que dá nome ao espaço.

Período expositivo: De 27 de setembro a 10 de janeiro de 2016

imgf1

Além de contemplar a vida artística da pintora mexicana Frida Kahlo (1907 – 1954), a mostra também conta com pinturas de outras 15 artistas mulheres nascidas ou radicadas no México. São cerca de 100 obras, sendo 20 telas de Frida e 13 obras sobre papel, nove desenhos, duas colagens e duas litografias.

A pintora também tem presença marcante em obras de outros artistas. Na fotografia destacam-se os trabalhos de Lola Álvarez Bravo, Lucienne Bloch e Kati Horna. Imagens de Frida estão impregnadas ainda nas lentes de Nickolas Muray, Bernard Silberstein, Hector Garcia, Martim Munkácsi e em uma litografia de Diego Rivera.

imgf2

Entre as mulheres surrealistas mexicanas surpreende a abundância de autorretratos e retratos simbólicos. Era comum Frida retratar a si mesma, em cores vibrantes, além de criar situações um tanto quanto surrealistas em suas telas. Mas apesar de ser considerada pertencente a essa vertente artística, ela contestava essa afirmação. “Pensavam que eu era uma surrealista, mas eu não era. Nunca pintei sonhos. Pintava a minha própria realidade” – Frida Kahlo. Durante toda a sua vida, o amor e a dor – física e emocional – estiveram em pauta, tanto pessoal quanto profissionalmente, apresentados através da arte. Frida sofreu um grave acidente ainda jovem e passou por 30 operações ao longo de sua trajetória. Foi depois deste grave acidente de trânsito, que a obrigou a usar coletes ortopédicos de diversos materiais, que Frida começou a pintar. Ela chegou a retratar muitos deles em suas obras.

 

2
Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de