O Rio de Janeiro menos conhecido no IMS/RJ

0
782

Em 16 de dezembro, o Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro abre a exposição #RioUtópico, um projeto em construção da artista Rosângela Rennó. A exposição apresenta a paisagem carioca não icônica a partir do mapeamento de 50 localidades cujos nomes sugerem algum tipo de utopia urbana, como Campo da Paz, Jardim Paraíso e Morada dos Sonhos. Valem bairros, conjuntos habitacionais e comunidades.

Ao longo dos últimos meses, colaboradores escolhidos e espontâneos enviaram fotografias à artista, que selecionou localidades e as cerca de 250 imagens que abrem a exposição. Enquanto a mostra estiver em cartaz, a artista continuará recebendo e selecionando imagens através de uma convocatória aberta, e essas fotos serão periodicamente acrescentadas às paredes do espaço expositivo. A curadoria da exposição é de Thyago Nogueira, coordenador de Fotografia Contemporânea do IMS e editor da revista ZUM, e de Valentina Tong (assistente).

No dia 16 de dezembro, sábado, às 17h, a artista abre a exposição com uma conversa com o curador. O piso da sala expositiva abrigará um grande mapa com todo o território da cidade do Rio de Janeiro e as paredes serão forradas com os nomes e imagens das 50 localidades selecionadas pela artista. Cada localidade estará identificada no mapa e contará com informações sobre sua origem e desenvolvimento. Até o fim da mostra, a artista pretende reunir pelo menos 1000 fotografias cariocas.

A exposição faz parte de um projeto da área de Fotografia Contemporânea que convida artistas consagrados para desenvolver novos trabalhos sobre temas já presentes nas coleções do IMS. Conhecida pela pesquisa em torno de arquivos, das formas populares de circulação da fotografia e do desenvolvimento das cidades, Rennó foi convidada para desenvolver um projeto que refletisse sobre a paisagem do Rio de Janeiro, cidade onde vive e cuja imagem é frequentemente associada aos cartões-postais do Centro e da Zona Sul – território que corresponde a apenas 10% do município.

A exposição mostra também como as pessoas enxergam e representam seus próprios lugares, como se mobilizam em torno da produção de imagens e como a paisagem da cidade é mais rica e diversa do que se costuma apresentar. O projeto teve início em 2016 com uma oficina realizada pela artista e pelo IMS em parceria com a Agência Redes para a Juventude, que aproximou Rennó de jovens de regiões variadas do Rio de Janeiro.

O primeiro projeto dessa série foi São Paulo, fora de alcance, realizado em 2014 pelo fotógrafo Mauro Restiffe. Um catálogo acompanhará a exposição e será lançado no decorrer da mostra.

LOCALIDADES CARIOCAS SELECIONADAS PELA ARTISTA:

 Vila Paraíso

Morro dos Prazeres

Morro da Liberdade

Chácara do Céu

Parque Vitória

Parque Alegria

Parque União

Morro do Amor

Chave de Ouro

Encantado

Morro da Fé

Pedacinho do Céu

Vila Esperança

Sossego-Alegria

Vida Nova

Vale Encantado

Vila da Paz

Suíça Carioca

Vale do Paraíso

Morro da Boa Esperança

Vitória da Conquista

Final Feliz

Parque Esperança

Mundo Novo

Cidade de Deus

Jardim do Amanhã

Vila União

Ilha Pura

Novo Horizonte

Vila Arco-Íris

Jardim Shangrilá

Shangrilá

Luz Divina

Vila Amizade

Novo Lar

Jardim Progresso

Praça Miami

Vila Progresso

Jardim Paraíso

Vila do Céu

Nova Conquista

Morada dos Sonhos

Renascer

Jardim Frutuoso

Jardim da Vitória

Recanto Feliz

Novo Mundo

Vila Universal

Novo Jardim Maravilha

Jardim Maravilha

COMO ENVIAR FOTOS:

Quem quiser participar da mostra, pode enviar imagens por:

– E-mail (rioutopico@gmail.com)

– Whatsapp (21-98659-0502)

– Instagram (#rioutopico).

A participação na convocatória e na exposição é gratuita, não remunerada e espontânea, conforme os termos do site rioutópico.ims.com.br.

SOBRE A ARTISTA

Rosângela Rennó formou-se em arquitetura pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (1986) e em artes plásticas pela Escola Guignard, Belo Horizonte (1987). Doutora em artes pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (1997), participou de inúmeras exposições, entre elas, na Photographer’s Gallery, Londres (2016) e no Oi Futuro Flamengo, Rio de Janeiro (2016).

 #RioUtópico, de Rosângela Rennó

Curadoria: Thyago Nogueira e Valentina Tong (assistente)

Abertura: 16 de dezembro, às 17h. Por ocasião da abertura, acontecerá uma conversa entre a artista e o curador. Evento gratuito. Sujeito à lotação da sala.

Visitação: 17 de dezembro de 2017 a 15 de abril de 2018

De terça a domingo, das 11h às 20h
Entrada franca – Classificação livre

Visitas mediadas para grupos: agendar pelo telefone (21) 3284 7485 ou educativo.rj@ims.com.br

IMS Rio

Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
Tel.: (21) 3284-7400

Artigo anteriorRipley Scroll, um verdadeiro tratado alquimíco
Próximo artigoPor que os bebês nas pinturas medievais parecem homens velhos e feios?
Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here