Os Sapos de Manuela Bandeira

Os Sapos é um poema escrito por Manuel Bandeira, à moda da poesia de Jules Laforgue, lido entre vaias e gritos da plateia na Semana de Arte Moderna de 1922, tendo se convertido em um clássico da poesia moderna brasileira, citado em todos os livros didáticos sobre Literatura Brasileira do século XX. Enfunando os papos, Saem da penumbra, Aos pulos, os … Continue lendo Os Sapos de Manuela Bandeira