A Trupe Lona Preta e o Bom Retiro, conheça aqui

0
385
O Concerto da Lona Preta, Foto: Henrique Alonso

No dia 27 de maio, às 16h00, o Teatro Popular União e Olho Vivo – também conhecido como TUOV – abre as portas de sua sede, localizada no Bairro Bom Retiro, para receber a Trupe Lona Preta que apresentará o espetáculo “O Concerto da Lona Preta”, com ingressos gratuitos.

Em linhas gerais, a Trupe Lona Preta mantém seu processo de pesquisa se aproximando de três pilares: a palhaçada, a música e as questões sociais. A pesquisa do grupo prima pelo som e pela execução do som com perfeição, mas também pelos desdobramentos cômicos daí decorrentes, que refletem na construção do roteiro, das piadas e músicas.

Em “O Concerto da Lona Preta” músicos/palhaços se desdobram para a execução de um amplo repertorio relacionado ao imaginário popular. Na montagem, o palhaço subverte as formalidades características da, quase, totalidade dos concertos de música erudita. A peça transita entre a boa execução musical e o caos “palhacistico”, possibilitando a ressignificação divertida dos signos apresentados.

Dona de um humor escrachado e inteligente a Trupe Lona Preta é formada por Alexandre Matos, Joel Carozzi, Elias Costa, Henrique Alonso, Wellington Bernado e Sergio Carozzi.

O Concerto da Lona Preta – Foto: Henrique Alonso

A apresentação marca o início de uma ocupação artística no Sede do TUOV que faz parte do projeto TUOV 52 – Bom Retiro Meu Amor Ópera Samba, contemplado na 31ª Edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para Cidade de São Paulo.  Com este projeto, o grupo se prepara para realizar uma série de ações, entre elas a estreia de um novo espetáculo em homenagem ao bairro que o acolhe desde 1982, o Bairro Bom Retiro, seguindo com a trajetória de resistência e luta por um teatro pensado e destinado à população residente não apenas nas periferias, mas em toda a cidade.

Na busca por fomentar a ocupação teatral da sede, cinco grupos da cidade de São Paulo realizarão apresentações gratuitas nos próximos meses, começando pela Trupe Lona Preta em maio. A Companhia Antropofágica de Teatro se apresenta em junho com “Entre a Coroa e o Vampiro – Terror e Miséria no Novo Mundo – Parte II: O Império”. A programação segue com a Companhia Estudo de Cena, apresentando Guerras Desconhecidas, o Dolores Boca Aberta Mecatrônica de Artes, com Narrativas da Cozinha e a Companhia do Latão, apresentando “O Pão e a Pedra”.

A população terá oportunidade de participar desta Ocupação Teatral Popular e conhecer o trabalho de grupos parceiros do TUOV, que dialogam com os universos retratados em “Bom Retiro Meu Amor Ópera Samba” novo espetáculo do TUOV, atualmente em processo de criação.

 

O Concerto da Lona Preta – Foto: Henrique Alonso

Sobre o TUOV – Teatro Popular União e Olho Vivo

Segundo Augusto Boal, o TUOV é um dos mais importantes coletivos de teatro popular das Américas e do mundo. São 52 anos, trocando experiências com as comunidades populares e grupos de teatro para dar seguimento a um processo que representa parte da história do teatro realizado na cidade de São Paulo.

O TUOV – Teatro Popular União e Olho Vivo surgiu em 27 de fevereiro de 1966 e, no auge de seus 52 anos de resistência, possui em sua formação membros presentes desde a fundação como Neriney Moreira e Idibal Pivetta (nome verdadeiro do diretor e dramaturgo César Vieira). Além de diretor do grupo, Idibal é advogado e exerceu intensa militância no período da ditadura, engajando-se pela liberdade de perseguidos políticos e pela memória dos desaparecidos do regime militar. Esta importante luta confunde-se com a própria existência e trajetória do TUOV.

Nessas mais de cinco décadas, o grupo desenvolveu um trabalho reconhecido nacional e internacionalmente. Fez parte de sua história apresentando-se gratuitamente em bairros populares da grande São Paulo, em ruas, praças, escolas, igrejas, casas paroquiais, clubes esportivos de várzea, e na própria sede.

Já sua carreira internacional vai desde os esforços pela interligação latino-americana de grupos teatrais até a repercussão das montagens e dos roteiros em países como França, Itália, Polônia, Portugal, Peru, Bolívia, Egito, Panamá, Nicarágua e Angola.

O TUOV percorreu, em temporadas, mais de 20 países na América, Europa e África e recebeu os mais importantes prêmios teatrais, tais como: Ollantay (Caracas, Venezuela), Casa das Américas (Havana, Cuba), Festival Mundial de Teatro (Cairo, Egito), Festival Internacional de Teatro (Nanci, França); OAB do Brasil; Shell do Brasil e dezenas de outros.

Um grupo que já foi visto por mais de 4 milhões de pessoas ao redor do mundo e que agora abre as portas da sua sede mais uma vez para receber o público, ampliar e fortalecer as ações de sua sede.

Ocupação Teatral da Sede do TUOV

Espetáculo: “O Concerto da Lona Preta”

Com o grupo: Trupe Lona Preta

Espetáculo inspirado na tradição circense e em músicas que fazem parte do imaginário popular. Cinco músicos, ou melhor, cinco palhaços tentam de forma divertida executar um concerto musical com um amplo e variado repertório, que abrange arranjos musicais concernentes às manifestações populares, eruditas e popularescas.

Direção: Sergio Carozzi – Elenco: Alexandre Matos, Elias Costa, Joel Carozzi, Sergio Carozzi e Wellington Bernado – Produção: Henrique Alonso

Quando: 27 de Maio de 2018

Horário: 16h00

Onde: Teatro Popular União e Olho Vivo, Rua Newton Prado, 766, Bom Retiro – São Paulo-SP – Tel: 011 3331-1001

Programação Gratuita

Classificação: Livre

Artigo anteriorOuça de Manuela Ribadeneira na Triângulo
Próximo artigoO Ibran está doando 775 obras de arte para os museus interessados, veja aqui!
Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here