40 obras raras no Copan!

Por Paulo Varella - março 31, 2016
197 0
Pinterest LinkedIn

Niemeyer em Sampa da Arte Concreta

Anota na agenda, no próximo domingo, dia 03 de abril, o Desapê começa sua programação do mês com uma homenagem aos grandes nomes da nossa poesia concreta, Décio, Haroldo e Augusto e a grande artista adotada pela cidade, Mira Schendel e convida pra conhecer uma coleção de arrepiar, com mais de 40 obras raras dos poetas, como as primeiras edições de Poemóbiles, Reduchamp, Antologia Noigandres, Revista Invenção, etc , além do espetacular Diário de Londres, que Mira escreveu em 66 quando esteve naquela cidade para a sua primeira individual em terras britânicas, que será apresentado ao vivo e a cores e com um texto de introdução de Mariana Ferreira Gonçalvez.
E tem lugar melhor pra tudo isso que o Copan, a construção mais carioca de São Paulo?  Concebido por Oscar Niemeyer para embalar em suas ondas os aspectos democráticos da praia que nos falta,  o Copan, além de ser o novo lar do Desapê, também abriga o Pivô, um espaço de reflexão e produção nas artes, que neste mesmo domingo inaugura a individual de Érika Verzutti (http://www.pivo.org.br/exposicoes/cisne-pepino-dinossauro-erika-verzutti-pivo/).
Então vem que no Copan tem!

Des/apê de Rita Mourão: Copan, Bloco C, apto 221, tel 982498769 e 999949425
De 03 a 10 de abril de 2016, das 11h às 17h (favor contatar-nos previamente por email ou telefone)

E não vai esquecer:
– dia 05 começa o curso “Roteiros para visitar exposições de arte contemporânea”. Quatro encontros com Mirtes Marins de Oliveira. Informe-se e inscreva-se: https://www.facebook.com/desape/photos/a.388108554685268.1073741830.287828661379925/607645436064911/?type=3&theater
– de 07 a 10 de abril o prédio da Bienal no Ibirapuera recebe novamente a feira SP/Arte e em setembro abre Incerteza Viva, como foi batizada a 32ª Bienal de São Paulo. Dá-lhe Niemeyer!

Estudou cinema na NFTS (UK), administração na FGV e química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil nos anos seguintes. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo, pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil. Paulo dirigiu 3 galerias de arte e hoje se dedica a ajudar artistas, galeristas e colecionadores a melhorarem o acesso no mercado internacional.

Comentários

Please enter your comment!
Please enter your name here