Colégio Poliedro e o projeto de teatro virtual

Por Equipe Editorial - setembro 9, 2020
22 0
Pinterest LinkedIn

Em meio à pandemia, Colégio Poliedro desenvolve projeto de teatro virtual para auxiliar alunos na aprendizagem de literatura.

Mais informações: o projeto, intitulado “Personas”, propõe que os estudantes do Ensino Médio mergulhem em obras literárias, incluindo obras solicitadas em vestibulares, e gravem trechos interpretando as personagens escolhidas.

Como resultado, são produzidos pequenos vídeos que podem ser vistos nas redes sociais do Colégio Poliedro, como este sobre a obra Mayombe, de Pepetela. O projeto, portanto, contribui tanto para quem participa diretamente quanto para os estudantes que assistem aos materiais publicados.

As primeiras obras estudadas fazem parte da lista da Fuvest: Mayombe, de Pepetela; A Relíquia, de Eça de Queiroz; Campo Geral, de Guimarães Rosa; e Quincas Borba, de Machado de Assis.

A iniciativa permite que os alunos ampliem a capacidade de compreensão dos textos, pois a representação de personagens facilita o entendimento do espírito da obra e do perfil do autor. O projeto também aumenta o repertório do estudante, além de desenvolver sua criatividade e suas habilidades cognitivas e socioemocionais por meio do teatro.

Percepção dos alunos sobre os benefícios da iniciativa:

“Os livros se tornaram algo ainda mais próximo dos participantes, porque nós somos encorajados a notar a preciosidade e os fundamentos de personagens e do lugar em que a obra se passa”. Thainá Theodoro, aluna da 2ª série do Ensino Médio do Colégio Poliedro.

“A minha relação com as obras literárias se tornou mais íntima. Para debater como tal obra poderia estar no palco, temos que entendê-la de modo mais aprofundado, tanto em relação às personagens quanto ao contexto. Essa outra forma de entender o livro, ao me colocar nos palcos, se mostrou muito boa para mim, pois agora sinto que tenho outra ligação com o livro e isso me ajuda a não esquecer”. Sofia Costa, aluna da 2ª série do Ensino Médio do Colégio Poliedro.

Comentários

Please enter your comment!
Please enter your name here