Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

O Besouro Mutante nas Praças de São Paulo

março 18 - abril 29

Comemorando 14 anos de trabalho continuo de pesquisa o Grupo Namakaca realiza projeto de circulação com o espetáculo O Besouro Mutante em parques da cidade, faz mostra de repertório no Circo do Beco e diversas atividades formativas com oficinas de malabarismo e de iniciação circense para adultos e crianças, especialidades da companhia.  O grupo foi contemplado com o Edital de Apoio a Criação Artística – Linguagem Circo, da Secretaria Municipal de Cultura. Todas as atividades são gratuitas.

O projeto começa com a apresentação do espetáculo Besouro Mutante no Parque da Independência (no Ipiranga), dia 18 de março, domingo, às 16h. E segue no Parque da Aclimação, dia 7 de abril; Parque Jardim da Luz (Bom Retiro), dia 14 de abril; Parque Raul Seixas (José Bonifácio), dia 15 de abril; Parque Vila Guilherme(Vila Maria), dia 21 de abril e Parque Piqueri (Tatuapé), dia 29 de abril.

De 2 de abril a 1º de maio acontece a mostra de repertório no Circo no Beco, na Vila Madalena com os espetáculos Carlos Felipe em Apuros (dia 2 de abril), Quebrando a Bacia (dia 9 de abril), O Omelete (dia 16 de abril), É Nóis na Xita (dia 23 de abril), Besouro Mutante (dia 28 de abril) e Zé Preguiça (dia 1º de maio).

Formado pelos artistas circenses Cafi Otta, Du Circo e Montanha Carvalho, o Grupo Namakaca  foi criado em 2004 com a proposta de ampliar, contribuir e preservar os horizontes da linguagem do palhaço e das artes do circo. Desde então, criaram 7 espetáculos:  É Nóis na Xita, Zé Preguiça, Besouro Mutante, O Omelete, Carlos Felipe em Apuros, Quebrando a Bacia e o mais recente espetáculo, O Pavão Misterioso.

“Nosso estímulo para este projeto vem ao encontro com tudo de inusitado que podemos oferecer ao público, e também pelo desejo de interferir em locais onde, comumente, os frequentadores não encontram manifestações artísticas”, explica Cafi Otta.

Programação completa

Espetáculo Besouro Mutante

Direção: Rhena de Faria. Duração: 50 minutos. Classificação etária: Livre.

Três vendedores charlatões rodam o mundo divulgando seu incrível produto: o Elixir Besouro Mutante, uma bebida milagrosa capaz de resolver todos os males, físicos e psíquicos. A prova da sua eficácia é a transformação do fusca 73, antes conhecido como Tétano, em uma máquina incrível.

Utilizando suas habilidades circenses, os três caixeiros viajantes tentam convencer a plateia dos poderes de seu produto, transformando até mesmo os próprios espectadores, que descobrirão habilidades que nem imaginavam ter.

Dia 18 de março, domingo, às 16h.

Parque da Independência – Av. Nazareth, S/N – Ipiranga.

Dia 7 de abril, sábado, às 11h.

Parque da Aclimação – Rua Muniz de Souza, 1119 – Aclimação.

Dia 14 de abril, sábado, às 11h.

Parque Jardim da Luz – Rua Ribeiro de Lima, S/N – Bom Retiro.

 

Dia 15 de abril, domingo, às 16h.

Parque Raul Seixas – Rua Murmúrios da Tarde, 211 – José Bonifácio.

 

Dia 21 de abril, sábado, às 15h.

Parque Vila Guilherme – Trote – Av. Nadir Dias de Figueiredo – Vila Maria Baixa.

 

Dia 29 de abril, domingo, às 11h.

Parque Piqueri – Rua Tuiuti, 515 – Tatuapé.

 

Mostra De Repertório

Local: Circo no Beco

Rua Belmiro Braga, 31 – Vila Madalena.

 

Dia 2 de abril, segunda-feira, às 21h.

Carlos Felipe em Apuros

Carlos Felipe é um homem elegante, educado e fino.  Sua vida segue aparentemente em equilíbrio, mas seu universo é repleto de pequenos problemas.  A partir daí técnicas de equilibrismo, malabares e palhaço são usadas para que Carlos Felipe e a plateia divirtam-se sem parar.  Um espetáculo simples, quase sem texto, baseado na relação entre o artista, o público e o espaço a sua volta.

Direção: Grupo Namakaca. Duração: 50 minutos. Classificação etária: Livre.

 

Dia 9 de abril, segunda-feira, às 21h.

Quebrando a Bacia

O espetáculo conta a difícil rotina de trabalho do contra-regra atrapalhado do Circo Kapput. Limpar o traseiro do elefante acrobata, escovar os dentes da girafa bailarina, e alimentar um leão banguela são só algumas das aventuras que fazem parte do dia-a-dia do nosso herói. Atrás das cortinas do picadeiro, o personagem transita por vários tipos do imaginário do circo: malabarista, palhaço, mágico, tudo terminando sempre em grande confusão. Como no momento em que se arrisca no picadeiro para realizar uma antiga performance da família, o inimitável número das bacias chechenas.

Direção: Alê Roit. Duração: 50 minutos. Classificação etária: Livre.

 

Dia 16 de abril, segunda-feira, às 21h.

O Omelete

Quem nasceu primeiro? O ovo ou a galinha?  O artista Du Circo responde esta pergunta com uma mistura de ingredientes: técnicas circenses, muita habilidade e pitadas generosas de humor. Um espetáculo que revive momentos inesquecíveis do imaginário circense. Apesar de estar sozinho no palco, Du Circo divide a cena com o público o tempo inteiro. A participação ativa da plateia é uma das características principais do espetáculo.

Direção: Grupo Namakaca. Duração: 50 minutos. Classificação etária: Livre.

 

Dia 23 de abril, segunda-feira, às 21h.

É Nóis na Xita

Carro chefe do grupo, esse espetáculo circense mostra o convívio entre três personagens: Du Circo, Montanha e Cafi, que disputam os aplausos do público, aceitando os próprios equívocos como fonte de improvisação. Além de malabarismos, monociclos, acrobacias e palhaçadas, o espetáculo é também musical, brincando com ritmos tipicamente brasileiros e instrumentos da cultura popular como cavaquinho, pandeiro e percussão.

Direção: Alê Roit. Duração: 50 minutos. Classificação etária: Livre.

 

Dia 28 de abril, sábado, às 16h.

Besouro Mutante

Três vendedores charlatões rodam o mundo divulgando seu incrível produto: o Elixir Besouro Mutante, uma bebida milagrosa capaz de resolver todos os males, físicos e psíquicos. A prova da sua eficácia é a transformação do fusca 73, antes conhecido como Tétano, em uma máquina incrível. Utilizando suas habilidades circenses, os três caixeiros viajantes tentam convencer a plateia dos poderes de seu produto, transformando até mesmo os próprios espectadores, que descobrirão habilidades que nem imaginavam ter.

Direção: Rhena de Faria. Duração: 50 minutos. Classificação etária: Livre.

 

Dia 1º de maio, terça-feira, às 17h.

Zé Preguiça

A peça infantil é uma infiel adaptação de Lazy Jack, conto folclórico britânico que imortalizou a figura arquetípica do preguiçoso presente em diversas culturas, inclusive no Brasil,  com o emblemático Jeca Tatu, personagem criado por Monteiro Lobato. Premiada em 2008 no 12º Cultura Inglesa Festival como Melhor Espetáculo Infantil, seu roteiro é estruturado a partir da interpretação de três galos narradores, que cantam, tocam e improvisam versos. Em seguida o que se vê é uma divertida sequência de números e esquetes cômicos, onde a trupe mostra seu diversificado repertório de técnicas circenses.

Direção: Lu Lopes. Duração: 50 minutos. Classificação etária: Livre.

 

Oficinas

Oficina de manipulação de objetos não convencionais

Dias  16 e 23 de maio, das 19h às 22h.

Local: Galpão do Grupo Namakaca.

Rua Álvaro Martins, 17 – Vila Ipojuca.

Público: Artistas, alunos de escolas de circo/artes cênicas, mímicos, artistas circenses com intenção de criarem números com objetos normalmente não utilizados para fazer malabarismo.

Vagas: 12

Inscrições até o dia 14 de março pelo email: namakaca@gmail.com

A seleção será divulgada até o dia 16 de março através da página do grupo no Facebook.

****

 

Oficina de malabarismo para iniciantes e iniciados

Dia 5 de maio, das 9h30 às 12h30

Local: Tendal da Lapa

Rua Constança, 72 – (travessa da Rua Guaicurús) – Lapa.

Público: Curiosos, artistas, alunos de escola de circo com dificuldade em malabares, pessoas que queiram lutar contra a gravidade,…

Idade: à partir de 8 anos

Vagas: 20 vagas

Inscrições até o dia 27 de abril email: namakaca@gmail.com

A seleção será divulgada até o dia 30 de abril através da página do grupo no Facebook.

****

 

Oficina de iniciação circense para pais/mães e crianças.

Dias 28 de abril, das 9h30 às 12h30.

Local: Galpão do Grupo Namakaca

Rua Álvaro Martins, 17 – Vila Ipojuca

Público: Interessados em circo em geral de todas as idades.

Vagas: 20

Inscrições até o dia 20 de abril email: namakaca@gmail.com

A seleção será divulgada até o dia 23 de abril através página do grupo no Facebook.

****

 

Oficina de Passe De Clave

Dias 23 de março e 6 de abril, das 14h30 às 17h30.

Local: Galpão do Grupo Namakaca.

Rua Álvaro Martins, 17 – Vila Ipojuca.

Público: Iniciados em atividade circensenível intermediário e avançado.

Vagas: 20 vagas.

Inscrições:  Enviar carta de interesse contando sua trajetória circense e habilidades de passe de clave até o dia 19 de março.
Obs: caso trabalhe em dupla ou em grupo fazer uma única inscrição informando o número de participantes.

****

Bate Papo

Dia 9 de abril, às 14h.

Local: EEP (Encontro de Estudos da Palhaçaria) – Centro de Memória do Circo – Café dos Artistas.

Galeria Olido – Av. São João, 473.

Objetivo: falar sobre o histórico da companhia.

Sobre o Grupo Namakaca

O Grupo foi criado em 2004 para ampliar, contribuir e preservar, através de pesquisas contínuas, os horizontes da linguagem do palhaço e das artes circenses brasileiras.  Em sua trajetória criou 7 espetáculos: É Nóis na XitaZé PreguiçaBesouro Mutante; O OmeleteCarlos Felipe em Apuros; Quebrando a Bacia; e o mais recente espetáculo, O Pavão Misterioso.

Com eles realizaram mais de 1.000 apresentações, em 23 estados brasileiros, agindo sempre nas fronteiras sociais, oferecendo atrações com entrada gratuita para pessoas com pouco ou nenhum acesso a espetáculos circenses e teatrais.  O Grupo Namakaca também se arriscou em outras praias, como no musical Noé, Noé, Deu a Louca no Convés, de Ivaldo Bertazzo, na ópera A Italiana em Argel, de Hugo Possolo  e no longa-metragem O Contador de Histórias, de Luiz Villaça.

Detalhes

Início:
março 18
Final:
abril 29