Movimentos

Arte concreta e concretismo: existe uma diferença?

Sim, há uma diferença entre “arte concreta” e “concretismo”, embora os termos sejam frequentemente usados de forma intercambiável, especialmente no contexto da arte abstrata do século XX.

Arte Concreta

A arte concreta refere-se a um movimento artístico que surgiu no início do século XX, particularmente na Europa, e foi formalizado pelo manifesto de Theo van Doesburg em 1930. O termo abrange a produção artística que se concentra em formas geométricas, cores puras e a criação de obras que não têm nenhuma referência à realidade externa. A arte concreta busca ser totalmente autossuficiente, usando elementos visuais como linhas, formas e cores de maneira precisa e matemática.

Concretismo

Concretismo, por outro lado, é um termo mais específico que se refere a movimentos derivados ou influenciados pela arte concreta, especialmente na América Latina, incluindo o Brasil. No contexto brasileiro, o concretismo ganhou força na década de 1950 com grupos como o Grupo Ruptura em São Paulo e o Grupo Frente no Rio de Janeiro. Esses grupos buscaram aplicar os princípios da arte concreta de forma rigorosa, com ênfase na objetividade, clareza e na criação de uma linguagem visual universal.

Principais Diferenças

  1. Origem e Contexto Geográfico:
    • Arte Concreta: Origem na Europa, formalizada por Theo van Doesburg. É um termo mais amplo que abrange uma variedade de práticas abstratas e geométricas.
    • Concretismo: Movimento específico que ganhou destaque especialmente na América Latina, notadamente no Brasil, com características locais e contextuais específicas.
  2. Manifestos e Grupos:
    • Arte Concreta: O manifesto de Theo van Doesburg (1930) é a principal referência teórica.
    • Concretismo: No Brasil, foi impulsionado por manifestos e grupos como o Grupo Ruptura (1952) e o Grupo Frente (1954), que adaptaram e expandiram os princípios da arte concreta.
  3. Aplicações e Evoluções:
    • Arte Concreta: Abrange uma ampla gama de expressões artísticas, incluindo pintura, escultura, design gráfico e arquitetura.
    • Concretismo: No Brasil, o movimento evoluiu para o neoconcretismo, que buscou maior liberdade expressiva e sensorialidade, com artistas como Lygia Clark e Hélio Oiticica explorando novas formas de interação entre a obra e o espectador.
Manifesto do grupo Ruptura

Em resumo, enquanto a arte concreta é um termo abrangente que se refere a um movimento artístico mais amplo e internacional, o concretismo é uma expressão regional específica desse movimento, com um desenvolvimento particular e significativo na América Latina, especialmente no Brasil.

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.
Equipe Editorial

Os artigos assinados pela equipe editorial representam um conjunto de colaboradores que vão desde os editores da revista até os assessores de imprensa que sugeriram as pautas.

Recent Posts

10 fatores que determinam o valor de uma obra de arte

Esse vídeo faz parte de uma série sobre Dicas para Colecionadores. Nele, eu explico o porquê…

7 horas ago

Como precificar uma obra de arte?

Esse vídeo faz parte de uma série sobre Dicas para Artistas. Nele, eu explico todos os…

7 horas ago

Arte132 Galeria apresenta “Transmutação e metáforas do inconsciente”

A Arte132 Galeria apresenta, a partir do dia 10 de agosto, a exposição "Transmutação e…

1 dia ago

Século de Ouro, Partenon e o Período Clássico ateniense

Período Clássico ateniense (c.480 – 323 a.C.) A vitória sobre os persas em 490 –…

1 dia ago

Pop Art: contexto histórico, características e artistas

1. Contexto Histórico A Pop Art ou Arte Pop, nasceu na Grã-Bretanha em meados da…

1 dia ago

Turner: o homem moderno e a natureza

Joseph Mallord William TURNER (1775‑1851) se destaca, entre outros, na pintura paisagística com viés pitoresco…

1 dia ago