Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Dia das Crianças tem programação especial nos museus da Secretaria da Cultura do Estado

outubro 12, 2018

É Dia de Museu com a Criançada! Dia das Crianças tem programação especial nos museus da Secretaria da Cultura do Estado

Campanha “É Dia de Museu” estimula as famílias a aproveitarem a data para levar os mais novos a passeios divertidos e educativos

No feriado em que se comemora o Dia das Crianças, os museus da Secretaria da Cultura do Estado participam de mais uma campanha “É Dia de Museu”, ação que tem como objetivo apresentar a diferentes públicos a diversidade da programação dos museus paulistas, que vai muito além das exposições.

CAPITAL

No dia 12 de outubro, o Museu da Imigração vai estimular a reflexão sobre a situação de refúgio de crianças e suas famílias por meio de teatro de bonecos e fotos. A exposição temporária “Infância Refugiada”, com registros do Oriente Médio que mostram a realidade de crianças palestinas refugiadas, feitos pela fotógrafa Karine Garcêz, será aberta às 11h. No dia 13, às 15h, o espetáculo teatral “Menino Coragem”, da Cia. Articularte, contará histórias de crianças e famílias refugiadas. Os interessados em assistir devem se inscrever gratuitamente pelo e-mail m.souto@museudaimigracao.org.br. Em todos os finais de semana de outubro, às 11h, visitas temáticas abordarão o assunto “Crianças que Migram”, proporcionando uma reflexão sobre a infância e os processos migratórios a partir de um roteiro educativo. Não é necessário realizar inscrição.

No Museu do Futebol, o feriado terá atividades para toda a família. O Espaço Dente de Leite, com brincadeiras lúdicas para bebês e crianças de até três anos, acontece de sexta (12), das 10h30 às 17h00, e no sábado e domingo (13 e 14), das 10h30 às 15h30. Oficinas também estão na agenda: na sexta, a oficina “Faça a Sua Pipa” ensinará as crianças a confeccionarem suas pipas às 11h e às 12h30; e no sábado, a “Oficina de Dedoche” vai ensinar os participantes a criarem fantoches de dedos, das 14h às 15h30. Finalizando a programação, no domingo, às 14h, acontecem atividades educativas sobre a nova mostra “Clássico é clássico e vice-versa”, em que os educadores vão propor aos visitantes que realizem as atividades propostas no caderno da exposição, distribuído gratuitamente na data.

No dia 12, das 10h às 16h, o Museu Catavento promoverá o “Desafio Puzzlar”, jogo de quebra-cabeça para tablet em que os participantes poderão reconstruir réplicas virtuais de monumentos históricos e culturais em 3D usando a plataforma de realidade aumentada. No espetáculo “Vou Daqui, Vou pra lá, cada coisa em seu lugar”, dia 12, às 10h e às 14h25, e nos dias 13 e 14, às 13h30 e às 15h, os palhaços Kito e Tinha passam importantes lições sobre os cuidados que devemos ter para combater o mosquito Aedes Aegypti. Também nos dias 12 e 13, das 9h Às 17h, acontece a atividade “Escola de Gênios”, em que serão apresentados vários experimentos de diferentes áreas do conhecimento.

Museu de Arte Sacra vai comemorar a data em todos os sábados do mês de outubro, das 14h às 16h, com a Oficina de Arqueologia, que vai convidar as crianças a participarem de uma expedição arqueológica em que entrarão em contato com o acervo e farão parte de uma escavação de um sítio arqueológico no jardim do Mosteiro da Luz. As inscrições devem ser feitas pelo site www.museuartesacra.org.br.

Museu da Casa Brasileira começa o dia 12 com a oficina ”Contacriação: as histórias do subterrâneo”, das 10h30 às 12h. Na atividade, os participantes irão observar de perto a criação de solo fértil pelas minhocas e inventar histórias e aventuras das passagens dessas criaturas em seus buracos e túneis, cheios de mistério, escuridão e transformação. Das 13h às 15h, inicia-se a série de lançamento dos livros “A Fazedora de Sonhos” e “Conversa com a Chuva”, com a presença da autora Betânia Farias, que contará para as crianças um pouco de suas histórias. Em seguida, das 16h às 18h, o autor Thiago Franco e o ilustrador Alisson Ricardo lançam “O Rei Careca”. Com ilustrações coloridas, o livro conta a história de um jovem rei que não tinha cabelos e, por isso, sentia vergonha e pensava que não poderia fazer amizades. No jardim, haverá também food bikes para as refeições em família.

Museu Afro Brasil convida o público infantil e adulto do Parque Ibirapuera a conhecer a história do Parque e as memórias, artes e histórias afro-brasileira. As visitas são conduzidas pelos educadores à exposição de longa duração, que será mediada a seguir na marquise do Parque. Atividade é gratuita e as inscrições devem ser feitas pelo site: www.museuafrobrasil.org.br.

Na Pinacoteca, o dia 12 terá diversão com o JogaJunto, programação que disponibiliza jogos relacionados ao acervo do museu, das 11h às 15h. Já no domingo, 14 de outubro, o PinaFamília levará as famílias a uma viagem divertida pelo acervo por meio de jogos e vivências educativas e distribuirá jogos e guia de visita ao público.

Museu da Imagem e do Som – MIS, comemorará a data nos finais de semana seguintes, com Maratona Infantil especial no dia 21 de outubro, das 10h às 17h. Nessa edição, o FAMI (Festival Azoofa de Música Infantil) leva artistas da cena musical brasileira em um espetáculo infantil, criativo e educativo. As bandas Beatles Para CriançasMiniJóia e Pequeno Cidadão prometem animar o evento com muita música e interação com as crianças e os adultos. E no dia 27, às 11h, os pequenos poderão assistir ao clássico filme “Alice no país das maravilhas”, no auditório do MIS. Para as duas atividades, os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência.

INTERIOR E LITORAL

No Museu do Café, o feriado vai ser animado com dança, teatro e oficina para os pequenos. No dia 12, a “Oficina de Minibarista” vai ensinar as crianças a prepararem a bebida e fazerem desenhos com chocolate em pó ou calda. A edição da oficina será especial, realizada na Linha Turística do Bonde de Santos, com saídas às 13h10 e 15h10, além de contação de histórias durante o trajeto. No mesmo dia, haverá apresentação de ballet infantil com a ONG Frutos do Amanhã às 16h00. Já no sábado, 13, às 15h00, o Teatro de Fantoches do Núcleo Educativo do museu vai apresentar contos sobre o café e sua história. Em todas as atividades, é necessário realizar inscrição pelo email inscricao@museudocafe.org.br e as crianças devem estar acompanhadas de um responsável

No Museu Casa de Portinari, a ação para a criançada começa no dia 9 e se estende até o dia 13 de outubro. A programação “É Gostoso ser Criança” contará com brinquedos e brincadeiras relacionadas à produção plástica e poética de Portinari, e acontece todos os dias, das 10h às 12h e das 14h às 17h. No dia 12, os pequenos aprenderão a criar marionetes na oficina “Meninos e Meninas de Brodowski”, das 9h às 12h, e às 15h30, acontece a apresentação musical infantil da dupla “Canto Kids”, com repertório repleto de cantigas de roda. Encerrando a programação, no dia 13, às 9h e às 14h, será realizada a “Oficina de Peteca”, em que as crianças aprenderão a história da peteca e como montá-la.

No dia 12, o Museu Índia Vanuíre celebra o Dia das Crianças e o aniversário de 89 anos da cidade de Tupã com uma programação repleta de brincadeiras e oficinas. No mesmo dia, das 15h às 16h30, a oficina de “Confecção de Maletas Decoradas” vai convidar o público infantil a usar a criatividade para confeccionar maletas. A atividade “Família no Museu” realiza ações lúdicas e reflexivas com os participantes, com o objetivo de integrar as famílias e o Museu. As atividades acontecem aos sábados e domingos, de 6 a 28 de outubro, das 9h às 16h. 

Museu Felícia Leirner celebra a data com diversas atividades durante todo o mês. Entre elas, “Ligue os Pontos: Meu Museu, Minhas Conexões!”, em que o participante criará um “roteiro pessoal“ no museu, por meio da dinâmica realizada com os educadores, e o “Roteiro Cultura – Campos de Jordão”, ação que acontece em parceria com o Museu Casa da Xilogravura e consiste em enigmas e brincadeiras que interligam as instituições e incentivam o público a conhecer esses dois importantes espaços culturais. As duas atividades acontecem de 1 a 31/10, de terça-feira a domingo, das 09h00 às 18h00. A programação teatral , no dia 13, às 14h, fica por conta do espetáculo “Yaga: Uma História para Crianças Corajosas”, adaptação do antigo conto russo “Vasalisa – a Sabida”, que trata da história de uma menina em sua jornada para enfrentar diversos perigos, guiada pela própria intuição. No dia 20, às 14h, “Circuito do Riso” apresenta ao público um variado repertório cênico-circense da palhaçaria universal, com dramaturgia não linear e nonsense, com elementos da mágica, da mímica e dos malabares. Por fim, no dia 27, às 14h, a peça “Mjiba – A Boneca Guerreira”, conta a história de dois palhaços carteiros que, ao se depararem com uma encomenda sem remetente, encontram algo totalmente inesperado: uma boneca negra. A partir do contato com a boneca, os palhaços apresentam e discutem de maneira lúdica os problemas enfrentados pela mulher negra.

 

CAMPANHA NAS REDES SOCIAIS

Os museus da Secretaria da Cultura do Estado vão convidar o público a publicar vídeos das crianças nas redes sociais respondendo à pergunta “O que você mais gosta no museu?”, utilizando a hashtag #ÉDiadeMuseuComACriançada.

 

Sobre “É Dia de Museu”

Lançada no Dia Internacional dos Museus (18 de maio) deste ano, a campanha “É Dia de Museu” engloba todos os museus da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e os que integram o Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP). A iniciativa contempla uma programação especial nos museus da rede ao longo do ano. O objetivo da campanha é inspirar e cativar as pessoas a buscarem novas experiências a partir da programação e dos serviços oferecidos pelos museus.

 

SERVIÇO

 

Museu da Imigração

Endereço: na Rua Visconde de Parnaíba, 1.316,  Mooca

Tel.: (11) 2692-1866

Funcionamento: de terça a sábado das 9h00 às 17h00; aos domingos, das 10h00 às 17h00.

R$ 10,00 (meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos | Grátis aos sábados

Acessibilidade no local – Bicicletário na calçada da instituição

www.museudaimigracao.org.br

 

Museu do Futebol

Praça Charles Miller, S/N – Pacaembu,  São Paulo- SP

Tel.: (11) 3664-3848

Funcionamento: terça a domingo, das 9h00 às 18h00 (Bilheteria até às 17h00)

R$ 12,00 | Grátis às terças-feiras

Estacionamento na Praça Charles Miller (Zona Azul)

www.museudofutebol.org.br

 

Museu de Arte Sacra de São Paulo

Av. Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo – SP

Tel.: (11) 3326-3336

Funcionamento: terça a domingo, (fechado às segundas) das 9h00 às 17h00

Estacionamento gratuito entrada pela Rua Jorge Miranda, 43

R$ 6,00 | Grátis aos sábados

Acessibilidade no local

www.museuartesacra.org.br

 

Pinacoteca de São Paulo

Praça da Luz, 02

Tel.: (11) 3324-1000

Funcionamento: quarta segunda, das 10h00 às 17h30, com permanência até 18h00

www.pinacoteca.org.br

 

Museu Catavento

Palácio das Indústrias – Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/no (Av. Mercúrio), Parque Dom Pedro II, Centro – São Paulo/SP

Tel.: (11) 3315-0051

Funcionamento: terça a domingo, (fechado às segundas), das 9h00 às 17h00 (Bilheteria fecha às 16h00)

Estacionamento pago no local

R$ 10,00 e meia-entrada para estudantes, idosos e portadores de deficiência. | Grátis às terças-feiras

Estacionamento: R$ 15 até 4 horas (para visitantes do museu). Adicional por hora: R$ 5,00 (capacidade para 200 carros). Ônibus e vans: R$30,00. Adicional por hora: R$ 10,00.

Infraestrutura: acesso para pessoas com deficiência locomotora.

Acessibilidade no local

www.cataventocultural.org.br

 

Museu da Casa Brasileira – MCB

Endereço: Av. Faria Lima, 2.705 – Jd. Paulistano

Tel.: (11) 3032-3727

Funcionamento: de terça a domingos, das 10h00 às 18h00.

R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada); crianças até 10 anos e maiores de 60 anos são isentos; pessoas com deficiência e seu acompanhante pagam meia-entrada

Gratuito nos finais de semana e feriados

Acessibilidade no local – Bicicletário com 40 vagas – Estacionamento pago no local

www.mcb.org.br

 

Museu Afro Brasil

Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Pavilhão Manoel da Nóbrega – Parque do Ibirapuera, portão 10 – São Paulo-SP

Tel.: (11) 3320-8900

Funcionamento: terça a domingo, (fechado às segundas), das 10h00 às 17h00 (permanência até às 18h00)

Estacionamento pelo portão 3 (Zona Azul)

Entrada R$ 6,00 | Meia entrada R$ 3,00 | Gratuito aos sábados

Acessibilidade no local

www.museuafrobrasil.org.br

 

Museu da Imagem e do Som – MIS-SP

Endereço: Av. Europa, 158 – Jardim Europa – São Paulo-SP

Tel.: (11) 2117-4777

Funcionamento: terça a sábado, (fecha às segundas) 10h00 às 21h00 | domingos e feriados, 9h00 às 19h00

Estacionamento pago no local

Entrada gratuita às terças-feiras. Aos sábados, acesso grátis às exposições do térreo e do acervo – consulte os valores dos ingressos das exposições e eventos

Acessibilidade no local

www.mis-sp.org.br

 

Museu do Café – Santos

Rua XV de novembro, 95 – Centro – Santos-SP

Tel.: (13) 3213-1750

Funcionamento: terça a sábado, (fechado às segundas) das 9h00 às 17h00 | domingo das 10h00 às 17h00

R$ 10,00| Grátis aos sábados

Acessibilidade no local

http://www.museudocafe.org.br/

 

Museu Casa de Portinari – Brodowski

Praça Candido Portinari, 298 – Brodowski/SP

Tel.: (16) 3664-4284

Funcionamento: terça a domingo, (fechado às segundas) das 9h00 às 18h00

Entrada: ingresso voluntário

Acessibilidade no local

www.museucasadeportinari.org.br

 

Museu H. P. Índia Vanuíre

Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP

Tel.: (14) 3491-2333

Funcionamento: de terça a domingo, (fechado às segundas) das 9h00 às 17h00

Ingresso voluntário

Acessibilidade no local

www.museuindiavanuire.org.br

 

Museu Felicia Leirner – Campos do Jordão

Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1.880 – Campos do Jordão/SP

Tel.: (12) 3662-6000

Funcionamento: terça a domingo, (fechado às segundas) das 9h00 às 18h00

Estacionamento gratuito no local

Cidadãos jordanenses não pagam mediante apresentação de comprovante de residência

Entrada: inteira R$10,00 e meia R$5,00 (estudante e idoso) – gratuita aos domingos

Acessibilidade no local

www.museufelicialeirner.org.br

Como apresentar o museu para as crianças? Educadores dos museus da Secretaria da Cultura do Estado explicam

 

Com o objetivo de mostrar ao público de todas as idades que a programação dos museus de São Paulo vai muito além das exposições e inclui também espetáculos, oficinas, jogos, apresentações e brincadeiras para todas as faixas etárias, a campanha “É Dia de Museu”, promovida pela Secretaria da Cultura do Estado, realiza, no feriado em que se comemora o Dia das Crianças, atividades especiais para as famílias.

E, para explicar como os museus podem ser uma opção de passeio divertido e interessante para as crianças, educadores das instituições contam quais métodos e atividades são utilizados para atrair e estimular os mais jovens a apreciarem e valorizarem estes espaços. Confira:

No Museu da Imigração, o tema da instituição é abordado de forma a aproximá-lo do cotidiano dos mais novos. Conversar com crianças sobre temas tão complexos quanto migração e patrimônio não requer “diluir” o que seria conversado com um adulto, mas sim pensar a conversa com uma abordagem diferente, buscando relações com o formato, a função e a cor dos objetos ou o próprio interesse da criança. No Museu, há relatos que revelam questões muito próximas do cotidiano, como alimentação, viagem, língua e objetos. Usá-los para se imaginar no lugar do outro é sempre uma via interessante, tanto para crianças quanto para adultos”, explica Isabela Maia, educadora do Museu da Imigração.

Músicas, contação de histórias, jogos e brincadeiras fazem parte da experiência das crianças que visitam o Museu Afro Brasil. O educativo explica que a exposição de longa duração é o ponto de partida para as histórias africanas e afro-brasileiras, que são vivenciadas por meio de diferentes linguagens. Com as “Brincadeiras do Congo”, as crianças aprendem brincadeiras de diferentes regiões do continente africano, cantam em outras línguas e conhecem a importância da memória e da ancestralidade. A abordagem educativa das ações voltadas às crianças parte do pressuposto de que a aprendizagem é mais do que um processo racional, ela é também corporal e sensorial. Por essa razão, são privilegiadas atividades integradoras, que dialogam com a memória e com as histórias que constituem o acervo. Todas as ações são pensadas e elaboradas valorizando as estéticas negras e incentivando o combate ao racismo.

Museu Catavento, que conta com acervo atrativo voltado ao público infantil, também utiliza recursos lúdicos para tornar a experiência educativa. “Nosso objetivo é ser um museu que aproxima as pessoas do conhecimento científico e fazemos isso comunicando ciência de uma forma simples, porém emocionante. Unir o lúdico ao científico é um método muito eficaz de despertar o interesse das crianças, tomando o ponto de vista delas na execução das nossas atividades. Assim, no final de cada visita, as crianças se tornam verdadeiras embaixadoras do Catavento, atraindo a atenção dos pais, familiares e amigos”, destaca Pedro Jackson, educador do museu.

Museu do Café, em Santos, propõe que as crianças vivenciem uma experiência divertida e educativa. Daniele Silva, gestora do núcleo educativo da instituição explica: “Um dos nossos principais objetivos em relação às crianças é promover uma experiência significativa de visitação, a partir da apresentação da história do café e do desenvolvimento de noções de identidade, memória e pertencimento. Para isso, dispomos de uma série de estratégias e recursos lúdicos, como elementos cênicos e instrumentos musicais para a realização de contação de histórias, teatro de fantoches, musicalização e fazer artístico”.

O setor educativo do Museu da Casa Brasileira explica que aproveita a grande quantidade de portas do espaço para desafiar as crianças a olhar pelos buracos das fechaduras e responder às perguntas: Quais histórias esse lugar guarda? Quem habitava esse lugar? O que ele guarda? Quem morava nele? Como era esse lugar? Quais móveis existiam ali dentro? Tinha cama? Tinha cadeira? Tinha sofá? Como esses objetos eram? Por meio de desenhos, pinturas, objetos tridimensionais, poemas e fotografias, as crianças levantam hipóteses sobre a vida na Casa Brasileira.

Museu Casa de Portinari, em Brodowski, faz uso de jogos e brincadeiras para abordar a obra do pintor Candido Portinari. De acordo com a gerente do museu, Cristiane Maria Patrici, “são desenvolvidas atividades como quebra-cabeça, jogos de memória e caça-palavras sobre o acervo do museu, adaptados à idade dos participantes. Também disponibilizamos brinquedos e promovemos brincadeiras antigas que foram retratados pelo pintor em suas obras, para que o conteúdo seja assimilado de forma interativa e divertida, garantindo a aproximação com o nosso pequeno visitante”.

No Museu Felícia Leirner, a gerente Marina Falsetti explica que o educativo adapta a linguagem para os diferentes públicos que atende. “O importante é a experiência vivenciada em relação a cada um dos temas abordados. Para atender ao público infantil, o educativo elabora proposições lúdicas com estratégias e material de apoio. Muitos

Detalhes

Data:
outubro 12, 2018