Conheça a designer por trás dos vestidos pintados por Gustav Klimt

emilie-floge-dress-1

 

Um dos mais consagrados pintores simbolistas de todos os tempos, Gustav Klimt chama a atenção por suas obras repletas de formas e cores esplendorosas, que já serviram de inspiração para estilistas renomados como Alexander McQueen. No entanto, o que poucos sabem é que por trás dos deslumbrantes vestidos pintados pelo artista austríaco está uma revolucionária designer de moda. Conheça a vida e a obra de Emilie Flöge, a costureira boêmia companheira e musa de Klimt.

 

Estilista de vanguarda

 

floge
Emilie Flöge, a designer boêmia companheira e musa de Klimt

 

Nascida em Viena, em 30 de agosto de 1874, Emilie Flöge iniciou sua carreira como costureira. Em 1895 passou a trabalhar ao lado de sua irmã mais velha, Helene, que havia aberto uma escola de costura. As irmãs venceram concursos de moda e confeccionaram peças para exposições de arte. Em 1904, Emilie e Helene abriram seu ateliê de alta-costura, Schwestern Flöge (Irmãs Flöge), atraindo a atenção da alta-sociedade vienense.

 

floge5
O talento de Emilie Flöge chamou a atenção da alta-sociedade vienense

 

Emilie destacou-se por seu talento tanto para produzir peças comerciais, seguindo as tendências ditadas por Paul Poiret e Coco Chanel, como também por suas “peças de arte” e seu engajamento no movimento feminista, sendo parte da Reforma do Traje Vitoriano – movimento reformista que propunha a criação de roupas mais confortáveis e usuais para as mulheres.

 

floge4
Emilie Flöge fez parte da Reforma do Traje Vitoriano, movimento reformista que propunha a criação de roupas mais confortáveis e usuais para as mulheres

 

Emilie e Klimt: uma parceria prolífica

 

floge-emilie-e-klimt-hippies-03
Emilie Flöge e Gustav Klimt: uma parceria prolífica

 

Em fins do século 19, Emilie Flöge era frequentadora dos círculos artísticos e intelectuais boêmios. Foi onde conheceu Gustav Klimt. Helene, sua irmã mais velha, era casada com o irmão de Klimt, e tornou-se protegida do pintor após a morte de seu esposo.

Gustav costumava passar verões com a família Flöge. Emilie, à época com 18 anos, desenvolveu uma longa e prolífica amizade com Gustav. O artista retratou-a em diversas obras – historiadores creem que o famoso quadro O Beijo retrata Klimt e Emilie como amantes – e buscou inspiração em seus vestidos, que traziam variações de motivos e cores. Klimt também desenhou vestidos para Flöge.

 

floge13
Os vestidos de Emilie Flöge traziam variações de motivos e cores

 

floge2
Emilie Flöge posa com vestido desenhado por Klimt

 

floge7
Retrato de Emilie Flöge – Gustav Klimt (1902)

 

Após a morte de Klimt, em 1918, Emilie Flöge herdou metade de seu patrimônio. A artista fechou seu ateliê de alta-costura em 1938, após a ascensão do nazismo na Europa, e passou a produzir em sua casa.

A parceria entre Klimt e Flöge foi retratada no romance The Painted Kiss (2005), de Elizabeth Hickey, e no filme biográfico Klimt (2006), com Emilie interpretada por Veronica Ferres e John Malkovich no papel-título.

 

Equipe Editorial2190 Posts

Os artigos assinados pela equipe editorial representam um conjunto de colaboradores que vão desde os editores da revista até os assessores de imprensa que sugeriram as pautas.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password