Vídeo

10 acidentes com obras de arte em museus e galeria

Assista ao vídeo no Canal Art Talks

Por Equipe Editorial - julho 10, 2024
20 0
Pinterest LinkedIn

Acidentes com obras de arte podem acontecer em qualquer lugar, seja em museus, galerias, feiras, ou locais públicos. Porém, existem algumas situações que, sem dúvidas, poderiam ter sido evitadas se algumas orientações básicas de visitações fossem respeitadas por visitantes.

No novo episódio do Canal Art Talks, no YouTube, você vai ver 10 acidentes onde pessoas destruíram obras de arte em museus e galerias pelo mundo.

1: Selfie desastrada faz dominó em instalação de Los Angeles

Numa galeria em Los Angeles, um visitante foi tirar uma selfie e derrubou uma instalação praticamente inteira com uma precisão tão impressionante que nem se ele quisesse, ele teria feito essa proeza.

A obra era uma instalação feita com vários pedestais brancos, em alturas variadas, cada um com uma escultura diferente, sustentando uma coroa no topo. E aí esse visitante atrapalhado fez praticamente um dominó com as obras e fez este estrago, digno de filme.

De acordo com o diretor da galeria, a selfie desastrada custou mais de 200 mil dólares em danos.

2: Garoto evita a própria queda, mas destrói tela de 350 anos

Um menino de 12 anos visitava tranquilamente um museu na China, quando sem querer tropeçou e pra não cair direto no chão, ele se apoiou em uma pintura de Paolo Porpora que vale 1,5 milhão de dólares. Para piorar a situação, o menino segurava um refrigerante na mão, e o copo simplesmente atravessou a tela.

A exposição se chamava “O Rosto de Leonardo, Imagens de um Gênio”, e o acidente provocou um buraco do tamanho de um punho na natureza morta de 350 anos.

Para a felicidade da família, os danos foram totalmente cobertos pelo seguro.

3: Homem se apoia sobre estátua de gesso

Durante sua visita em um museu italiano, um homem austríaco sentou em cima de uma estátua para que sua mulher tirasse uma foto dele. Não contente em sentar sobre a obra, ele ainda apoiou o cotovelo sobre a perna dela. Ao se levantar, ele logo percebeu que tinha quebrado o pé da estátua.
A obra, do século 19 do artista Antonio Canova, é um modelo fundido em gesso e não sustentou o peso do homem, se quebrando facilmente.

4: Família desrespeita cordão de isolamento em museu de vidro e quebra obra

Uma obra de arte exposta no Museu do Vidro de Xangai foi vítima da falta de noção de uma família que queria tirar fotos em frente à obra “Angel Is Waiting”. A peça, que retrata um par de asas de vidro, fica protegida por um cordão de isolamento que foi deliberadamente ultrapassado por duas crianças.

Nas imagens dá pra ver que os garotos brincam, dançam e fazem graça ali em frente a obra enquanto a família registra a cena, até que eles tocam em uma das asas, puxam, balançam, até que ela se quebra.

A peça estava exposta por um bom tempo, desde quando estreou no museu. E sabem o que a artista, chamada Shelly Xue, fez? Ao invés de reformar ou retirar a peça da exposição, ele mudou o nome da obra para “Broken” e deixou ela quebrada na parede e ainda adicionou o clipe do acidente ao seu lado.

5: Chinês curioso destrói relógio de pêndulo do século 18

Em 2006, no Museu de História de Cambridge, um visitante parece ter ficado tão encantado com um relógio de pêndulo do século 18, que depois de tirar algumas fotos, ele começou a mexer no relógio, puxou, balançou, até que a peça caiu da parede e se quebrou por completo.

6: O cachorro em forma de balão metalizado de Jeff Koons espatifa em feira de arte

Em 2019, um dos famosos cachorros em forma de balão metalizado do artista americano Jeff Koons foi pro chão depois que uma visitante tocou a obra enquanto passeava em uma feira. A escultura era feita de porcelana e estaria avaliada em cerca de 200 mil reais. Algumas testemunhas dizem ter visto a mulher tocar na escultura, que então escorregou do bloco expositor e caiu no chão.

A peça tinha seguro, e provavelmente foi o ponto alto do evento, já que todo mundo parou pra ver a obra espatifada no chão.

7: Estátua recém restaurada é vítima de turista irlandês embriagado

Em 2023 Uma estátua histórica em frente à Bolsa de Valores de Bruxelas, na Bélgica, foi danificada por um turista irlandês bêbado. O homem subiu nela para tirar uma foto e, ao descer, quebrou parte da obra.

A estátua fazia parte de um grande projeto de restauração, que durou três anos, para renovar o edifício de 150 anos.
A obra representava um leão e um homem segurando uma tocha. No vídeo dá para ver o turista sentado na estátua e ao descer, ele agarra o braço do homem e parece colocar todo o seu peso sobre ele.

A estátua precisou ser restaurada novamente e estima-se que o valor da restauração tenha custado 17 mil euros.

8: “O Sátiro Bêbado” com a perna quebrada na Itália

Em 2014, um estudante que visitava a Academia de Belas Artes em Milão, pulou no colo de uma estátua do século XIX para tirar uma foto, quebrando a perna no processo. A obra, do século 19, se chamava O Sátiro Bêbado ou Fauno Barberini.
O Fauno precisaria de uma intervenção cirúrgica séria para recuperar seu membro.

9: O tubo fonográfico de Thomas Edison quebra ao vivo na TV

Esse caso não aconteceu exatamente com uma obra de arte e nem mesmo dentro de um museu ou uma galeria, mas vale a pena trazer aqui pra nossa lista.
Durante um programa de TV, um cientista estava apresentando o tubo fonográfico criado por Thomas Edison. Este foi o primeiro aparelho da história desenvolvido para captação de som.

Enquanto o convidado apresenta o aparelho, afirmando que aquele é um dispositivo único no mundo, o objeto simplesmente se quebra em mil pedaços, ao vivo, deixando o cientista e o apresentador totalmente sem jeito. E aquilo que já era uma cena triste de se ver, se tornou ainda pior quando foi revelado que dentro do aparelho havia a única gravação de uma conversa entre Thomas Edison e o então presidente dos Estados Unidos, Benjamin Harrison que ocorreu em 1889.

De fato, quebra do aparelho não aconteceu por culpa do convidado, e sim, porque ele sofreu uma mudança muito brusca de temperatura.

10: Queda de parede destrói molduras de Dalí e Goya

Um grupo de jovens visitava um Centro Cultural na Rússia tirando selfies quando esbarraram em uma parede temporária, um tipo de divisória ali da exposição e essa parede quando caiu, bateu em duas de Salvador Dali e Francisco Goya.

As duas obras sofreram danos graves em suas molduras, mas felizmente as telas não foram atingidas.

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários