Arquitetura

Veja a influência da Escola Bauhaus nesses designs e arquiteturas

A escola, que vinha para revolucionar o período pós-guerra, propunha o desenvolvimento de produtos simples e funcionais

Por Equipe Editorial - julho 2, 2019
1031 0
Pinterest LinkedIn

Fundada na Alemanha, em 1919, pelo arquiteto Walter Gropius, a Bauhaus (“casa de construção”, em alemão) foi uma das mais importantes instituições de ensino de design, artes e arquitetura do mundo, além de ser a primeira escola de design da história.

Seu estilo de vanguarda é conhecido em todo o planeta e representa um marco para o design modernista, além de ter se tornado um dos mais influentes patrimônios do país. Seguindo a máxima de que a “forma segue a função”, a escola, que vinha para revolucionar o período pós-guerra, propunha o desenvolvimento de produtos simples e funcionais.

Em homenagem ao seu centenário, completados em abril desde ano, vários arquitetos e designers de interiores trouxeram para a 33.ª edição da CASACOR SP, que segue até o dia 04 de agosto no Jockey Club de São Paulo, as inspirações e técnicas da escola que influencia o design e a arquitetura mundial até os dias de hoje, bem como de seu mais expoente professor, Mies van der Rohe.

Pensada para um casal sem filhos que ama celebrar a vida e a arte, a Casa Fauno, de Léo Shehtman, tem 144m² e presta homenagem ao Fauno Barberini, figura da mitologia romana (apropriação do Sátiro na versão grega). Ao entrar no espaço, o visitante se depara com o exótico Mármore Nacarado que reveste uma parede e parece flutuar ao longo dos 18m de espelho d’água. Obras modernistas, como o Pavilhão de Barcelona projetado pelo arquiteto Mies van der Rohe, em 1929, também serviram de inspiração para este projeto – uma forma de homenagear o centenário da escola Bauhaus.

Bauhaus

Uma imersão na herança Bauhaus. Assim é o espaço de estreia do arquiteto catarinense Tufi Mousse. O lounge proporciona ao visitante um breve resgate ao imenso legado produzido pela escola, precursora do modernismo, e seus 100 anos de história completados este ano. A simplicidade na escolha dos materiais, cores e linhas puras marcam o espaço e materializam a célebre frase seu professor e coordenador Mies van der Rohe: “Menos é Mais”. O ambiente traz um grande painel feito em cerâmica pintada e queimada a 750°C para vitrificar a pintura, desenvolvido pelo artista plástico Fabrício Silva, que se inspirou na obra “Daddy’s Gone Girl”, do americano Eric Fischl.

Bauhaus

Também inspirada na pelo centenário da Bauhaus, a paisagista Clariça Lima preparou um jardim singular, que traz a pureza das formas geométricas. Embora um espaço de contemplação, o projeto antecipa uma área de apoio para um dos restaurantes da mostra, o Bistrô CASACOR. No lugar dos tradicionais decks de madeira, a profissional escolheu um revestimento metálico para o acabamento, dando um toque de modernidade. Um mix de vegetações tropicais, espécies pouco usuais, com texturas e volumes diversos e tocheiros de design autoral complementam o visual.

Bauhaus

Baseadas nas premissas de uma geração que busca por uma vida mais desprendida, altruísta e humanizada, Fernanda Tegacini, Fernanda Morais e Nathalia Mouco, sócias da Très Arquitetura, inspiraram-se nas linhas do pavilhão de Mies van der Rohe, em Barcelona, e criaram um espaço de 100 m², em formato de caixa de vidro, que engloba living, sala de jantar com uma pequena cozinha, terraço e uma suíte master.

Bauhaus

Linie é o termo em alemão para linha ou linhagem. A palavra também nomeia o ambiente de Patrícia Hagobian, também conceituado em cima do centenário da Bauhaus. O lounge não foi intitulado à toa: a escola ficou conhecida por seu espírito de coletividade, ao entender o ensino de artes como integrado e estimular os vínculos entre os alunos. Linha é, portanto, um símbolo para essa comunidade, enlaçada pelo mesmo ideal. Ainda em sintonia com a escola vanguardista, o tom lavanda do tapete foi extraído de uma obra de Kandinsky, artista plástico que atuou como professor na Bauhaus.

Bauhaus

Serviço

Quando

  • De 02 de julho até 04 de agosto
  • Terça a sábado: das 12h às 21h; Domingos e feriados: das 12h às 20h

Onde

  • Jockey Club de São Paulo – Avenida Lineu de Paula Machado, nº 1075 – Cidade Jardim

De terça a quinta-feira:

  • Ingresso inteiro: R$ 64,00/ Meia entrada: R$32,00

De sexta a domingo e feriados:

  • Ingresso inteiro: R$ 80,00/ Meia entrada: R$40,00

Valet: R$ 40,00

Classificação: Livre

Gratuidade: Crianças até 10 anos.

As vendas dos ingressos para São Paulo estão disponíveis no site: casacor.byinti.com

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários