arte do dia

Conheça os 15 maiores artistas vivos do mundo

Alguns inclusive já fizeram exposições no Brasil

Por Gabriel Magno - junho 27, 2019
2325 1
Pinterest LinkedIn

A arte é uma coisa subjetiva, é impossível dizer quem são os melhores artistas visuais. Por isso o Artref selecionou os mais reconhecidos no mundo para você ampliar o seu repertório. Aproveite!

15. David Hockney

O artista produziu o quadro mais caro já leiloado de um pintor vivo. Nascido em Bradford, Inglaterra, em 1937, ele frequentou a escola de arte em Londres antes de se mudar para Los Angeles na década de 1960. Lá, ele pintou suas famosas pinturas de piscina. … Ele continua a criar e exibir arte, e em 2011 ele foi eleito um dos artistas britânicos mais influentes do século XX.

David Hockney

14. Ed Ruscha

O artista pop Edward Ruscha nasceu em Nebraska e mudou-se para Los Angeles em 1956 para estudar no Instituto de Arte Chouinard, com a intenção de se tornar um artista comercial. Rapidamente reconhecido na década de 1960 como um representante do próspero movimento Pop Art e um sucessor da Geração Beat por suas colagens e peças baseadas em texto, o trabalho de Ruscha foi exibido no Ferus, Leo Castelli e Gagosian Galleries.

Ed Ruscha

13. Yayoi Kusama

Nascida em 22 de março de 1929, em Matsumoto no Japão, ela se descreve como “artista obsessiva”, conhecida por seu uso extensivo de bolinhas e por suas instalações infinitas. Ela empregou pintura, escultura, arte performática e instalações em uma variedade de estilos, incluindo Pop art e Minimalismo. Sua incrível exposição “Obsessão Infinita” mexeu com a cidade de São Paulo, em 2014, ao lotar o Instituto Tomie Ohtake de pessoas querendo ver suas obras.

Yayoi Kusama

12. Vik Muniz

Um artista multidisciplinar do Brooklyn e do Rio, Vik Muniz trabalhou com cientistas para apresentar séries muito inovadoras, desenhos microscópicos em grãos de areia e imagens feitas a partir de células bacterianas. Muniz também realizou exposições individuais no Museu de Arte de Tel Aviv, Santander Cultura no Porto e Long Museum em Xangai, e apresentou novos trabalhos fotográficos em “Album” na Sikkema Jenkins & Co. em Nova York e na Galeria Nara Roesler no Rio de Janeiro.

Vik Muniz

11. Richard Serra

Richard Serra é um americano do período expressionista pós-abstrato. Sua carreira começa no final dos anos 1960 dura até hoje. Seu trabalho desempenhou um papel importante no avanço da escultura abstrata moderna com influência do minimalismo. Seu trabalho atrai atenção para o potencial da escultura no sentido da experiência dos espectadores em termos físicos e visuais.

Richard Serra

As monumentais esculturas de aço de Richard Serra apresentadas na Galeria Gagosian este ano e foram levadas para o Qatar. Além de uma importante exposição individual no Alriwaq Doha Exhibition Space, incluindo sua mais alta instalação pública até então, Serra instalou “Leste-Oeste / Oeste-Leste” – quatro chapas de aço em pé – no deserto do Qatar.

10. Gerhard Richter

Gerhard nasceu em Dresden em 9 de fevereiro de 1932 e vem de uma família comum de classe média. Seu pai trabalhava como professor em uma escola secundária em Dresden e a mãe era uma vendedora de livros que gostava de tocar piano. Em uma entrevista com Robert Storr, Richter descreveu sua vida familiar como “simples, ordenada, estruturada – mãe tocando piano e pai ganhando dinheiro”.

Gerhard Richter

O artista realizou uma exposição no Museu Folkwang, em Essen, durante o outono de 1970. Isso ofereceu a Richter a oportunidade de apresentar algumas das fotografias, esboços e recortes de jornais e revistas que ele acumulara desde a década de 1960.

9. Takashi Murakami

Murakami é um artista multimídia japonês nascido em 1962. Ele fez um longa-metragem “Jellyfish Eyes” e um videoclipe com Pharrell. Recentemente agitou o mundo dos artistas com sua grande exposição na Galeria Gagosian em Nova York, onde, entre outras coisas, ele colocou réplica de um antigo portão budista na galeria Chelsea rodeado de telas tecnicolor e grotescos totens metálicos.

Takashi Murakami

8. Banksy

Acredita-se que tenha nascido em Bristol, Inglaterra, por volta de 1974. Ele ganhou proeminência por suas peças estampadas provocativas no final dos anos 90. Banksy é o tema de um documentário de 2010, “Exit Through the Gift Shop”, que examina a relação entre arte comercial e arte de rua.

Banksy

Rumores continuaram cercando a identidade anônima do artista, incluindo uma fraude em torno de uma prisão e um artigo no The Atlantic que propõe que ele poderia ser ela. Banksy produziu alguns trabalhos novos e incisivos no Reino Unido este ano, incluindo um mural perto da Sede de Comunicações do Governo da Grã-Bretanha e a obra Mobile Lovers em Bristol.

7. Damien Hirst

Em 2014, Damien Hirst provou que ele não precisa se reinventar. Voltou às investigações anteriores sobre narcóticos e produziu uma nova série de gravuras e edições na Paul Stolper Gallery, de Londres, apresentando pílulas gigantes em tons pastéis.

Damien Hirst

Ele também estreou novas paisagens urbanas feitas de bisturis e lâminas de barbear, que fizeram aparições internacionais em feiras de arte. Antes disso participou de um show no White Cube em São Paulo. Hirst também anunciou uma autobiografia, admitiu ter pouca lembrança de sua juventude e revelou planos para construir sua própria cidade litorânea na Inglaterra.

6. Marina Abramović

Marina Abramović, nasceu em 30 de novembro de 1946, Belgrado, na Iugoslávia, atual Sérvia. Se tornou uma das artistas performáticas mais conhecidas graças a seus trabalhos que testaram dramaticamente a resistência e as limitações de seu próprio corpo e mente.

Marina Abramović

Em Ritmo 10 (1973), por exemplo, ela esfaqueou os espaços entre os dedos com uma faca. Em Rhythm 0 (1974) ela permaneceu imóvel em uma sala por seis horas, junto com 72 objetos, entre eles uma rosa a uma arma carregada, que o público foi convidado a usar nela da maneira que quisesse. Essas peças provocaram controvérsias não apenas por sua periculosidade, mas também pela nudez ocasional de Abramović, que se tornaria um elemento regular de seu trabalho a partir de então.

5. Ai Weiwei

Ele é um artista contemporâneo e ativista chinês Nascido em 28 de agosto de 1957, em Pequim. Weiwei trabalhou com os arquitetos Herzog & de Meuron no Estádio Nacional de Pequim para as Olimpíadas de Verão de 2008. Como ativista, ele tem criticado abertamente a posição do governo chinês sobre democracia e direitos humanos.

Ai Weiwei artistas vivos

O artista denunciou o encobrimento do governo sobre as escolas de Sichuan (escolas de tofu-dreg) que desabaram durante o terremoto de Sichuan por terem sido construídas com material de má qualidade. Em 2011, após sua prisão no Aeroporto Internacional de Pequim, em 3 de abril, ele ficou 81 dias preso mesmo sem ser acusado. Posteriormente agentes do governo alegaram “crimes econômicos”. Também teve seu ateliê demolido sem prévio aviso onde perdeu diversas obras.

4. Jenny Saville

Em suas representações da forma humana, Jenny Saville transcende as fronteiras da figuração clássica e da abstração moderna. A tinta a óleo, aplicada em camadas pesadas, torna-se tão visceral quanto a própria carne, cada marca pintada mantendo uma vida flexível e móvel. À medida que Saville empurra, esfrega e raspa o pigmento sobre suas telas em larga escala, as distinções entre corpos vivos e que respiram e suas representações pintadas começam a desmoronar.

Jenny Saville artistas vivos

3. Cindy Sherman

Cindy Sherman (americana, nascida em 1954) é amplamente reconhecida como uma das artistas mais importantes e influentes da arte contemporânea. Ao longo de sua carreira, ela apresentou uma exploração eloquente e provocativa da construção da identidade contemporânea e da natureza da representação, extraída da oferta ilimitada de imagens de filmes, TV, revistas, internet e história da arte.

Cindy Sherman artistas vivos

Trabalhando como seu próprio modelo por mais de 30 anos, Sherman capturou-se em uma variedade de disfarces e personas que são divertidas e perturbadoras, desagradáveis e afetadas.

2. Andreas Gursky

Criador da fotografia mais cara já vendida, fato que o inclui na lista de maiores artistas vivos. Ele é conhecido por fotografar a partir da “visão de Deus”, expôs muitos trabalhos em 2014, fez exibições consecutivas nas principais galerias de Londres – White Cube e Sprüth Magers – uma exposição individual no Museu Nacional de Arte de Osaka, e obras apresentadas no The Armory Show, no Frieze New York e no grupo de Gagosian LA.

Andreas Gursky artistas vivos

1. Jeff Koons

Jeff Koons nasceu em York, Pensilvânia, em 1955. Ele estudou no Maryland Institute College of Art, em Baltimore, e no Art Institute de Chicago. Ele recebeu um BFA do Instituto de Maryland College of Art em 1976. Atualmente Koons vive e trabalha em Nova York e está entre os artistas mais raconhecidos no mundo.

Jeff Koons artistas vivos

Desde sua primeira exposição individual em 1980, o trabalho de Koons foi exibido em grandes galerias e instituições em todo o mundo. Seu trabalho foi tema de uma grande exposição organizada pelo Museu Whitney de Arte Americana, “Jeff Koons: Uma Retrospectiva” em 2014. O evento foi tão aclamado que foi levado ao Centre Pompidou Paris e ao Museu Guggenheim Bilbao e o coloca como um dos principais artistas da escultura do mundo.

Fontes:

Você gostaria de receber nossos e-books sobre o mercado de arte?

[sibwp_form id=1]

1
Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de
ligiatesta@gmail.com
Membro
ligiatesta@gmail.com

Super fã de suas matérias, vou passar a compartilhá-las em minha página, são super agregadoras de conhecimento! Parabéns, Paulo!!