O CCBB está agora no “Arts and Culture” do Google, veja aqui

0
652

Banco do Brasil firma parceria com Google Cultural Institute e disponibiliza exposições online

A parceria entre o Banco do Brasil e o Google Cultural Institute, lançada esta semana, possibilita que o mundo inteiro possa ver, de onde estiver e a qualquer hora, o acervo fixo e as exposições temporárias dos quatro Centros Culturais Banco do Brasil (CCBBs).

Por meio do aplicativo do Google Arts & Culture, disponível para Android e iOS, o usuário pode visualizar algumas exposições de sucesso realizadas nos Centros Culturais, além de visitas virtuais pelas instituições, passeios em realidade virtual e obras capturadas pela Art Camera do Google, um equipamento que registra imagens com uma qualidade incrível e permite que seus detalhes invisíveis sejam vistos a olho nu. Para tanto, basta fazer o download do App do Google Arts & Culture.

A ferramenta é um guia de museus do Brasil, da Europa, dos Estados Unidos e de outros países, com informações sobre grandes pinturas e pintores. No Brasil já são 15 instituições culturais parceiras e um total de 3,2 mil obras de arte, incluindo pinturas, esculturas e outras peças aclamadas pela crítica nos séculos XX e XXI.

Além de (re)conhecer as obras, o usuário também poderá visitar exposições, descobrir onde ocorre o evento mais próximo e navegar por dentro dos mais diversos museus e centros culturais, incluindo os CCBBs. E tudo isso pelo celular.

“A parceria está alinhada à estratégia do Banco de possibilitar uma experiência positiva e inovadora com a marca, além de reforçar a imagem da empresa que valoriza e investe no acesso e na formação cultural dos brasileiros”, comentou o diretor de Marketing e Comunicação, Alexandre  Alves.

O conteúdo de cada CCBB pode ser visto no Google Arts & Culture por meio dos seguintes endereços:

CCBB São Paulohttps://artsandculture.google.com/partner/ccbb-sao-paulo

CCBB Rio de Janeiro – https://artsandculture.google.com/partner/ccbb-rio

CCBB Brasília – https://artsandculture.google.com/partner/ccbb-brasilia

CCBB Belo Horizonte – https://artsandculture.google.com/partner/ccbb-bh

 

Confira algumas exposições do CCBB disponíveis no App

CCBB São Paulo

– O tradicional File – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, inaugurou uma modalidade inédita no CCBB SP no período de julho a setembro de 2017, o File Solo, com a exposição “Lawrence Malstaf – A poética da imersão”. Nela, o artista belga explora a relação entre tecnologia e criatividade. Dentre as obras, está a impactante “Shrink”, que consiste em duas grandes folhas de plástico transparente e onde o corpo do performer é embalado à vácuo.

Outro destaque da mostra é o trabalho “Nemo Observatorium”. Nesta obra, o visitante entra em um ambiente cilíndrico transparente, senta-se em uma cadeira e o entorno começa a girar. Partículas brancas começam a rodar em alta velocidade, criando no visitante a sensação de estar no centro de um tornado. Enquanto isso, os visitantes do lado de fora contemplam o espetáculo.

– Exposição O Corpo é a Casa, do artista austríaco Erwin Wurm, que ocupou o CCBB SP entre janeiro e abril de 2017 e trouxe ao país o artista contemporâneo austríaco Erwin Wurm. Objetos comuns do dia a dia são transformados e ganham aspectos distorcidos e expandidos. A experiência das obras de Wurm extrai do espectador deleite e senso de humor, além de criticar a sociedade de consumo. Obras como a “Casa Gorda”, “O artista que engoliu o mundo” e “Mr. Mutt” compõem a mostra.

 

CCBB Rio de Janeiro

– Exposição Los Carpinteros: composta por mais de 70 obras, a maior exposição já montada pelo coletivo cubano apresenta três eixos temáticos: objeto do ofício, objeto possuído e espaço-objeto. Por meio da utilização criativa da arquitetura, da escultura e do design, os artistas exploram o choque entre função e objeto com uma forte crítica e apelo social de cunho sagaz e bem-humorado. O público poderá acompanhar todas as fases do coletivo, desde a década de 1990 até obras inéditas, feitas especialmente para esta exposição.

– Exposição Palatnik: a obra de Abraham Palatnik (1928) caracteriza-se por uma qualidade inegável: permite não só observar as passagens do moderno ao contemporâneo, mas também reconhecer uma das primeiras associações entre arte e tecnologia no mundo. Esta exposição retrospectiva ultrapassa os limites da pintura e da escultura modernas, intenção que o artista manifestou claramente em obras como “Aparelhos Cinecromáticos”, “Objetos Cinéticos” e em suas pinturas, quando passou a promover experiências que implicam uma nova consciência do corpo.

 

CCBB Brasília

– Visita ao acervo do Museu Banco do Brasil, inaugurado em outubro de 2016, com 50 obras à disposição dos internautas, que poderão explorar o conteúdo através de tour virtual 360º, com a ferramenta Google Street View, e da exposição virtual que exibe, com riqueza de detalhes, trabalhos de importantes artistas brasileiros como Candido Portinari, Di Cavalcanti, Oscar Niemeyer, Carlos Scliar e Djanira, dentre outros.

– Exposição O Corpo é a Casa, do artista austríaco Erwin Wurm, que ficou em exibição no CCBB Brasília de abril a junho de 2017. Trabalhos das séries “O artista que engoliu o mundo”, “Esculturas de um minuto”, “Dentro de casa” e “Comida” compõem a coleção.

– Imagens do Centro Cultural. O espaço está localizado no Edifício Tancredo Neves, projeto do renomado arquiteto Oscar Niemeyer. As imagens do harmonioso conjunto arquitetônico, que possui uma área construída de aproximadamente 20.551m2, apresentam a estrutura do CCBB, que possui cinema, teatro, um bistrô, cafés, galerias de arte e aconchegantes jardins que convidam os visitantes a conhecê-los pessoalmente.

 

CCBB Belo Horizonte

– Com a ajuda do Street View, os visitantes poderão percorrer virtualmente o CCBB BH, instalado em um edifício de 1930, que foi restaurado em 2009, e conta com seis andares em 12000 m² de área construída, dos quais 8.000 m² estão ocupados. O prédio tem um teatro com capacidade para 264 pessoas, sala multiuso para audiovisual, uma livraria, duas cafeterias, como também grandes galerias para exposições, além de duas salas de exposições permanentes: o Salão Nobre e a Sala do Secretário foram montadas com móveis de época para resgatar a história do edifício e conservar a memória da cidade de Belo Horizonte.

Exposição Ex Africa, a maior e mais importante mostra de arte contemporânea de artistas africanos já realizada no Brasil. Nesta exposição estão as obras de 18 artistas, vindos de oito países da África, que revelam a riqueza da diversidade da arte de seu continente, por meio de diferentes recortes: performances, música, instalações, fotografias, videoarte, pinturas.

– Os internautas também poderão conferir as obras da exposição “O Corpo é a Casa”, de Erwin Wurm, que propõe o deslocamento de objetos cotidianos para o campo da arte. Casas, carros e sofás ganham formas diversas e convidam o público a interagir e, como coprodutores das obras, participar de performances e interações em tempo real.

Artigo anteriorA Inauguração da exposição de Takesada Matsutani na Japan House
Próximo artigoAs mulheres no Art Battle Brasil
Estudou cinema na NTFS( UK), Administração de Empresas na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil desde então. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil: Um local para unir pessoas com um mesmo interesse, a arte contemporânea. Faz o contato e organiza encontros com os curadores, artistas e colecionadores que representam o conteúdo do qual falamos no Arte Ref

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here