Antônio Poteiro

português, 1925-2010
Antonio Poteiro

Antônio Batista de Souza nasceu em Santa Cristina Da Pousa, Província do Minho/Portugal, no dia 10 de outubro de 1925). Poteiro é autodidata. Escultor, pintor e ceramista, o artista é filho do ceramista português Américo Batista de Souza.

Chegou no Brasil ainda criança. Morou em São Paulo, Minas Gerais e radicou-se em Goiânia. Ganhou a vida com a fabricação de cerâmica utilitária (de onde surgiu seu sobrenome “artístico” Poteiro), fazendo máscaras e bonecos (estimulado por seu professor Antônio de Melo) e orientado pela pintora e folclorista Regina Lacerda, começou a assinar suas obras.

Depois de algum tempo, seus potes adquiriram condições de autênticas esculturas em cerâmica. Da simplicidade de meros recipientes caseiros, seus trabalhos transformaram-se em objetos complexos e ornamentados, mostrando uma fantástica imaginação e excelente domínio da técnica.

Incentivado por Siron Franco e Cléber Gouvêia começou a pintar e transportou os elementos usados em suas peças de cerâmica para a tela. Por ter participado de um grande número de exposições internacionais, é um dos mais conhecidos e apreciados artistas brasileiros no exterior.

Vem realizando, desde 1976, exposições individuais e coletivas por todo o Brasil e por inúmeros países. Antônio Poteiro morava em Goiânia (Goiás), onde se localiza seu ateliê, ou melhor, seu mundo-de-ideias.

Nenhum artigo sobre esse artista no momento.