Contemporary art

What are Parangolés?

Por Paulo Varella - novembro 9, 2021
363 0
Pinterest LinkedIn

Parangolés, by Brazilian artist Hélio Oiticica, are a set of works that were born from “a vital need for Disintellectualization, intellectual disinhibition, the need for free expression”.

Parangolé is a kind of cover that you wear, with texts, photos, colors and that serves as a multisensory-action-work.

“The objective is to give the public the chance to change from being a spectator, an outsider, to being a participant in the creative activity”. Parangolé is “anti-art par excellence”, you cannot go to a Parangolés exhibition, the spectator wears the work and the work comes to life through him, it is the capacity for self-creation, for the expansion of sensations and disruption.

The Parangolés presuppose a transformation in the artist’s conception, who is no longer the creator of objects for passive contemplation and becomes an incentive for creation by the public.

At the same time, they propose a transformation in the spectator, given that the work only happens with their participation.

It is about displacing art from the intellectual and rational sphere to the sphere of creation, of participation.


Video about the Parangolés and the work of Hélio Oiticica

https://youtube.com/watch?v=RCEC8Rn8N8U%3Ffeature%3Doembed

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Estudou cinema na NFTS (UK), administração na FGV e química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil nos anos seguintes. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo, pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil. Paulo dirigiu 3 galerias de arte e hoje se dedica a ajudar artistas, galeristas e colecionadores a melhorarem o acesso no mercado internacional.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários