Exposições e Eventos

MASP escola oferece quatro cursos de estudos críticos em maio

As aulas refletem sobre temas como o papel dos museus na criação da memória, os desafios e possibilidades do neoliberalismo, a relação entre moda e arte e maneiras de analisar obras de arte

Por Equipe Editorial - abril 22, 2024
32 0
Pinterest LinkedIn

O MASP Escola apresenta, em maio de 2024, quatro cursos organizados pelo MASP Escola. São eles: Museus e dever de memória: como confrontar histórias difíceis?, com David Ribeiro; Viver nas ruínas do neoliberalismo: desafios e possibilidades, com Jainara Oliveira; Roupa de artista: diálogos entre moda e arte, com Brunno Almeida Maia, e Laboratório de Observação, com Juliana Ferrari Guide.

Os cursos fazem parte do módulo de Estudos críticos, que tem como objetivo ser um espaço de debate sobre os encontros entre a arte e as questões políticas e sociais de relevância na atualidade. As aulas também transitam pelos ciclos temáticos do programa de exposições do museu a cada ano. A matrícula pode ser feita de maneira independente em cada um dos cursos.

Todos os cursos do MASP Escola oferecem bolsas de estudo e descontos para professores da rede pública em qualquer nível de ensino mediante processo seletivo, além de 15% de desconto para Amigo MASP. As aulas serão ministradas por meio de uma plataforma de ensino ao vivo. O link será compartilhado com os participantes após a inscrição. Os cursos serão gravados e cada aula ficará disponível aos alunos durante cinco dias após a realização da mesma. Os certificados de todos os cursos serão emitidos para aqueles que completarem 75% de presença.

Confira a programação completa do MASP Escola

Museus e dever de memória: como confrontar histórias difíceis?
Com David Ribeiro
2 — 30.5.2024 | Quintas, 19h às 21h
Online (5 aulas)

Que papel os museus podem desempenhar no esforço coletivo de não deixar histórias difíceis caírem no esquecimento? Mais do que isso, o que os museus devem fazer para abordar essas histórias e confrontar as permanências que tornam esse passado uma presença constante especialmente no cotidiano de grupos sociais minorizados, como as populações negras e indígenas, as mulheres e as pessoas LGBTQIA+?

Tendo como referência as histórias da escravidão, das dominações coloniais, dos genocídios e das violações passadas e presentes aos direitos humanos e sociais, o curso aborda experiências museais locais ou de fora do Brasil para responder a essas questões, enfatizando práticas curatoriais, artísticas, educacionais e científicas. Algumas das instituições e lugares de memória e consciência internacionais que serão discutidos são o Museu Real da África Central, inaugurado na Bélgica no final do século 19; o Museu Internacional da Escravidão, criado em Liverpool em 2007; o museu alemão Topografia do Terror, construído sobre as ruínas da Gestapo e inaugurado em 2010 e a antiga cadeia feminina de Johanesburgo. Do contexto local, serão analisados museus como o Memorial da Resistência, o Museu Afro Brasil Emanoel Araújo, o Museu do Ipiranga e o próprio MASP.

Investimento:
Público geral 5X R$ 54
Amigo MASP 5X R$ 45,90
Inscrições aqui


Viver nas ruínas do neoliberalismo: desafios e possibilidades
Com Jainara Oliveira e Chiara Albino (conferencista)
8.5 — 26.6.2024 | Quartas, 19h às 21h30
Online (8 aulas)

As aulas partem da seguinte pergunta: pode-se viver bem em um mundo em ruínas? Ao fazer essa questão, é possível se deparar com uma paisagem complexa e perturbadora: trata-se de um mundo em que as condições de precarização da vida arruinam modos de relações e colocam as pessoas diante do desafio de abrirem-se para a possibilidade de viver o presente sem, contudo, se submeter ao desespero e à indiferença. Mas o que resta deste mundo, afinal? Ao vasculhar essas ruínas, observa-se como a forma de vida neoliberal tem produzido uma maneira específica de vivenciar a felicidade e o sofrimento.

Nas sociedades capitalistas avançadas, o neoliberalismo tem sido encarado como um sistema normativo que define novos processos de constituição de sujeitos, de sociedades e de Estados. Nesse sentido, este curso se fundamenta no traço histórico de um mundo em que as marcas do processo de consolidação do neoliberalismo como um sistema normativo tornaram-se nítidas. Parte-se aqui da premissa de que, ao vasculhar as ruínas do neoliberalismo, pode-se refletir sobre como elas constituem os modos de ser no mundo e as formas como as pessoas relacionam-se com si mesmos e com os outros. Viver nas ruínas do neoliberalismo também possibilita elaborar respostas críticas comuns às atuais condições de existência e criar maneiras de existir que não sejam estruturadas apenas pela distribuição desigual das perdas, da vulnerabilidade, da precariedade e da despossessão, mas também por condições possíveis de vida que possam ser suportadas e apoiadas socialmente. Isso implica discutir criticamente os modos como a forma de vida neoliberal reforça a responsabilidade pela felicidade e pelo sofrimento individuais.

Investimento:
Público geral 5X R$ 86,40
Amigo MASP 5X R$ 73,44
Inscrições aqui


Roupa de artista: diálogos entre moda e arte
Com Brunno Almeida Maia
9 — 25.5.2024 | Quintas e sábados, 19h às 21h30
Online, com última aula presencial (4 aulas)

Por ocasião da exposição Arte na moda: MASP Renner, o curso tem como objetivo expor e discutir o conceito moderno de moda, relacionando-o com as noções de arte na modernidade e no modernismo. A partir de vasta bibliografia filosófica, sociológica, historiográfica e iconográfica, analisa as relações entre a moda, a arte e o design presentes nos trabalhos de movimentos e artistas que pertenceram às vanguardas modernistas do século 20.

Neste aspecto, os modernistas propunham a diluição das fronteiras existentes nas linguagens artísticas pela criação da “roupa de artista”, isto é, a criação de vestuários a partir do conteúdo estético-político de seus movimentos. Estas vanguardas intencionavam aproximar o corpo-vestido da pintura, da escultura, da literatura e da arquitetura. Esta relação é evidenciada em trabalhos como os estudos de pintura fauvista de Raoul Dufy que se tornavam estampas para a maison Paul Poiret; os vestidos de Robert e Sonia Delaunay que teciam verdadeiros poemas-têxteis no corpo; o Futurismo italiano, e as ideias da arquitetura que contornavam as formas das vestimentas, e, o surrealismo francês pela transposição das esculturas e pinturas de Dalí, que deslocavam oniricamente os objetos-vestíveis propostos pela costureira Elsa Schiaparelli. Todas elas eram capazes de expressar, enquanto linguagem não-verbal da vestimenta, a experiência interior do sujeito moderno. No último encontro, os alunos terão aula com visita guiada pela exposição Arte na moda: MASP Renner, conduzida pelo docente.

Investimento:
Público geral 5X R$ 54
Amigo MASP 5X R$ 45,90
Inscrições aqui


Laboratório de Observação
Com Juliana Ferrari Guide
23.5 — 20.6.2024 | Quintas, 19h às 21h
Online, com última aula presencial (5 aulas)

Há diversas maneiras de se experimentar ou acessar uma obra de arte. Sem a intenção de esgotar o tema, o curso propõe quatro encontros em que, partindo do acervo do MASP, direciona a atenção para aspectos formais da pintura e da escultura, e para as escolhas que resultaram na maneira em que são exibidas em diferentes instituições e períodos. No início do curso, os participantes serão convidados a realizar, por conta própria, uma visita ao Acervo em Transformação, com foco em um grupo de obras previamente selecionadas. As aulas expositivas se iniciarão com uma introdução a alguns elementos da forma, como linha, cor, luz, espaço e composição. Depois disso, serão feitos alguns apontamentos sobre técnica, e propõe-se a discussão de forma geral sobre os processos necessários para que as obras cheguem ao público: seleção de obras, expografia, constituição de acervos e procedimentos de conservação. Após as aulas expositivas, o percurso será finalizado com uma imersão no Acervo em Transformação do MASP, tendo como objetivo consolidar as discussões feitas nos encontros e possibilitar aos participantes um momento de reflexão acerca de sua fruição das obras neste processo.

Investimento:
Público geral 5X R$ 57,60
Amigo MASP 5X R$ 48,96
Inscrições aqui

Leia também: Fórum da ONU inaugura exposição brasileira “Atlântico Vermelho”

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários