Fotografia

Longe daqui

Por Paulo Varella - julho 17, 2012
2059 0
Pinterest LinkedIn

Quem é o artista? Leonardo Remor
O que vai ter na exposição?
Fotografias feitas com uma câmera antiga
Quantas obras serão expostas?
60 imagens
Até quando?
19 de agosto

LEONARDO REMOR EXPÕE NA GALERIA DOS ARCOS

A Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia da Secretaria Municipal da Cultura inaugura a exposição Longe Daqui, de Leonardo Remor, que ocupará a Galeria dos Arcos (no andar térreo da Usina do Gasômetro) até o dia 19 de agosto.  São 60 imagens, dispostas em oito corredores, capturadas com uma antiga câmera Rolleiflex. Fotografias colhidas pelo artista ao longo dos últimos quatro anos, que compõem uma espécie de diário imagético. Registros de viagens, caminhos e encontros. Lugares, pessoas e intimidade.

Leonardo Remor é fotógrafo e diretor de cinema. Nasceu em 1987, em Ipiranga do Sul, interior do estado. Estudou Realização Audiovisual na UNISINOS, de 2005 a 2008.  Atualmente vive e trabalha em Porto Alegre.

Foi Diretor de Arte de vários filmes, dentre eles, Diga para minha família que eu estou preso e vou voltar em um ano (2010), Pelúcia (2008), Vagamente (2008), Geni (2008), Notícias de um seqüestro (2008), etc. Seu filme Sobre um dia qualquer (2008), em que foi responsável pelo Roteiro, Direção e Animação recebeu diversas premiações como Melhor filme no 2º MIAU; Melhor diretor, melhor atriz, melhor direção de fotografia, melhor direção de arte e melhor montagem no 37° Festival de Cinema de Gramado; Diretor Revelação no 2° IGUACINE; Melhor filme e melhor direção de arte no Primeiro Plano 2009; Melhor curta de ficção, melhor diretor, melhor direção de fotografia e melhor direção de arte no 8º Santa Maria Vídeo e Cinema; Melhor filme e melhor roteiro no 3° Curta Taquary.

Abaixo, texto de Bernardo José de Souza, Coordenador de Cinema, Vídeo e Fotografia da SMC, sobre o trabalho do artista:

No Tempo da Delicadeza

 

Imagens que ganham corpo, que viram bloco, se tornam pedra. Contornos que se esmaecem, perdendo o foco, estourando o grão. O fio da memória que corre o filme, margeia a alma, encontra a mão: click!

Os mapeamentos visuais de Leonardo Remor são registros afetivos de um mundo que foi sem jamais ter sido. Sequências que beiram abstrações mentais, cenas de um sonho, suas fotografias revelam um tempo que houve mas nunca chegou. Como quimeras, elas se adensam na memória e se perdem no espaço; depois retornam, repousam na retina, plasmam no celulóide.

Nos seus passeios nostálgicos pelos quintais da infância, pelas paisagens bucólicas, pelos picos nevados ou pela beira da praia, o artista encontra a natureza morta, que encontra o pássaro, que encontra o mar.

Ao longo dos corredores da Galeria, através dos seus arcos, por entre os lençóis, Leonardo vai perdendo as lembranças, se desprendendo da história, abandonando suas roupas e virando um fantasma com a sua Rolleiflex.

Bernardo José de Souza

Coordenador de Cinema, Vídeo e Fotografia da SMC


Abertura dia 19 de julho, às 19h

 

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Artigo anterior
Próximo artigo

Estudou cinema na NFTS (UK), administração na FGV e química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil nos anos seguintes. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo, pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil. Paulo dirigiu 3 galerias de arte e hoje se dedica a ajudar artistas, galeristas e colecionadores a melhorarem o acesso no mercado internacional.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários