Gente de Arte

Manabu Mabe, principais obras e curiosidades

O artista possui obras nos Museus de Arte Contemporânea de SP, de Arte Moderna do RJ, de Arte Contemporânea de Boston e de Belas Artes de Dallas, entre outros.

Por Equipe Editorial - setembro 18, 2019
1197 0
Pinterest LinkedIn

Manabu Mabe foi um pintor, desenhista e tapeceiro japonês naturalizado no Brasil. Chegou ao país no navio La Plata Maru para trabalhar nas plantações cafeeiras de Lins, no interior de São Paulo. Com este começo de vida é fácil perceber que sua iniciação artística foi de superação da realidade pobre que vivia.

Seu primeiro ateliê foi improvisado no meio de uma lavoura onde que pintava naturezas-mortas e paisagens. Como trabalhava com a terra só podia pintar nos dias de chuva. Sua estreia acontece no final dos anos 1940 numa exposição individual de quadros abstratos onde misturava letras japonesas com manchas.

Em 1949 já mostrava trabalhos no Salão Nacional de Arte Moderna no Rio de Janeiro.

Caligrafia Japonesa

Em São Paulo ele conheceu o pintor Tikashi Fukushima . Ambos foram responsáveis pela popularização do abstracionismo no Brasil.

Manabu Também admirava muito o trabalho de Tadashi Kaminagai e já foi comparado a Tomie Ohtake em sua fase madura.

Cecília França Lourenço, autora do livro Vida e Arte dos Japoneses no Brasil, comenta que pintores orientais se identificam mais com o gesto, a mancha e as pesquisas formais.

Veja a entrevista que a autora fez com o pintor em 1995.


Sem Título. Manabu Mabe.

Veja aqui 10 curiosidades sobre Manabu Mabe

1 – Em 1956, participa da Bienal de Arte do Japão e, em 1959, obtém o prêmio de melhor pintor nacional da quinta Bienal de São Paulo.

Sem Título

2 – Foi premiado na segunda Bienal Internacional de São Paulo (1953), onde são aceitos só dois artistas nipo-brasileiros, Mabe e Tadashi Kaminagai.

Sem Título Manabu Mabe

3 – Um fato triste e curioso foi a perda de 53 obras que desapareceram junto com um avião da Varig que estava saindo de Tóquio. Ele refez algumas dessas imagens, o conjunto perdido que somava o valor de US$ 1,24 milhão.

Sem Título Manabu Mabe

4 – Ele fez uma retrospectiva no Museu de Arte de São Paulo em 1986.

Sem Título Manabu Mabe

5 – O artista criou um livro com 156 reproduções de suas pinturas com textos em português, inglês e japonês.

Sem Título Manabu Mabe

6 – Ele participou na vinheta da extinta Rede Manchete de televisão em 1997.

veja o vídeo em que Mabe participa da pintura do logo da Manchete
Sem Título Manabu Mabe

7 – Mabe morre em 1997 por problemas decorrentes de um transplante de rim e complicações por conta da sua diabetes.

Sem Título Manabu Mabe

8 – Ele escreveu, em 1995, sua biografia em pedaços publicados uma vez por semana no jornal Nihon Keizai Shinbum, de Kumamoto, do local onde nasceu.

Sem Título Manabu Mabe

9 – Suas obras encontram-se nos Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, de Arte Moderna do Rio de Janeiro, de Arte Contemporânea de Boston e de Belas Artes de Dallas, entre outros.

Sem Título Manabu Mabe

10 – Mabe e Tomie receberam críticas poR pintarem de maneira contida e não expressarem emoções fortes em seus quadros.

Sem Título

Veja também


Você quer receber e-books, informações sobre cursos, palestras e mercado de arte?

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de