A arte roubada do Teatro Silva

0
2780

Teatro Silva – arte e horta – Ajude ou vamos passar fome de arte.

No dia 17 de novembro, o local de armazenamento do projeto foi invadido e roubado uma média de 5 mil reais em materiais, inviabilizando as próximas atividades.

A arte foi roubada

Na verdade o Baal Demary foi roubado, mas confundo ele com a arte, ao menos a arte como ela deveria ser: adorável, incorruptível, democrática, transformadora.
Eu acompanho o trabalho de Baal faz 8 anos, e confesso que sempre tive medo dele fazer sucesso por que ele é brilhante nas margens onde sempre esteve, ali na periferia de São Paulo é o trabalho e a vida dele.

Sem intermediários, o amor é unica corda que o ajuda a unir os jovens às artes então toda ajuda à ele, precisa ser completamente desinteressada, humana… Sejamos todos o Théo do Vincent… imaginem o que este pintaria se ele tivesse vários irmãos?

Eu me considero uma dessas irmãs, que o ouvi, contemplei sua genial loucura e tentei pegar um pouco pra mim, desse um pouco, eu distribuo por aí, e esses outros mais um pouco, essa é a riqueza dele, é esse o momento dessa riqueza invisível que ele construiu ficar visível perante os olhos dele, é o pouco que podemos fazer para agradecer… sim, agradecer… precisamos agradecem à existência de pessoas que amam a arte como o Baal.

Quantos jovens da periferia de São Paulo já aprenderam teatro através do Teatro Silva? O que esses jovens fizeram com essa informação? Que mundo é esse em que uma pessoa que constrói projetos baseados em valores límpidos, honestos, engrandecedores, particulares, fica à mercê da própria sorte?

O Brasil é tão rico de artes, e nele a gente vira às costas pra um Van Gogh por dia! Abaixo a explicação do que é o projeto, e por fim o link de colaboração.

Teatro Silva – arte e horta

Ajude ou vamos passar fome de arte.

Chegando a nove anos de existência e bastante experiência técnica e artística, obtida através dos anos, a partir das diversas iniciativas artísticas na periferia da cidade deSão Paulo transformamos em prática, administrar e levar a cabo todos os projetos,produzindo-os e executando-os conforme os compromissos assumidos junto ao poder público e outras instituições.

  • Mantemos duas turmas de alunos em uma escola pública
  • Estamos criando um espetáculo de rua
  • Mantemos uma horta comunitária de 2000m2
  • Realizamos um evento público mensal gratuito, sobre Arte e Cultura

As aulas de teatro gratuita fazem parte da própria existência do TeatroSilva. Nodecorrer do percurso do TeatroSilva, mais de 200 alunos já fizeram parte das aulas deteatro gratuitas.
Poder elaborar e executar este projeto, estimulando discussões e diálogos entreprodução artística, contribuirá para uma possível re-significação do fazer teatral,não mais enquanto produto por necessitar da “caixa preta”, mas como escolhadentre outras possibilidades de manifestação e expressão teatral, cultural eartística.

O TeatroSilva, como parte de suas atividades de formação, está reestruturando uma horta coletiva, no espaço do Hortão da Casa Verde, na Zona Norte de São Paulo. Com parceiros, amigos e integrantes do teatro. No local, o teatro está preparando um projeto de criação de um experimento/espetáculo.

Os recursos obtidos com as doações serão utilizado para despesas de transporte e alimentação básica nas atividades externas, manutenção do espaço da horta e dos equipamentos do teatro. Aquisição de material gráfico informativo (cartazes e folhetos) compra de material de limpeza e de consumo.

Algumas curiosidades:

  • TeatroSilva não é o sobrenome de alguém do grupo, é uma homenagem ao povo, representado pelo sobrenome mais popular do Brasil. Silva é um método, um jeito de fazer.
  • O slogan do TeatroSilva é “Somos, fazendo”, uma alusão à Filosofia existencialista de Sartre.

Não é o Teatro Silva que necessita de nossa ajuda, nós necessitamos da ajuda dele, segue então o link para viabilizar essa mundança:

https://apoia.se/teatrosilva no FB: https://www.facebook.com/teatrosilva/ https://www.facebook.com/BaalDemary

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here