Prêmio

Cildo Meireles vence o maior prêmio europeu de arte

Por Equipe Editorial - julho 18, 2023
367 0
Pinterest LinkedIn

Cildo Meireles, artista brasileiro de grande renome mundial, é o vencedor do Prêmio Roswitha Haftmann, o prêmio de arte europeu com a maior bolsa em dinheiro do continente. Assim, ele receberá 150.000 francos suíços, ou pouco mais de US$ 174.000.

O prêmio leva o nome de Roswitha Haftmann, uma negociante suíça cuja galeria em Zurique funcionou até sua morte em 1998. O prêmio, agora facilitado por sua fundação, é concedido regularmente a artistas vivos.

Os premiados tendem a ser artistas já conhecidos. Gülsün Karamustafa, o mais recente vencedor, em 2021, acaba de ser anunciado para participar do Pavilhão da Turquia na Bienal de Veneza de 2024; a vencedora de 2019, Valie Export, é considerada uma das artistas feministas mais importantes de todos os tempos. Outros vencedores anteriores incluem Cindy Sherman, Pierre Huyghe e Maria Lassnig.

Cildo Meireles

Meireles, nascido em 1948 no Rio de Janeiro e ainda morando lá, é o primeiro artista latino-americano a ganhar o prêmio em seus 22 anos de história.

Ele é mais conhecido por projetos como “Inserções em Circuitos Ideológicos”, uma série de obras escultóricas da década de 1970 em que Meireles criou objetos que lembravam garrafas de Coca-Cola, cédulas e muito mais, com a única diferença de que suas versões continham anti- mensagens capitalistas e anticolonialistas. Essas obras e muitas outras dele são explicitamente críticas ao Brasil e seus políticos.

Nas décadas seguintes, Meireles criou instalações escultóricas de grande porte, entre elas Babel (2001), uma torre de televisores que transmitem a programação de vários canais em diferentes idiomas.

O júri

O vencedor do Prêmio é escolhido pelo Conselho da Fundação, que inclui diretores do Kunstmuseum Bern, do Kunstmuseum Basel, do Museum Ludwig em Colônia e do Kunsthaus Zürich. Outros membros são cooptados pelo Conselho, garantindo a diversidade de perspectivas no processo de seleção.

Cildo Meireles é o 21º ganhador deste prestigioso prêmio, juntando-se a uma lista ilustre de vencedores anteriores, que inclui nomes como Walter De Maria, Maria Lassnig, Robert Ryman, Cindy Sherman, Robert Frank e Valie Export.

Yilmaz Dziewior, diretor do Museu Ludwig em Colônia e membro do conselho da Fundação Roswitha Haftmann, disse em um comunicado: “O júri ficou impressionado com o talento excepcional do artista em envolver seu público intelectual e emocionalmente com obras politicamente carregadas e esteticamente fascinantes.”

A premiação

A cerimônia de premiação está marcada para o dia 22 de setembro de 2023, no Kunsthaus Zürich, e contará com a presença apenas de convidados. Será um momento de celebração e reconhecimento do talento e contribuição significativa de Cildo Meireles para a arte contemporânea.

Com informações de ARTNews.

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários