Arte digital

Britânico usa inteligência artificial para criar selfies de figuras históricas

Por Thais de Albuquerque - abril 4, 2023
571 0
Pinterest LinkedIn

A inteligência artificial e suas infinitas possibilidades vêm ganhando mais atenção a cada dia. A chamada IA (inteligência artificial) ou AI (artificial intelligence) permite que sistemas simulem uma inteligência similar à humana. Para isso, ferramentas de geração de imagens, vídeos, vozes e textos estão disponíveis ao público de forma gratuita e se popularizando mundo afora.

O britânico Duncan Thomsen recriou imagens de fatos e personagens históricos como uma reunião entre povos pré-históricos, a corte de Cleópatra e a Última Ceia, além de produzir selfies “tiradas” por Henrique VIII, Rainha Elizabeth I e soldados em Agincourt.

Inteligência artificial
Povo pré-histórico. Crédito: Duncan Thomsen
Inteligência artificial
A corte de Cleópatra. Crédito: Duncan Thomsen
Inteligência artificial
A Última Ceia. Crédito: Duncan Thomsen
Inteligência artificial
Henrique VIII. Crédito: Duncan Thomsen
Inteligência artificial
Rainha Elizabeth I . Crédito: Duncan Thomsen
Inteligência artificial
Soldados em Agincourt. Crédito: Duncan Thomsen

Todas essas cenas foram criadas por meio de inteligência artificial, mais especificamente, a ferramenta Midjourney que, a partir de comandos enviados pelos usuários, é capaz de produzir composições utilizando bilhões de imagens disponíveis na internet.

Apesar da iniciativa ser criativa e o resultado muito divertido, as imagens renderam inúmeras reações a respeito das características físicas desses personagens, principalmente de Jesus e seus apóstolos. “Jesus europeu branco de olhos azuis?” está entre os principais comentários nas redes sociais.

Fato é que o assunto da inteligência artificial vem ganhando cada vez mais força na internet, já que o acesso às ferramentas é livre e a forma como elas são utilizadas possuem pouca “vigilância”, até o momento. Isso significa que ao mesmo tempo que os programas de criação de imagens podem ser uma excelente ferramenta criativa, inspiradora e divertida, ela pode, também, ser uma grande colaboradora para a disseminação de notícias falsas.

O que é inteligência artificial e como ela funciona?

De modo resumido, a IA permite que sistemas criem conteúdos e/ou tomem decisões apoiados em dados digitais. O benefício é que a tecnologia pode se somar à capacidade racional do ser humano e potencializar nossa performance. Economistas chamam isso de quarta revolução industrial, marcada pela convergência de tecnologias digitais, físicas e biológicas.

A parte não tão boa é a forma como essa tecnologia será empregada. Numa sociedade atualmente marcada pela disseminação de fake news, a IA pode colaborar com a desinformação, a fim de causar danos deliberadamente.

A inteligência artificial e o reforço de estereótipos

Como mencionado antes, a inteligência artificial utiliza bilhões de imagens disponíveis na nuvem para recriar cenas e isso pode acabar reforçando certos estereótipos e até preconceitos sociais baseados em valores pré determinados, muitas vezes eurocêntricos e machistas, para dizer o mínimo.

Para testar essa teoria, fiz um teste. Utilizei a ferramenta DALL-E 2 para criar as imagens com os comandos “professional nursing” (enfermeiro ou enfermeira profissional – sem determinação de gênero) e “CEO of a large successful multinational company” (diretor ou diretora de uma grande multinacional de sucesso – também sem determinação de gênero) e os resultados foram estes:

Inteligência artificial
Resultados para o s comando “professional nursing” (enfermeiro ou enfermeira profissional – sem determinação de gênero)
Inteligência artificial
Resultados para o s comando “CEO of a large successful multinational company” (diretor ou diretora de uma grande multinacional de sucesso – também sem determinação de gênero)

Ferramentas de inteligência artificial para geração de imagens

Atualmente existem algumas ferramentas de inteligência artificial disponíveis para uso com opções de planos, gratuitos e pagos, além de algumas especificidades em cada uma delas. O Fotor, por exemplo, permite que qualquer pessoa se torne um criador de NFT. O Deep Dream Generator é o playground para aqueles que querem criar arte abstrata ou surrealista. No Wombo.art o usuário pode criar uma obra de arte no estilo de algum artista famoso em poucos cliques. O Midjourney é o mais popular de todos e atualmente conta com milhões de usuários que buscam imagens criativas, realistas e futuristas. Veja abaixo algumas ferramentas disponíveis:

Midjourney suspende versão gratuita após sobrecarga de acessos

No final do mês de março, usuários do plano gratuito do Midjourney se depararam com um novo aviso após digitarem seus comandos: “Subscription required. Due to extreme demand we can’t provide a free trial right now. Please subscribe or try again tomorrow”. Traduzindo: “Inscrição necessária. Devido à alta demanda, não podemos fornecer uma avaliação gratuita no momento. Inscreva-se ou tente novamente amanhã”. 

Segundo David Holz, desenvolvedor da ferramenta, a decisão foi tomada por conta de um uso excessivo que sobrecarregou sua infraestrutura, mas na mídia e nas redes sociais, usuários suspeitam que a decisão foi tomada após a ferramenta ser usada para criar imagens falsas do Papa Francisco e de Donald Trump. O desenvolvedor nega. Segundo ele, o objetivo da medida é evitar sobrecargas em uma nova versão Midjourney, chamada de v5 e exclusiva para assinantes desde seu lançamento.

Imagens do Papa e Donald Trump confundiram a internet

Uma foto do papa caminhando pelas ruas usando um casaco acolchoado branco – tão acolchoado que parecia até inflável – viralizou. A imagem destoava totalmente das vestes oficiais do pontífice de 86 anos. Estaria o Papa lançando um novo dresscode ou seria uma imagem falsa? Sim, a imagem era falsa, criada pelo Midjourney. Neste caso, embora a imagem não tivesse feito “mal a ninguém”, já colocou muita gente de orelhas em pé em relação ao uso ético da ferramenta.

Inteligência artificial
Foto do Papa Francisco caminhando pelas ruas usando um casaco acolchoado branco

Nessa mesma semana, imagens de Donald Trump sendo preso também viralizaram, após o ex-presidente norte americano ter declarado em suas redes sociais que esperava ser indiciado no âmbito de uma investigação financeira em Nova Iorque.

Inteligência artificial
Imagens do ex-presidente norte americano Donald Trump sendo preso

As fotos também foram geradas por IA e confundiram o grande público a ponto de muitos passarem a solicitar que sites e redes sociais instalem uma ferramenta que identifique imagens criadas por inteligência artificial.


Leia também: Como Inteligência Artificial pode dominar o mercado de arte?

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários