Arte no Mundo

O limiar entre a pintura e a escultura

Por Paulo Varella - março 19, 2015
5037 0
Pinterest LinkedIn

Graham Collins desenvolve trabalhos de pintura, escultura, cerâmica e intervenção arquitetônica, sendo mais conhecido por suas pinturas monocromáticas com diferentes texturas e esculturas feitas a partir de quadros antigos.

Collins nasceu em Washington, DC, em 1980. Atualmente o artista vive e trabalha no Brooklyn. Suas obras brincam com a questão da ruína versus estabilidade e com os valores culturais e estéticos.

Untitled-2

img1

À primeira vista suas obras parecem minimalistas, mas olhando mais profundamente conseguimos enxergar que através do uso de materiais reutilizados, o artista traz para seu trabalho outros significados próprios dos materiais. Seja a madeira manchada pelo tempo ou o vidro quebrado da janela, tudo contém a sua carga simbólica.

Untitled-1

GC20134

Em algumas obras Collins reutiliza quadros antigos como uma forma de reviver a arte. Ora transformando as pinturas em esculturas, ora pintando por cima, o artista constrói uma outra obra ao mesmo tempo em que dá vida a uma antiga.

Desta maneira seu trabalho também aborda e nos faz refletir sobre questões mais complexas como encontrar o valor de quadros esquecidos, não vistos ou não valorizados.

imgg

img9

Para ver mais trabalhos do artista, acesse sua página no tumblr: grahamcollins.tumblr.com/

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Estudou cinema na NFTS (UK), administração na FGV e química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil nos anos seguintes. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo, pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil. Paulo dirigiu 3 galerias de arte e hoje se dedica a ajudar artistas, galeristas e colecionadores a melhorarem o acesso no mercado internacional.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários