Curiosidades

As 5 obras mais caras do mundo feitas por artistas ainda vivos

A valorização da arte contemporânea no mercado

Por Equipe Editorial - junho 27, 2019
2583 0
Pinterest LinkedIn

As obras de arte que carregam uma história, um contexto mais abrangente, tendem a ser mais valiosas no mercado mundial de arte. Não é à toa que quadros vendidos acima dos 100 milhões de dólares são todos de artistas já falecidos, que, enquanto vivos, jamais poderiam imaginar em quanto o valor de suas criações artísticas chegariam no futuro.

Apesar disso, alguns artistas contemporâneos estão fugindo do padrão difundido que o “artista não pode estar vivo para fazer sucesso”. Tendo isso em vista, separamos uma lista com as 5 obras mais caras vendidas por artistas vivos.


Rabbit (1986) de Jeff Koons

obras; jeff koons

A obra foi criada em 1986 e mede 1 metro de altura. Sua produção se deu a partir da fundição de aço inox em um coelho inflável, que rendeu um preço recorde de venda para um artista vivo: 91,1 milhões de dólares. A peça de Jeff Koons, de 64 anos (1955), foi leiloada da coleção do falecido magnata publicitário S.I. Newhouse, cujo império incluía a Conde Nast, que publicou revistas como Vogue, The New Yorker e Vanity Fair.


Portrait of an Artist (1972) de David Hockney

obras; Portrait of an Artist - David Hockney c

A pintura a óleo colorida mostra um homem elegantemente vestido de pé na beira da piscina e olhando pensativamente para outra figura nadando sob a água em direção a ele. Com a paleta de cores de um verão californiano reforçado tanto por uma paisagem ondulante e montanhosa, quanto pelo azul cristalino da piscina, temos um quadro que agrada visualmente.

A obra apareceu na capa de várias monografias sobre o artista de 81 anos (1937), e, em 2018, foi vendida por 90,3 milhões de dólares.


False Start (1959) de Jasper Johns

False Start - Jasper Johns

Em venda privada, para um bilionário de fundos hedge (Kenneth C. Griffin), Johns vendeu a False Start por 80 milhões de dólares.

Este é um quadro explosivo; a imagem não tem a mesma calma de suas pinturas anteriores. Muitos observadores sentiram uma referência ao estado de espírito do artista, ou ao seu sentimento enquanto trabalhava.


Balloon Dog – Orange (1955) de Jeff Koons

Balloon dog - Jeff Koons copy

Novamente temos uma escultura de Jeff Koons na lista. Medindo cerca de 4 metros de altura, é trabalhada, assim como Rabbit, em aço inoxidável para se assemelhar a um típico cachorro moldado em balão por um palhaço em festa infantil. Faz parte de uma série de cinco esculturas de cores diferentes — amarela, azul, vermelho e magenta; e, foi vendida por 58,4 milhões de dólares.


Abstraktes Bild (1987) de Gerhard Richter

Abstraktes Bild - Gerhard Richter

Finalizando a lista, temos uma das mais famosas obras de Richter. Ele usa tinta acrílica sobre a tela, que foi mergulhada em varreduras technicolor e, em seguida, puxada com pedaços de madeira para criar um arco-íris de abstração. O artista também afirmou que o trabalho era um dos seus favoritos pessoais, que imediatamente aumentaram o valor.

Apresentando uma grande dimensão (300 × 250 cm), os leiloeiros descreveram-no como “uma das maiores pinturas abstratas do artista e certamente uma das mais surpreendentes cromaticamente”. Foi vendido por 46 milhões de dólares na Sotheby’s em Londres para um comprador anônimo.


Fontes

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários