Exposições e Eventos

Museu Afro Brasil Emanoel Araujo apresenta Andrey Guaianá Zignnatto

Por Equipe Editorial - maio 8, 2023
279 0
Pinterest LinkedIn

O Museu Afro Brasil Emanoel Araujo, em São Paulo, recebe a individual “Alicerce”, de Andrey Guaianá Zignnatto, representado pela Galeria Janaína Torres. Destaca-se a instalação inédita que dá nome à mostra, uma casa pré-moldada de concreto, disposta sobre um conjunto de grandes vasos cerâmicos indígenas, a maior obra instalativa já produzida pelo artista. Também poderão ser vistos trabalhos em técnicas como vídeo, objeto, serigrafia e pintura.

O conjunto exposto em Alicerce propõe uma revisão sobre o processo de desenvolvimento dos movimentos modernistas e contemporâneos da história da arte brasileira, no qual Zignnatto identifica uma constante apropriação de elementos das culturas indígenas que exclui, no entanto, os próprios povos indígenas, no que ele chama de “processo de grilagem cultural”.

No dia da abertura, será realizada uma conversa entre o artista e Luiz Canê Mingué, o Kenké (chefe) do povo Dofurêm Guaianá, originário da cidade de São Paulo. A conversa será aberta ao público e terá acesso gratuito.

Sobre Andrey Guaianá Zignnatto

Artista autodidata, professor de artes visuais e ativista de projetos sociais. Trabalhou como ajudante de pedreiro dos 10 aos 14 anos de idade. Indígena das etnias Dofurêm Guaianá e Guarani M’bya. Estas memórias afetivas e ancestrais são a base para o desenvolvimento conceitual e dos métodos usados na sua produção artística.
Participou de exposições, entre individuais e coletivas, em museus, centros culturais e galerias de arte no Brasil, Estados Unidos, Emirados Árabes, França, Colômbia, Inglaterra, Itália, Peru e Argentina. Contemplado com 2 prêmios do Ministério da Cultura, sendo 1 pela Funarte e 1 pelo IPHAN (2014 e 2015); 5 prêmios da Secretaria de Estado da Cultura de SP pelo PROAC (2014, 2015, 2017, 2021, e 2022); prêmio do 18º Festival Cultura Inglesa, e indicado para o prêmio Jameel Art Prize do Victória & Albert Museum da Inglaterra (2017). Possui obras em acervos importantes de instituições públicas e privadas, como Perez Art Museum Miami – EUA, Bunker Artspace – EUA, Museu de Arte do Rio – Brasil, coleção Diane Solomon – EUA, coleção Alfredo Setúbal [CEO Itaúsa] – Brasil, coleção família Marsano – Peru, coleção família Marinho – Brasil, entre outras.

Desde 2002, realiza oficinas de arte para projetos humanitários que apoiam pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social, para refugiados da guerra civil na Síria e Líbano, refugiados da Venezuela, crianças órfãs do Abrigo Nossa Casa, Casa da Fonte, Centro de Referência do Idoso, Centro de Referência da Assistência Social, Centro de Apoio Psicossocial adulto e infantil, moradores da Rua Helvetia [região da Cracolândia SP], prostitutas e ex-prostitutas atendidas pela Associação Magdala, Centro de Detenção Provisória Bandeirantes entre outros.
Artista: Andrey Guaianá Zignnatto
Texto curatorial: Sandra Ará Rete Benites

Sobre o Museu Afro Brasil Emanoel Araujo

O Museu Afro Brasil Emanoel Araujo é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo administrada pela Associação Museu Afro Brasil – Organização Social de Cultura. Inaugurado em 2004, a partir da coleção particular do seu diretor curador, Emanoel Araujo, o museu é um espaço de história, memória e arte.

Localizado no Pavilhão Padre Manoel da Nóbrega, dentro do mais famoso parque de São Paulo, o Parque Ibirapuera, o Museu Afro Brasil Emanoel Araujo conserva, em cerca de 12 mil m2, um acervo museológico com mais de 8 mil obras, apresentando diversos aspectos dos universos culturais africanos e afro-brasileiro e abordando temas como religiosidade, arte e história, a partir das contribuições da população negra para a construção da sociedade brasileira e da cultura nacional. O museu exibe parte deste acervo na exposição de longa duração e realiza exposições temporárias, atividades educativas, além de uma ampla programação cultural.

Sobre a Janaina Torres Galeria

Fundada em 2016, a Janaina Torres Galeria aposta em um programa curatorial que procura refletir um contexto cultural amplo, em que a experiência estética se alinha também a questões geográficas, políticas e sociais.

A galeria busca difundir seus artistas com responsabilidade e comprometimento para que eles tenham seu legado reconhecido e respaldado pelas mais respeitadas instituições. A partir de sua missão de educar, aproximar e conectar artistas, curadores, colecionadores e amantes da arte, a galeria busca garantir um acesso verdadeiro dos mais diversos públicos a uma produção artística brasileira contundente e vibrante.

Serviço

Alicerce | Andrey Guaianá Zignnatto
Museu Afro Brasil Emanoel Araujo
Av. Pedro Álvares Cabral | Parque Ibirapuera | Portão 10
São Paulo | Brasil
Abertura: 29.04, às 13h
Encontro com o artista: 29.04, às 14h
Entrada franca

Leia também: Museu Judaico de SP apresenta “Artistas do Papel: Obras colecionadas por Ruth Tarasantchi para o acervo do MUJ”

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários