Exposições e Eventos

MASP participa da SP-Arte com artigos indígenas

Em diálogo com a programação do ano dedicada às Histórias indígenas, o estande conta com cerca de 200 objetos feitos por 25 povos

Por Equipe Editorial - março 22, 2023
298 0
Pinterest LinkedIn

O MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand) participa da 19ª edição da SP-Arte, entre 29 de março e 2 de abril de 2023, com trabalhos de criadores indígenas, em consonância com a programação do ano dedicada às Histórias indígenas. Com curadoria de Adélia Borges, curadora-adjunta, MASP Loja, serão apresentados objetos como cestarias, cerâmicas, objetos de madeira e adornos de miçangas de vidro e sementes, além de outros produtos do MASP Loja.

Nesta edição, o estande do MASP estará localizado no 2º pavimento da Bienal, entre os estandes G7 e G8, com objetos de 25 povos indígenas Apurinã, Arara, Baniwa, Baré, Guarani Mbya, Juruna, Kadiwéu, Karajá, Kayapó Mekrãgnoti, Krahô, Marúbo, Mehinako, Ofaié, Parakanã, Sateré-Mawé, Terena, Ticuna, Tukano, Tupiniquim, Waimiri-Atroari, Wauja, Yanomami, Yawalapiti, Waroe e Z’oé . A predominância é de povos da Amazônia, mas há também de outras regiões e até mesmo do município de São Paulo (caso dos Guarani Mbya). Uma particularidade é a presença de refugiados – os Warao, originários da Venezuela, que têm migrado para o Brasil recentemente.

MASP Loja

“Desde 2016, o MASP Loja possui em seu portfólio objetos feitos por designers, por povos indígenas e por artesãos em áreas rurais ou periferias urbanas. Os produtos são apresentados lado a lado, sem hierarquizações, espelhando a riqueza da nossa diversidade cultural. Para a SP-Arte, intensificamos e ampliamos os contatos com os povos indígenas, reiterando o nosso compromisso com a pluralidade da cultura brasileira”, pontua Adélia Borges, curadora-adjunta, MASP Loja.

O MASP Loja também selecionou réplicas arqueológicas das culturas Marajoara e Tapajônica para compor a galeria. Os objetos resultam do projeto Replicando o passado, do Museu Paraense Emílio Goeldi, de Belém, que possui uma das mais expressivas coleções de arte pré-cabralina do país. A produção é feita por ceramistas do bairro do Paracuri, distrito de Icoaraci, na capital paraense, e a certificação é feita caso a caso pela equipe de arqueólogos do Museu. Os objetos possuem um carimbo na base da peça, identificando-a como réplica, e etiquetas individualizadas com informações sobre a obra e a cultura da qual provém.

O estande ainda oferece a oportunidade dos visitantes conhecerem e fazerem parte do programa Amigo MASP. O programa é a melhor forma de se aproximar da programação do Museu e ainda ter benefícios, como entrada gratuita e sem filas, programação cultural especial e descontos nos serviços do MASP e de nossos parceiros. Durante a feira, os membros que fizerem adesão ao programa ganharão uma tote exclusiva. Todos os amigos poderão aproveitar o desconto de 20% nos itens da Loja.

Serviço

MASP na 19ª edição da SP-Arte
Curadoria: Adélia Borges, curadora-adjunta, MASP Loja
29.3–2.4.2023
Local: Pavilhão da Bienal – Parque Ibirapuera, portão 3, 2º pavimento da Bienal, entre os estandes G7 e G8
Horários: 29–30 março: 14h–20h; 31 março–01 abril: 12h–20h; 02 abril: 11h–19h
Ingressos: R$ 70 (inteira); R$ 35 (meia-entrada)

Leia também: MASP inaugura exposição “Mahku: Mirações”

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários