Exposições e Eventos

Vem aí a exposição “Tarsila: estudos e anotações”

Por Equipe Editorial - março 21, 2023
259 0
Pinterest LinkedIn

A exposição “Tarsila: estudos e anotações”, com 110 desenhos feitos ao longo da vida e raramente expostos, será inaugurada dia 1º de abril em São Paulo. São estudos e anotações, todos da Coleção Kogan Amaro (FAMA – Fundação Marcos Amaro), que estarão na Fundação Maria Luisa e Oscar Americano até dia 25 de maio. Trata-se de incomum reunião de trabalhos mantidos por Tarsila do Amaral em sua intimidade até 1969, que foram guardados durante décadas por colecionador particular que preservou o conjunto distante de visitação e mesmo de especialistas.

O diferencial desta exposição é que por meio destes trabalhos é possível conhecer o percurso da artista, desde os registros iniciais de personagens e cenas de São Paulo, quando esteve sob orientação de Pedro Alexandrino (1918-1919); momentos de sua primeira viagem, já adulta, à Europa, a observação atenta de seu entorno, seja a bordo, seja das cidades visitadas, assim como nas sessões de modelo vivo em Paris (1920-1922). As obras oferecem a chance de acompanhar a absorção das lições de artistas modernos franceses pelos quais tinha admiração: Lhote, Léger, Gleizes (1923). Há também a presença marcante das várias cadernetas e blocos de desenho que sempre a acompanhavam, a exemplo das viagens a Minas Gerais (1924), ao Oriente Médio (1926) e à União Soviética (1931). Soma-se a isso, os figurinos para um balé (1925), infelizmente não realizado, e desenhos da fase antropofágica, tida como a mais criativa da artista (1928-1930). Enfim, a Tarsila das anotações ligeiras de detalhes ornamentais e memórias, a dos estudos para ilustrações de livros ou desenvolvendo um pensamento gráfico para futuros trabalhos.

Ocupando as três salas destinadas a exposições temporárias na Fundação, a exposição tem a curadoria de Aracy Amaral e Regina Teixeira de Barros especialistas e conhecedoras da obra da artista.

Sobre Tarsila do Amaral

Tarsila é um dos maiores nomes da arte brasileira e da primeira fase do movimento modernista brasileiro. Junto à Anita Malfatti, ela ficou conhecida como uma das mais importantes pintoras da primeira fase do modernismo. E, ao lado dos escritores Oswald de Andrade e Raul Bopp, Tarsila inaugurou o movimento denominado “Antropofagia”. Sua obra apresenta paisagens rurais e urbanas brasileiras, além de elementos da fauna, flora e folclore do país.

Leia também: Por que Tarsila do Amaral é tão importante para a arte

Serviço

Exposição “Tarsila: estudos e anotações”
02 de abril a 25 de maio de 2023
Terça a domingo, das 10h as 17h
Local: Fundação Maria Luisa e Oscar Americano. Av. Morumbi, 4077 – Morumbi, São Paulo
Ingresso R$ 10,00 exposição + R$ 20,00 acesso ao Parque.
Meia entrada R$ 10,00 + R$ 5,00
Bilheteria na entrada da Fundação

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários