Exposições e Eventos

Museu Judaico de São Paulo tem programação para crianças em abril

O museu realiza programação especial em comemoração à festa mais antiga do calendário judaico

Por Equipe Editorial - abril 10, 2023
304 0
Pinterest LinkedIn

O Museu Judaico de São Paulo (MUJ) traz atividades especiais no mês de abril, em celebração a um dos feriados mais importantes da cultura judaica, o Pessach. Conhecida também como a festa da liberdade, ou “Páscoa judaica”, a data, que vai 05 a 13 de abril, festeja a libertação do povo judeu da escravidão no Egito e seu êxodo, há mais de 3 mil anos. 

Assim como é comemorado o Pessach, com familiares e amigos, adultos e crianças, a agenda de abril do Museu Judaico também abarca públicos de todas as idades, com foco nas crianças. Através de contações de história, visitações temáticas e um espetáculo musical, a programação convida os visitantes a contribuírem com a preservação dessa memória, e garantir que as futuras gerações herdem e protejam a mensagem da liberdade.

Confira a programação

Uma história canção por liberdade!

Contação de histórias | 08 de abril, sábado, às 11h30 e às 15h | 12 de abril, quarta-feira, às 15h

O núcleo de Educação & Participação do Museu Judaico de São Paulo apresenta a contação de história “Uma história canção por liberdade!”. Inspirada e baseada no livro “O seder de Raquela”, da editora PJ Library, a história é repleta de músicas, que serão cantadas pelos educadores do Museu na atividade que dura 30 minutos. A contação é recomendada para crianças de até 12 anos e suas famílias, mas todos são bem-vindos. 

“O seder de Raquela” conta a história da pequena Raquela e sua família judaica sefaradita. A família adora o Pessach, mas por morarem na Espanha na era da Inquisição, não é seguro realizarem o seder, jantar cerimonial para comemorar o Pessach. Para contornar o problema, o pai de Raquela tem uma ideia genial que envolve um barco de pesca, lua cheia e um segredo – sem falar na sua bravura.

Por que essa noite é diferente das outras?

Espetáculo musical | 09, 16 e 23 de abril, domingo, às 11h | Gratuito

O espetáculo musical “Por que essa noite é diferente das outras?” traz as palavras e os cantos da Hagadá, texto utilizado para os serviços da noite do Pessach, e que conta a história da libertação do povo judeu do Egito. Para a montagem da apresentação, o Museu Judaico de São Paulo e a Sapoti Projetos Culturais selecionaram um elenco de atores renomados que já participaram de peças como “Marrom O Musical”, “O rei Leão”, “Os Saltimbancos”, entre outros. 

Com direção musical de Jessé Jackson e direção cênica de Tamires Carvalho, “Por que essa noite é diferente das outras?” fala da história, memória, tradições e valores da cultura judaica em diálogo com o tempo presente e a pluralidade de vozes. Através de um olhar renovado das tradições, cada um dos espectadores é convidado a tecer uma relação única com essa narrativa comum. 

O evento será gratuito, com retirada prévia de ingresso aqui

Travessia e Liberdade

Visita temática | 13 e 20 e 27 de abril, quinta-feira, às 14h

O núcleo de Educação & Participação do Museu Judaico de São Paulo oferece a visita temática “Travessia e Liberdade” para lembrar e celebrar o êxodo dos hebreus do Egito. 

Sobre o Museu Judaico de São Paulo

Fruto de uma iniciativa da sociedade civil acalentada por quase duas décadas, o Museu Judaico de São Paulo (MUJ) abre suas portas visando cultivar as diversas expressões, histórias, memórias, tradições e valores da cultura judaica, em diálogo com o contexto brasileiro, com o tempo presente e com as aspirações de seus diferentes públicos.

Amparado por um programa cultural e participativo que entrelaça a experiência judaica à cultura brasileira e à arte contemporânea, o MUJ nasce comprometido com a coexistência entre os variados grupos sociais e identidades, com o combate à intolerância e ao preconceito, com a educação e a transmissão intergeracional, valores a um só tempo universais e judaicos.

Instalado em um edifício tombado pelo patrimônio municipal e guardião do maior acervo judaico do país, constituído integralmente por doações, o MUJ considera a memória como fenômeno vivo, fonte de resistência e sobrevivência, em permanente transformação.

Museu Judaico de São Paulo
Fachada do Museu Judaico de São Paulo. Crédito: Fernando Siqueira

Serviço

Museu Judaico de São Paulo (MUJ)
Curadoria: Felipe Chaimovich
Período expositivo: de 5 de abril a 9 de julho
Local: Rua Martinho Prado, 128 – São Paulo, SP
Funcionamento: Terça a domingo, das 10 horas às 19 horas (última entrada às 18h30)
Ingresso: R$ 20 inteira; R$10 meia
Classificação indicativa: Livre 
Acesso para pessoas com mobilidade reduzida

Leia também: Museu Judaico de São Paulo recebe a obra de Boris Lurie

Não foi possível salvar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Sua inscrição foi bem sucedida.

Você quer receber informações sobre cultura, eventos e mercado de arte?

Selecione abaixo o perfil que você mais se identifica.

Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários