Do fotorrealismo à realidade virtual: 50 anos de realismo

0
819

A exposição, com cerca de 100 obras, de 30 artistas entre brasileiros e estrangeiros, tem como ponto inicial a realidade e sua representação através da pintura, da escultura e da realidade virtual nos últimos 50 anos. A proposta possui um caráter de ineditismo, pois o fenômeno da representação da realidade na arte contemporânea nunca foi tratado partindo do fotorrealismo, sendo este aprimorado no hiper-realismo, seguido da perspectiva de expansão futura da realidade virtual.

Tom Martin – Collateral

No dia 7 de novembro, às 19h, artistas, convidados e a curadora Tereza de Arruda conversam com o público sobre Realismo na Contemporaneidade, com entrada franca mediante retirada de senha a partir de 1 hora antes do início do evento. Sujeito à lotação.

50 anos de realismo – Do fotorrealismo à realidade virtual

  • CCBB-SP
  • Local: subsolo, térreo, 1º, 2º, 3º e 4º andares
  • 7 de novembro de 2018 a 14 de janeiro de 2019
  • 9h às 21h
  • Classificação indicativa: livre.
  • Entrada franca.
Artigo anteriorNot Vital em Saudade
Próximo artigoCarmen, a grande pequena notável
Avatar
Estudou cinema na NTFS (UK), Administração na FGV e Química na USP. Trabalhou com fotografia, cinema autoral e publicitário em Londres nos anos 90 e no Brasil nos anos seguintes. Sua formação lhe conferiu entre muitas qualidades, uma expertise em estética da imagem, habilidade na administração de conteúdo e pessoas e conhecimento profundo sobre materiais. Por muito tempo Paulo participou do cenário da produção artística em Londres, Paris e Hamburgo de onde veio a inspiração para iniciar o Arteref no Brasil. Paulo dirigiu 3 galerias de arte e hoje se dedica em ajudar artistas, galeristas e colecionadores a terem um aspecto mais profissional dentro do mercado de arte internacional.

Comente:

Please enter your comment!
Please enter your name here